Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

ludgeromarques.jpg

 

 

ESBOÇO DE MIM 

Edição a 30 de Outubro 

 

Horas Sem Dias” é o nome do seu álbum de estreia que foi editado em 2012. Um disco onde o Soul, o Funk, o Jazz e o Blues se cruzam, usando a língua portuguesa como forma de expressão.


Com este trabalho teve oportunidade de fazer concertos em espaços tão históricos como o Mosteiro de Tibães, a Casa do Infante no Porto, o Moinho do Papel em Leiria assim como no mítico Rivoli. O Tribecca Jazz Club foi um espaço onde o artista se apresentou num formato intimista, piano e voz.


Após dois anos e meio, surgiu a vontade de criar novas canções e novas histórias para contar. E assim nasceu o segundo álbum onde o piano, instrumento de eleição do músico, toma mais do que nunca o papel principal. Assinando toda a composição musical e letras deste “Esboço de mim”, Ludgero Rosas assumiu também a produção total deste novo trabalho, com uma sonoridade ligada ao blues e ao jazz.

O tema “Foi sem Contar” serve de cartão-de-visita deste seu novo álbum.


Ludgero Rosas - Piano, hammond e voz
Diogo Leite - Bateria
Vitor Cardoso - Baixo
João Martins - Saxofone
Rui bandeira - Trombone

Site Oficial
Facebook Oficial

 

Vídeo de Foi Sem Contar

 

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email