Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

Letra

 

 

Vidro, gás, água. Amotinam-se multidões que dão tudo o que têm para aguentar tal repressão (era só sangue e lágrimas). E agora mais do que antes, nunca me fez tanto sentido cantar canções de intervenção, basta olhar à volta. Alguma coisa tem de mudar em nós. Se já não falamos entre dentes, então porquê todo este receio de falar do estado da nação? Deixar de estar de fora. Uma sombra passa, alguém acena e já perdi esse teu olhar. Mas olha, não te vás embora, junta-te a mim. Fumo, pedra e multimédia agitam a situação. Há de tudo sobre tudo a incitar à reacção. Eles deram as mãos e mostraram a cara. Gritaram de baixo e provaram que dava. Eles deram as mãos e nós como é? Que é feito da tal revolução? E agora mais do que antes, nunca me fez tanto sentido cantar canções de intervenção. Deixar de estar de fora e não aceitar que a voz se apague pelo cansaço. Isso é que era bom.

mais música de tv rural em:
http://tvrural.bandcamp.com

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email