Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

 

"Palhaços encapuçados" (Letra e Música: Dulce Pontes)

Palhaços encapuçados
Mais uma vez cá estou junto às profundezas
meu lado negro quando teima aqui ficar;
mexe e remexe
do figado às miudezas
todas as minhas certezas já mudaram de lugar;

Mais uma vez cá estou junto ao precipício,
na teimosia de em tudo encontrar sentido;
mas afinal, se o final não teve inicio
entre a virtude e o vício
onde é que vamos parar?

Larilolela, se eu soubesse o que ser hoje,
mas não aprendo
já estou em outro lugar
os meus ponteiros andam tão desorientados
relógios galvanizados
num eterno despertar!

Ai Deus, ai Deus, chega de falar de mim
os meus amores lá em cima do telhado
são tantas dores quantas dos partos que fordes
quantas sortes tendes hoje, quantas vidas, quantos fados?

Com os diabos, nada é o que parece
e o que padece mais tarde se recupera
e quem são estes palhaços encapuçados,
morcegos desorientados que não param de sugar?

Que maravilha, o primeiro já caiu
e muitos mais hão-de cair a seguir
porque o poder mata e esfola sem cessar
e não pertenece a ninguém
é do bombo popular!

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email