Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Dum botao de branco punho
Dum braço de fora preto
Vou pedir contas ao mundo
Além naquele coreto
Lá vai uma lá vao duas
Três pombas a descansar
Uma é minha outra é tua
Outra é de quem n'a agarrar
Na sala há cinco meninas
E um botao de sardinheira
Feitas de fruta madura
Nos braços duma rameira
Lá vai uma lá vao duas...
O Sol é quem faz a cura
Com alfinete de dama
Na sala há cinco meninas
Feitas duma capulana
Lá vai uma lá vao duas...
Quando a noite se avizinha
Do outro lado da rua

Vem Ana, vem Serafina
Vem Mariana, a mais pura
Lá vai uma lá vao duas...
Há sempre um botao de punho
Num braço de fora preto
Vou pedir contas ao mundo
Além naquele coreto
Lá vai uma lá vao duas...
O noite das columbas
Leva-as na tua algibeira
Na sala há cinco meninas
Feitas da mesma maneira
Lá vai uma lá vao duas
Três pombas a descansar
Uma é minha outra é tua
Outra é de quem n'a agarrar

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email