Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

concertocorona.png

 

 
4 de Julho no Armazém 5 (junto à Estação de São Bento) reúnem-se em palco alguns dos artistas mais refrescantes do panorama do Hip Hop Portuense - o grupo Corona e o rapper Minus -, finalizando o evento em beleza com o melhor da nova electrónica com DJ Set de Raez.
 
Data: 4 de Julho
Horário: 23H00
Local: Armazém 5 (junto à Estação de São Bento), PORTO
 
ENTRADA LIVRE
 
 
 
CORONA
 
Corona é um Low-life Scumbag da baixa portuense que anda sempre em “cenas”, insatisfeito mas com ideias, inadaptado mas resistente. Não o queres ter à porta do teu estabelecimento com hálito a hidromel gabando-se das suas proezas porque o resto é uma “treta”.
Lo-Fi Hipster Sheat é o nome do primeiro trabalho de Corona, um estilo musical per si, baseado no Rock Psicadélico/Progressivo dos anos 60 e 70. São onze faixas de… ninguém sabe bem, depende dos efeitos sob os quaisCorona esteja. Juntaram-se ao seu psicadelismo nomes como: Thundercuts, Minus, Mike El Nite, Kron Silva e RealPunch.
A questão que se coloca é: Trazes cogumelos contigo?
 
Próxima Data:
23 Julho - Milhões de Festa BARCELOS
 
 
 
MINUS

O fervor criativo de Hugo Oliveira, autor nascido no Porto, quis separar duas metades de si, que tendem a unir-se com o tempo para expor o seu crescimento musical e pessoal: Minus na rima e MrDolly nos instrumentais, na mesma pessoa criaram o álbum “Árvores, Pássaros & Almofadas”.

Os trabalhos anteriores no EP “Distracções” (em 2012) e no álbum colaborativo “Passeio” em Ollgoody’s denunciavam um ouvido minucioso no corte e cose, ou seja, na usual técnica de sampling. Agora, mantendo um olhar atento ao seu redor, Minus é capaz de desenvolver a sua linguagem duma forma mais aproximada àquilo que sente: nos dois últimos anos houve um esforço pessoal no sentido de progredir no processo de composição passando o seu tempo a aprender piano jazz, uma das ferramentas indispensáveis na sua nova forma de expressão.
De “Beats, Rhymes and Life” a “Árvores, Pássaros & Almofadas”, há um tributo à arte exploratória do Hip Hop num contexto social e pessoal, criando pontes rítmicas do boom bap aprimorado de J Dilla à nostalgia cinzenta do Porto.
 
 
 
RAEZ (DJ Set)
 
Raez é um produtor em constante migração por novos territórios. Do Hip Hop à Neo Soul e explorando as novas tendências da Electrónica, o seu processo de criação expande-se a cada trabalho.
Associado à editora francesa Cosmonostro, lançou no ano passado o álbum colaborativo «Connecting Miles» e vários singles como «Do It Well», destacada na BBC Radio 1Xtra e «A New Way» escolhida para a Mix Taped da Mercedes-Benz.
Produziu recentemente para Ghetthoven o tema «Last Dance» e para Isaura o tema «Useless».
Ao vivo, no seu DJ set, os temas em nome próprio e remixes são contrastados com o destaque a produtores como SBTRKT, Kaytranada, Shlohmo, Lil Silva e Mr Carmack.
 
Próxima Data: 
17 de Julho - CandyWaves 001, Maus Hábitos PORTO
 
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.