Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

Cave45_GODARK-IMACHINERY.png

 

 

Cave 45 recebe Godark e IMACHINERY para festa de lançamento

 

O Cave 45, no Porto, é o local que vai receber no próximo dia 9 de junho, pelas 23h00, a festa de lançamento dos Godark e dos IMACHINERY. Reborn From Chaos” é o EP de estreia dos portuenses Godark, editado no passado dia 23 de abril pela Music In My Soul, e do qual “Mask of Ignorance” é o single de apresentação. Quanto ao trabalho mais recente dos aveirenses IMACHINERY, “A2”, foi editado na passada quinta-feira, dia 28 de maio, também com o selo da Music In My Soul, e tem “Issus” como single de estreia.

 

Godark

 

Godark é um projeto de Death Metal Melódico que nasceu em 2010, no concelho de Penafiel, formado por Vítor Costa (voz), Diogo Ferreira (guitarra), Daniel Silva (baixo) e Fábio Silva (bateria).

 

A banda começou por ter um percurso muito abrangente, alternando com covers entre o Rock e o Metal, vindo depois a consolidar-se com a entrada de Carlos Ferreira. Nessa altura, iniciaram um caminho no sentido de encontrarem uma identidade própria, com a criação de originais. A formação inicial dos Godark manteve-se até 2014, aquando da saída de Diogo Ferreira e Carlos Ferreira, entrando para o lugar de guitarrista solo Rui Fernandes e para a guitarra ritmo Carlos Dias.

 

Caracterizados por um som pesado, com ênfase na melodia e sons harmónicos e com alguma influência épica, com vocais guturais/rasgados, os Godark vão buscar influências em bandas do mesmo género, como Amon Amarth, Arch Enemy, Dark Tranquillity e Insomnium

 

IMACHINERY

 

Tiago Sousa (baixo e programações), Pedro Sousa (guitarra) e Luís Baldaia (voz) são os músicos que compõem o projeto IMACHINERY. Nascida em 2008, esta banda de Santa Maria da Feira movimenta-se no espetro musical dos “gigantes” Meshuggah, Gojira e Mnemic, sem nunca se colar totalmente e criando uma sonoridade própria e inovadora em Portugal.

 

Com uma música pesada, agressiva e rica nos aspetos rítmicos e vocais, pode dizer-se que o projeto se enquadra nos géneros de Death Metal, Industrial Metal, Djent ou Progressive Metal.

 

O primeiro concerto dos IMACHINERY data de 2012, ano em que foi editado o EP de estreia da banda, “A1”. Três anos depois, os músicos lançam um novo trabalho: “A2”.

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email