Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

caelums.jpg

 

 
CAELUM’S EDGE apresentam em concerto o seu álbum de estreia ENIGMA no Popular Alvalade, mítico ponto de encontro em Lisboa de músicos, no dia 11 de Fevereiro, pelas 22h30, com entrada gratuita.

A banda apresenta o seu primeiro disco Enigma, um disco com canções em português e inglês e definem o seu próprio caminho musical como Space Rock. Fruto de um intenso e apaixonante trabalho, Enigma é um álbum mais maduro, com vista a um público mais vasto. Entoa melodias épicas e encorpadas, mostrando uma faceta emocional com canções que versam sobre viagens interiores, relações humanas e saudade, um tema tão português.


CAELUM’S EDGE são uma banda Rock do Barreiro que venceu a primeira edição do concurso EDP Live Bands e promete em 2016 ter muita energia para espalhar pelo mundo. O novo disco Enigma foi lançado pela Sony Music Portugal a 29 de Janeiro e o single “O Jogo” já está a rodar nas rádios nacionais.
 

Uma parte da história da música e do rock português foi forjada na margem sul e os Caelum´s Edge aos poucos vão conquistando o seu lugar. Em 2012, lançaram o seu primeiro EP New World, conquistaram o 2º lugar a nível nacional do Hard Rock Rising Competition 2013 e já pisaram grandes palcos nacionais como o Nos Alive 2013 e 2014Hard Club e Rock no Rio Sado.
 

A banda é composta por Pedro Correia (voz e guitarra), Diogo Costa (guitarra e teclado), José Ganchinho (baixo) e Diogo Lopes (bateria).

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.