Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

Miguel Guedes.jpg

 

 

“bomPorto”

Concerto pelos Refugiados

Domingo, 25 de Outubro de 2015, 16h-24h, Hard Club, sala principal, Porto

Entrada preço livre, no mínimo 10

 

Manifesto

Construir, dar, lutar, proteger, sorrir, partilhar, chegar, acolher, ganhar, criar, amar, ser.
Humanos da Terra. Cidadãos do Mundo.
Estes são tempos que precisam de cada um como parte de nós.
Em que precisamos de salvar para ser salvos.
Das tripas coração para sonhar fazer.
Tocar alto a música, fazer vossa a nossa canção, como união de povos, para mudarmos e mudarmos estes dias para um futuro melhor.

 

Ao ver tanta miséria, tanta ignorância, tanta raiva, tanta destruição, racismo, má informação, ódio e dor não podemos ficar indiferentes. Se já havia vontade de fazer algo, em nome da ajuda a quem tudo arrisca para fugir da morte, agora é uma obrigação. Esta é a hora em que os homens avançam, quando os cobardes se ajoelham e os lobos se voltam a ouvir. Este é o momento em que a solidariedade não pode ser só uma palavra escrita e vã, este é o momento de acção, de fazer, de dar.

A Sister Ray está a organizar um concerto cuja receita e donativos vão reverter para o auxílio aos refugiados que estão actualmente a procurar a Europa como porto seguro. A cidade do Porto tem uma tradição humanista, de tolerância e auxílio. Generosa e crente nas causas maiores, dando o seu melhor, fazendo das tripas seu sustento e o de quem nos procura. E as suas pessoas não são de ficar indiferentes perante a crueldade, não são de ficar caladas acompanhando o silêncio das manadas. Por isso, mulheres e homens de Letras e de Música vão dar o seu contributo para uma tarde e noite no Hard Club para que a tragédia não seja esquecida, para que se faça pelos outros o que gostaríamos que os outros fizessem por nós, e para que a ignorância não se repita.

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.