Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

31 Dez, 2014

Berg - Alice

 

 

Letra

 

Lua cheia, mar de prata,
Chão de areia, que me mata,
Da saudade de te ver chegar…


Lua nova, feiticeira, nesse ventre que incendeia
O teu corpo rendilhado de lua…
Alice dizia que a chuva era o teto do mar…


Saudade azul que se turva e parece chorar…
Quem sabe no horizonte do seu olhar…
Alice depois da chuva, ainda queira voltar….


Corpo quente, só de mim, transparente de cetim,
Fosse a lua tao brilhante assim…


Feita nua, feita louca, um só corpo na tua boca,
Com sabores, dos amores sem fim…


Alice dizia que a chuva era o teto do mar…
Saudade azul que se turva e parece chorar…
Aí quem sabe no horizonte do seu olhar...
Alice depois da chuva, ainda queira voltar
Alice dizia que era o… teto do mar.


E aí o meu amor… vem mar
Alice dizia que a chuva era o teto do mar…
Saudade azul que se turva e parece chorar….
Aí quem sabe no horizonte do seu olhar…
Alice depois da chuva, ainda queira voltar…


Uuh Ooh Uuh… Alice

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.