Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Sai de casa, vê as horas
Solta a roda do vestido
Fecha a porta de mansinho
Dos seus lábios como amoras
Espreita um sorriso atrevido
Põe o pé no mau caminho


Passa por mim diz-me adeus
e em passo bem apressado
desaparece no escuro
Ai, por um beijo dos seus,
eu vendi o meu passado,
e comprava o seu futuro


Olha quem chega tão tarde
Falta pouco o sol desponta
Vem de sapatos na mão


Ainda tem quem a aguarde
Sou eu a barata tonta
Às voltas com a paixão


Passa por mim diz-me adeus
Vê as horas e boceja
Há-de deitar-se vestida
Ai por um sonhos dos seus,
Ai que fosse eu quem a beija,
dava toda a minha vida.


Olha quem chega tão tarde
Falta pouco o sol desponta
Vem de sapatos na mão


Ainda tem quem a aguarde
Sou eu a barata tonta
às voltas com a paixão


Passa por mim diz-me adeus
Vê as horas e boceja
Há-de deitar-se vestida
Ai por um sonhos dos seus,
Ai que fosse eu quem a beija,
dava toda a minha vida.


Dava toda a minha vida.
Dava toda a minha vida.

 

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email