Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Beatriz, Catarina bora
Na janela do terceiro andar
Sei que alguém me está a espreitar
Vejo roupa por apanhar
Vejo luz à hora do jantar
Ouço os cães a ladrar

E nela vejo o reflexo do mar
Vejo plantas por regar
E na rua vejo-te a passar
Não sei quem és
Só sei que és a miúda do terceiro andar
Sei que me vês
Lá em baixo na rua a passar
Só quero ter
Uma campainha para poder tocar
Da janela do terceiro andar
Só sei que és a miúda do terceiro andar
És a miúda do terceiro andar
Só sei que és a miúda do terceiro andar
O carteiro a passar
Com uma carta por entregar
Vejo que é para o terceiro andar
E digo lhe para esperar
Diz me quem ela é
És a miúda do terceiro andar
Porta número 10
E eu aqui sem lhe poder tocar
Não sei quem és
Só sei que és a miúda do terceiro andar
Sei que me vês
Lá em baixo na rua a passar
Só quero ter
Uma campainha para poder tocar
Da janela do terceiro andar
Só sei que és a miúda do terceiro andar
Do terceiro andar
Não sei quem és
Da janela do terceiro andar
Não sei não sei
Lá em baixo na rua a passar
Não sei quem és
Só sei que és a miúda do terceiro andar
Não sei quem és
Do terceiro andar
Do terceiro andar
(...)

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.