Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

Letra

 

 

Ando cansada das horas que não vivo
de calar dentro de mim a solidão
das promessas e demoras sem motivo
e de sempre dizer sim em vez de não


Morro em cada despedida ao abandono
paro o tempo à tua espera nos desejos
a estação da minha vida é o outono
não existe primavera sem teus beijos


Ergo a minha voz aos céus teimosamente
e depois deste meu rogo ao deus senhor
não sei se te diga adeus ou, simplesmente
deva dizer-te até logo, meu amor

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email