Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

O cenário foi mais ou menos assim:
Eu estava com ela no carro, nós já estávamos a namorar a um bom tempo
Então, eu pensei: É altura de meter aquela parte do namoro em prática
Ai, eu pus a minha coleção de músicas românticas,
Para criar aquele clima, sabem como é que é
Então, começamos a entrar em beijos, os vidros começaram a ficar embaciados,
Mas de repente ela diz: Pára! Pára! Anselmo pára!? E diz assim:

Não faz assim
Não me toca assim, pois a carne é fraca
Sei que já andamos à um bom tempo mas, Anselmo espera
Tira a mão do meu pescoço
Sabes que desse jeito, vamos pegar fogo aqui no carro

Tu sabes que eu tenho vontade
De fazer aquilo que tu bem sabes
As vezes dá vontade de avançar, prazer saciar
Mas, olha eu estou a aguentar
Tu achas mesmo que é só minha vontade?
De dizer não só por pura vaidade
Só quero fazer tudo certo
Dar passo-a-passo
Por isso é que vais ter que esperar
Ela disse ya Anselmo:

(Refrão)
A nossa primeira vez
Não vai ser no carro
Nem pode ser em qualquer sitio, qualquer beco
Tem que ser algo especial, yah
Fora do normal, yah
Algo sem igual, yah yah yah
(x2)

Insatisfeito, eu vou tentar outra vez
Tem que haver um jeito de eu tê-la de vez
Dei um tempo mais
De seguida fui logo atrás
Dei-lhe um amasso bem forte
Que ela ficou bem doida, doida
Minha mão começa a entrar por debaixo da sua blusa
Digo baixinho hoje eu te quero inteira
Ela descobriu
Quando penso que ela esta a cair
Ela diz: Pára! Anselmo pára!

Tu sabes que eu tenho vontade
De fazer aquilo que tu bem sabes
As vezes dá vontade de avançar, prazer saciar
Mas, olha eu me estou a aguentar
Tu achas mesmo que é só minha vontade?
De dizer não só por pura vaidade
Só quero fazer tudo certo
Dar passo-a-passo
Por isso é que vais ter que esperar
Ela disse ya Anselmo:

(Refrão)
A nossa primeira vez
Não vai ser no carro
Nem pode ser em qualquer sitio, qualquer beco
Tem que ser algo especial, yah
Fora do normal, yah
Algo sem igual, yah yah yah
(x2)

Ela continuava a dizer: Anselmo tu vais ter que esperar,
Eu dizia mas nós já estamos a tanto tempo
Ela dizia: nem que tiveres de esperar pelo casamento
Se tu me amas vais ter que esperar
Aqui estou eu!
Até agora estou a espera
Sabes o que é ?!
Eu continuo a ficar mais apaixonado
Apesar de ser de barrado
Se for um truque resultou!

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email