Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

Letra

 

Vais partir naquela estrada
Onde um dia chegaste a sorrir
Vais deixar abandonada
Essa flor que era amor a florir

Lembro essa manhã
Quando paraste no jardim
Era o Verão
A nascer para mim

Lembro o teu sorrir
E os teus cabelos a voar
Era o Outono
De um sonho a chegar

Era a Primavera
Em cada gesto do olhar
Nos teus olhos
A cor do luar

Nuvens de alegria
E mil ventos a cantar
Era a força
De querermos amar

Vais partir naquela estrada
Onde um dia chegaste a sorrir
Vais deixar abandonada
Essa flor que era amor a florir

Lembras a montanha
Que subimos a correr
Quando a noite
Já vinha a descer

Lembras a cabana
E a velha rocha junto ao mar
Quando as ondas
Nos vinham beijar

Era o velho barco
Já sem remos para nadar
Nossa cama
Salgada de amar

Tinhas no teu peito
O bater de uma canção
Letra feita
Na palma da mão

Vais partir naquela estrada
Onde um dia chegaste a sorrir
Vais deixar abandonada
Essa flor que era amor a florir

Foste uma viagem
Sem fronteira e sem país
A princesa
Do quadro que eu fiz

Foste o meu castelo
O meu palácio de brincar
Fantasia
De tanto te amar

Mas é sempre assim
O meu final de cada Verão
Pois termina
Com uma canção

Tempo que passou
Não volta mais a recordar
E num carro
Te vejo a acenar

Vais partir
Vais partir
Vais partir

Vais partir naquela estrada
Onde um dia chegaste a sorrir
Vais deixar abandonada

Vais partir
Vais partir
Vais partir

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email