Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Duas lágrimas deixadas
Na hora da despedida
São duas águas furtadas
Num céu onde não há escadas
O último andar da vida

Quem lá sobe diz que alcança
tudo o que a vida lhe deu
Tudo o que deixou de herança,
desde os sonhos de criança
São janelinhas no céu

Ninguém parte em boa hora
Tu partiste adiantado
Deixaste a chave onde mora
Foste embora,
deixaste ficar o fado

Naquelas águas furtadas
onde a vista não tem fim
São as últimas moradas
Subiste sem ter escadas
E o fado leva-me a mim

Ninguém parte em boa hora
Tu partiste adiantado
Deixaste a chave onde mora
Foste embora,
deixaste ficar o fado

Naquelas águas furtadas
onde a vista não tem fim
São as últimas moradas
Subiste sem ter escadas
E o fado leva-me a mim

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email