Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

Letra

 

"Desde puto sempre fui pessimista
São poucos os que entendem o meu ponto de vista
Hoje chamam-me artista, querem me pôr na pista
Mas eu não tenho tempo para fogo de vista!"

Não sei se é coincidência ou paranoia minha
Basta pensar em ti para dares sinal de vida
Passamos dias sem nos ver, dias sem falar
E no momento em que cais no pensamento é quando te vens revelar
Ou no telemóvel, ou te vejo na rua
Tens saudades minhas, também já tive tuas
Dizes que eu estou mudado, eu continuo nas ruas
Apenas aprendi que há fodas que não chegam à lua
Relação é mais que Amor & Sexo
Torna-se tudo complexo quando vês que já não tem nexo
Para quê ter prazer se amanhã vou me arrepender
Respeito é bonito e eu não te quero ofender
Ninguém é de ninguém, tudo é de aluguer
Então cala-te e satisfaz-te enquanto der
Bem me quer mal me quer, para todo o Homem toda a Mulher
Tranca o teu coração e ai ninguém o fere !
Tamos na Era em que confiar é complicado
E quem me dera, que o meu modo de pensar tivesse errado
Foram lições da vida, quando quase tudo me caiu em cima
Cresci com exemplos meus e de quem me aproxima
E hoje em dia eu vejo com outros olhos
Aquilo que antigamente me fritava os miolos
Porque não tenho tempo para isso
E não penso nisso..

"Desde puto sempre fui pessimista
São poucos os que entendem o meu ponto de vista
Hoje chamam-me artista, querem me pôr na pista
Mas eu não tenho tempo para fogo de vista!"

Propz nunca me encheram o bolso
É por isso que dá-me gozo quando dizem que estou famoso
Oiço, falsos rumores, falsas propagandas
Cuidado com quem tu andas, será que sabes quem é
Tens tantas manas, tantos capangas
Mas na hora da verdade quantos tiram o pé?
E isso tu já sabes, não é novidade
Quantidade não tem nada a ver com qualidade
Somos a geração da consequência
Num País onde Políticos taparam-nos até a cabeça
E para isso não há cura não há ciência
Só resta pedir a Deus que tenha paciência
E que olhe por aquele que não tem Família
Aquele que vive com a dívida, aquele que dorme com a Lua na noite fria
Aquele que acorda de barriga vazia
Aquele que perdeu o Respeito pela filha ou mesmo pela vida !
Tanta dúvida que ninguém duvida
A qualquer momento voltas ao ponto de partida
Tanta dor que não é esquecida
É difícil esquecê-la quando ela é sentida
Tento manter-me vivo, pensando positivo
Afastando o mau Karma e tudo o que me der prejuízo
Porque não tenho tempo para isso
Incentivo o meu motivo

"Desde puto sempre fui pessimista
São poucos os que entendem o meu ponto de vista
Hoje chamam-me artista, querem me pôr na pista
Mas eu não tenho tempo para fogo de vista!"

-----------------------------------------

Antes tarde que nunca, 2014 em 2017

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email