Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

Letra

 

Ele há gente que vive de si

Ele há vícios de que a gente se ri

Todos me falam nunca os conheci

Assisto ao seu enterro metam-nos pr'aí



Os meus sentidos pêsames

Que pena não viveres mais aqui



Ele há músicos qu'eu nunca ouvi

Ele há estilistas qu'eu nunca vesti

Ele há críticas que eu nunca percebi

E até managers de quem não recebi



Os meus sentidos pêsames

Sinceros parabéns por desistires de vencer

Os meus sentidos pêsames

Saudades de quem não se sabe vender aqui

Onde eu já vivi. Sem saber como nem quando. Onde eu já dormi

Condolências para quem continua sem saber. O que faz aqui

Como eu só vivi. Também já acordei um dia sozinho

E no entanto lembrei-me de ti. Aceita as

Condolências deixa-te morrer. Não fazes falta aqui.

Quando te fores haverá sempre elogios. E alguém

Que se riu de ti. Onde eu já vivi.


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email