Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

A MINHA GENTE
E se eu agora, a todos nós,
Nos convertesse em melodia?
E ao brilho mudo em nossos olhos,
Eu transformasse em poesia?

Que em cada rosto há uma nota
À espera ainda por nascer,
E em cada história uma vontade,
Que ficou sempre por dizer...

A minha gente tem este fado,
Às vezes quente, às vezes fria,
Mas traz na alma uma vontade,
De amar mais que o amor a cada dia.

De sobrenome tem a saudade
Que nunca acaba e que arrepia,
Por isso teima, a cada passo,
Lutar p’ra lá da dor, mais que devia.

 

Letra e Música:
Rodrigo Serrão

 

 

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.