Terça-feira, 07.11.17

 

Letra

 

Não ecnontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

Lyrics & Vocals: José Rosário

Music & Mixing: Charles Sangnoir

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Também há rios que parecem mares azuis
Há tantos trilhos para navegares depois
Há um lugar na montanha que é teu
Inventado p’ra ver o amanhecer

Já não importa se há luar vagueias à beira mar
Sem medo de naufragar, vês ao longe a cidade
Relembras o céu, há uma estrela que o tempo escureceu
Agora sabes que essa porta não tem luz

Também há rios que parecem mares azuis
Há tantos trilhos para navegares depois
Há um lugar na montanha que é teu
Inventado p’ra ver o amanhecer

Rios que parecem mares azuis
Há tantos trilhos para navegares depois
Há um lugar na montanha que é teu
Inventado p’’ra ver o amanhecer

Já não importa se há luar vagueias à beira mar
Agora sabes que essa porta não tem luz

Também há rios que parecem mares azuis
Há tantos trilhos para navegares depois
Há um lugar na montanha que é teu
Inventado p’ra ver o amanhecer

Rios que parecem mares azuis
Há tantos trilhos para navegares depois
Há um lugar na montanha que é teu
Inventado p’ra ver o amanhecer

Também há rios que parecem mares azuis
Há tantos trilhos para navegares depois
Há um lugar na montanha que é teu
Inventado p’ra ver o amanhecer

 

Não encontrei os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 06.11.17

 

Letra

 

Se um dia alguém perguntar por mim
Diz que vivi para te amar
Antes de ti, só existi
Cansado e sem nada para dar

Meu bem, ouve as minhas preces
Peço que regresses, que me voltes a querer
Eu sei que não se ama sozinho
Talvez, devagarinho, possas voltar a aprender

Meu bem, ouve as minhas preces
Peço que regresses, que me voltes a querer
Eu sei que não se ama sozinho
Talvez, devagarinho, possas voltar a aprender

Se o teu coração não quiser ceder
Não sentir paixão, não quiser sofrer
Sem fazer planos do que virá depois
O meu coração pode amar pelos dois

 

Letra de Luísa Sobral

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Verso 1]
Eu bem tento ser melhor mas eu não consigo
E tu mereces mais do que eu tenho sido
Tanto tempo contado, pouco tempo contigo
Mau para namorado, bom para ser amigo
Passaste um mau bocado, roubei-te esse sorriso
Dias sem dizer nada, sem uma explicação
Eu era o pecado no teu paraíso
Mas não tenho o que é preciso numa relação
Eu nunca tive o preciso e dizia não
Hoje em dia penso nisso ao ver o meu reflexo
Porque eu pedi e tu deste-me o coração
Onde tu vias amor, eu só via sexo
Viveste um filme de terror e querias um romance
O homem que tinhas ao lado era fora de alcance
Dizes que eu não recuo, também não avanço
No corpo das outras, sim é lá que eu danço
Enfim, eu não descanso a minha vida é só loucura
Virei pouca oferta porque hoje é muito a procura
Tu sentiste o André, tu viveste o André (ehhh)
Elas só peram o Piruka
Boneca tu escuta, lembra-te dos momentos
Boneca tu escuta como fazias em tempos
Não me preocupo, eu saber dos teus arregos
Quando os teus olhos fecham sei que é a mim que tu sentes (yah)


[Refrão]
A vida que eu levo para ti não dá
Hoje vivo na estrada e é lá que eu me deito
O tempo perdido já não vai voltar
E hoje choras por tudo que podia ser feito
A vida que tu queres para mim não dá
Hoje 'tás numa cama à espera que eu me deite
Tentei, tentaste, cansei de tentar
Hoje vê-me a sorrir por tudo que foi feito

[Verso 2]
Agora olha para mim
Olha para mim, a vida mudou
Dizem que tudo tem um fim
Tudo tem um fim, será que acabou?
Pensa para onde é que eu vou
Olha para onde é que eu vim
Hoje vejo onde é que eu 'tou
Hoje vejo-me aqui sem ti
O brilho virou pó
E foi só o que eu senti
A vida é um dómino
E o jogo não é para mim
Pantera, quando saio do palco
Há tanto salto alto à minha procura
Eu faço-me de parvo mas tu não és burra
Eu bem tento evitar mas tudo o que Deus não quer
O diabo empurra
Tudo aquilo que eu não quero, o inferno susurra
E eu que não sou de ferro, deixo-me levar
Porque o homem que é de ferro emperra com a chuva
E quando vem a água vai enferrujar


[Refrão]
A vida que eu levo para ti não dá
Hoje vivo na estrada e é lá que eu me deito
O tempo perdido já não vai voltar
E hoje choras por tudo que podia ser feito
A vida que tu queres para mim não dá
Hoje 'tás numa cama à espera que eu me deite
Tentei, tentaste, cansei de tentar
Hoje vê-me a sorrir por tudo que foi feito

[Interlúdio] (2x)
A vida que eu levo para ti não dá
A vida que tu queres para mim não dá

[Refrão]
A vida que eu levo para ti não dá
Hoje vivo na estrada e é lá que eu me deito
O tempo perdido já não vai voltar
E hoje choras por tudo que podia ser feito
A vida que tu queres para mim não dá
Hoje 'tás numa cama à espera que eu me deite
Tentei, tentaste, cansei de tentar
Hoje vê-me a sorrir por tudo que foi feito

 

Música e Letra: Piruka

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

TUDO COMEÇA COM A SURPRESA EGOISTA DE NÓS
ÉS A PERGUNTA QUE SUPLICO DE ORIGEM INACABADA
ESCOLHES MOMENTOS, 
AMARRAS O TEMPO
DOBRAS O MEDO,
ENGOLES PALAVRAS
TUDO COMEÇA COMO FÉL , NUM SEGUNDO
MATAMOS OS OUTROS, TOMAMO-LOS POR NÓS
PEDES, CEDES, CARECES DE SER
TUDO COMEÇA COM A VONTADE DE EXISTIR
ESCOLHES MOMENTOS, 
AMARRAS O TEMPO
DOBRAS O MEDO,
ENGOLES PALAVRAS HÁ SEMPRE ALGUÉM QUE É UM TERCEIRO PARA QUEM FALA HÁ SEMPRE ALGUÉM QUE DIZ FALTA
CARAS QUE MENTEM, SEM FALAR ( EU)
CORPOS QUE REAGEM SEM TOCAR ( MEU)
SORRISOS QUE SOBRAM AO PASSAR ( TEU)
IDEIAS QUE VEM SEM SOAR

 

Não encontrei os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Domingo, 05.11.17

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Acordei
Passa a noite e outro dia vem
Do tempo agora sou refém
Só me resta esperar

Percebi
Que tudo o que construímos
Não foi em vão
Não foi em vão

Mas falta-me a força, sem ti
Quando o fim não evitaste, senti
Como se o mundo fosse acabar
Prometo tenho muito mais pra te dar

Sou ninguém,
Dei de mim só para te ver bem
Não me sinto mas no fundo sei
Só me resta esperar

Percebi
Que tudo o que construímos
Não foi em vão
Não foi em vão

Mas falta-me a força, sem ti
Quando o fim não evitaste, senti
Como se o mundo fosse acabar
Prometo tenho muito mais pra te dar

Chama por mim
Eu vou
Diz-me que não acabou
Quero sentir de novo
O que o tempo levou

Mas falta-me a força, sem ti
Quando o fim não evitaste, senti
Como se o mundo fosse acabar
Prometo tenho muito mais pra te dar

Chama por mim
Eu vou
Diz-me que não acabou
Quero sentir de novo
O que o tempo levou.

 

Não encontrei os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não ecnontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

Letra: Sebastião Antunes
Música: Paulo Loureiro

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Sábado, 04.11.17

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

Letra: Regina Guimarães / Música: Hélder Gonçalves.

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

Music:
Nuno Gelpi (composer)

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Comecei quando era puto, agora virei um produto
Ya tu já sabe que eu luto
Quando sei que vai dar fruto
Foi caminho duro, foi tiro no escuro
Sem promessas ou certezas
Vivo meu futuro
Nunca quis esta atenção, mas ver a vossa adoração
Fez-me ganhar outra visão
Ao saber que me dão a mão, seja qual a situação
Eu cago de alto na pressão
Também falho e faço merda, mas faz parte da lição
Ya
Faz parte da lição
Faz parte, parte, parte da lição
Tu sabes que faz parte da liçaõ
Aceita que faz parte, parte, parte, parte da lição
Tu não vês, não tens visão
O trampo é dedicação, cago na opinião
Tou aqui no game a elevar a minha profissão
Criticas mas não sabes o suor da dedicação
Dedicação, ya isto é dedicação
A seguir o meu caminho, mesmo que seja no chão
Dedicação, D-D-D-Dedicação
A seguir os meus sonhos, mesmo que sejam em vão
Dedicação, ya isto é dedicação
A seguir o meu caminho, mesmo que seja no chão
Dedicação, D-D-D-Dedicação
A seguir os meus sonhos, mesmo que sejam em vão
Dizem que sou mau, mas querem continuar a ver
É falta de humildade, olha ficou sem o que dizer
Falas merda, mas sabes que continuo em todo lado
Não te percebes
Que ganhavas mais ao estar calado
É o som da tua vida
Como é que é veres passar
Quem mais odeias na corrida
Ya vivo a vida bem Strong
Mas a tua What's Wrong
Acorda pra vida ou tás à espera
De um Ding-Dong
Dedicação, ya isto é dedicação
A seguir o meu caminho, mesmo que seja no chão
Dedicação, D-D-D-Dedicação
A seguir os meus sonhos, mesmo que sejam em vão
Dedicação, ya isto é dedicação
A seguir o meu caminho, mesmo que seja no chão
Dedicação, D-D-D-Dedicação
A seguir os meus sonhos, mesmo que sejam em vão
Muitos dizem que mudei, na verdade alterei
Não na personalidade, mas sim no que já ganhei
A mudança tá na arte de tudo o que já faz parte
Só não vê quem não quer ver
E se já viu ainda não sabe
Não quero impressionar ou se quer me desculpar
Faço isto por gosto
E não porque tenho algo a provar
Se tu queres implicar força vou-te deixar estar
Ainda tens que comer muito
Pra chegar ao meu calcanhar

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

you love to sink
and drown in your bubbles of joy
while you hide from the world
with your favorite toy

baby warrior come out wherever you are

you love the danger
the dancers in bars
the strangers you meet
in and out of cars

still your gold teeth wont bite who you want

hangover overdose
i swear i wont run out of guilt
i promise you there’ll come a day
where you’ll find your way back home

you love the gamblers
the jokers and thiefs
but hustling for love
wont get you what you need

still that sharped cat eyes cant hide your tears

you love decay
the diamonds in rust
but the jewels they bring
wont win against your touch

take that armour you’ve dressed and burn it down

hangover overdose
i swear i wont run out of guilt
i promise you there’ll come a day
where you’ll find your way back home

you love to sink
and drown in your bubbles of joy
while you hide from the world
with your favorite toy

they’ve been threatening you with plastic knifes

hangover overdose
i swear i wont run out of guilt
i promise you there’ll come a day
where you’ll find your way back home

 

Não encontrei os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 03.11.17

 

Não encontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Pequena eu fiz te mal... Já não sou quem fui outrora
Queria fazer-te sorrir, mas acabei por ir embora!
Ya, pequena eu fiz-te mal...Já não sou quem fui outrora
Queria fazer-te sorrir, mas acabei por ir embora!
Eu não fui sincero mas tentei sê-lo,
Pedro, agarra-me no cabelo,
Mais um prego no caixão tem o meu selo
Duas peças encaixam à tentação cedo
Eu não fui sincero mas tentei sê-lo
Um mistério sem percebê-lo
Mas o nosso castelo não quis perdê-lo
Porque o que é do belo vais querer mantê-lo.

Durante uma vida convinha notares
Amantes são linhas, mas escritas são arte
E é como uma droga, viajo até Marte
O teu corpo é uma obra que arte é pecado 
chamar-lhe porque é pouco, Eu toco-te e pronto
Não ponho de parte que um toque no corpo põe um gajo louco, 
Põe um gajo parvo... Imagino ao quadrado! 
Imagina ao quadrado, imagina
Nós os dois no meu quarto, tu em cima
Ou de 4, saudade assassina...
A vontade é amar-te e o clima?
Que seja como o convívio, vou montar-te, tocar-te é o meu vício
Vou cuidar de ti, vou voltar ao início... 
és o meu vicio... ya eu disse-o!
São dois sentimentos distantes, os dois importantes, importa no fim..
Depois dessas guerras constantes o mais importante 
É voltares aqui, é voltares pa mim
Não pa seres minha isso é irrelevante
Boa companhia, revela num instante
que depois dessa guerra, depois dessa merda
Um gajo acelera, eu e tu ao volante, 
Eu e tu ao volante, eu e tu ao volante
Depois dessa guerra, depois dessa merda
Um gajo acelera, eu e tu ao volante!

REFRÃO (Bispo e Dino):
Eu não fui sincero, 
oh no no no, oh no no no, oh no no no
Não fui sincero, 
oh no no no, oh no no no, oh no no no

Eu não fui sincero mas tentei sê-lo
Cedi à fraqueza, e tou a dizê-lo
Perdi a cabeça, e eu vou dizer-te
Que me arrepiou a pele e o pêlo
A dica cegou-me e agora Pedro?
Brinquei com esta treta como um brinquedo!
Queimei-me porque trinquei alguém e não devo
Mas eu dei-te o que nunca ninguém meu teve
Eu dei-te o que nunca ninguém meu teve
Eu dei-te o que nunca ninguém meu teve
Mas eu dei-te o que nunca ninguém meu teve
O que nunca ninguém meu teve!

Pequena eu fiz te mal, Já não sou quem fui outrora
Queria te fazer sorrir, mas acabei por ir embora
Ya, pequena eu fiz te mal, Já não sou quem fui outrora
Queria te fazer sorrir, mas acabei por ir embora

Eu não fui sincero mas tentei sê-lo
Pedro, agarra-me no cabelo
Mais um prego no caixão tem o meu selo
Duas peças encaixam a tentação cedo
Eu não fui sincero mas tentei sê-lo
Um mistério sem percebê-lo
Mas o nosso castelo, não quis perdê-lo
Porque o que é do belo vais querer mantê-lo!

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra ous os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 02.11.17

 

Letra

 

Não ecnontrei a letra desta música

 

Letra, composição musical, programação, produção:  Sérgio Deuchande

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

'm on the road again.... 
Going to the show.... 
I know I sell my soul 
For the god of rock n roll.... 

Living like a rolling stone... 
I got nothing to loose... 
This highway is my home... 
This is the life I chose.... 

Sometimes I'm sad 
On this way so long 
On this endless trip 
I became so strong 

I'm an outlaw living on the run 
I'm a rebel son of a loaded gun 

Let's go baby do your dance 
Are you ready for a dangerous romance??? 
C'mon girl shake your hair.... 
You can be my highway affair.... 

Night after night 
I hit the stage 
I'm gonna bring you baby 
To my burning cage..... 

The blood on my skin 
The breath on your neck 
The fuel on my denim 
The sweat on your leather

 

Music and Lyrics by Tony "Rattlesnake" Misfortune

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

O fado chama por mim

eu não posso ir embora

porque quem me chama assim

bate por dentro e por fora

 

o coração não tem porta

se tivesse janela

o fado de tantas voltas

entrava inteiro por ela

 

o fado não tem mãe

o fado não tem pai

o fado não tem dono

nem morada

 

é filho de quem sente

e mora em toda a gente

que pede do seu canto a madrugada

 

O fado chama por mim

nem sei bem porque razão

digo ao fado sempre sim

não fosse o fado a paixão

 

o amor não se explica

o coração é que sabe

a mágoa que nos fica

se vai virar saudade

 

o fado não tem mãe

o fado não tem pai

o fado não tem dono nem morada

 

é filho de quem sente

e mora em toda a gente

que pede do seu canto a madrugada

 

o fado não tem mãe

o fado não tem pai

o fado não tem dono nem morada

 

é filho de quem sente

e mora em toda a gente

que pede do seu canto a madrugada

 

O fado chama por mim

 

Letra - Paulo Abreu Lima



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Hiding behind a big time smile 
Trying to live my life in style 
Living life in second hand 
Insane walk in no man’s land 

Looks like i’m going crazy 
Seems like i’ve lost my mind 
People would say i’m lazy 
They push me all the time 

Constitution burns my eyes 
I don’t want no compromise – oh no 
Once you got me on the loose 
I have lost my right to choose – yeah yeah 

Looks like i’m going crazy 
Seems like i’ve lost my mind 
Bossman says i’m lazy 
Keep screwing me all the time 

All messed 
I’m all messed up 
Gimme some space, get off my face 
All messed 
I’m all messed up !!! 

Sick of gamblers in neckties 
Dealing bad cards to ruin my life… all the time 
It makes my senses go blind 
Makes me numb for a little while… oh my… 

Looks like i’m going crazy 
Seems like i’ve lost my mind 
Pushers got me playing 
They hit me all the time

 

Music by Herr Matthïas, Lyrics by D.D. Mike.

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 01.11.17

 

Letra

 

Hello darkness, my old friend
I've come to talk with you again
Because a vision softly creeping
Left its seeds while I was sleeping
And the vision that was planted in my brain
Still remains
Within the sound of silence

In restless dreams I walked alone
Narrow streets of cobblestone
'Neath the halo of a street lamp
I turned my collar to the cold and damp
When my eyes were stabbed by the flash of a neon light
That split the night
And touched the sound of silence

And in the naked light I saw
Ten thousand people, maybe more
People talking without speaking
People hearing without listening
People writing songs that voices never share
And no one dared
Disturb the sound of silence

Fools, said I, you do not know
Silence like a cancer grows
Hear my words that I might teach you
Take my arms that I might reach you
But my words, like silent raindrops fell
And echoed in the wells of silence

And the people bowed and prayed
To the neon god they made
And the sign flashed out its warning
In the words that it was forming
And the sign said, the words of the prophets are written on the subway walls
And tenement halls
And whispered in the sounds of silence

 

Autores: Paul Simon | Art Garfunkel | Nat Simon | G. Jenkins

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Homem-fato onde vais?
Arrasta só um dia mais
Tens o chão por companhia
Acre cheiro a comida
Corda Bamba não caias
Corda Bamba não
Corda Bamba que rui

Homem magro onde vais?
Escorre o tempo em vitrais
Condenação consentida
A mão nua e estendida
Corda Bamba não caias
Corda Bamba não
Corda Bamba que rui

E dão-te a fome crua 
que te prende na rua
E não pareces tão alto
e válido e calmo
nem és senhor de alguém 
O rei de sem
Ficas no teu lugar
A fumar
É o vento que te leva 
E para onde?...

Homem-rato onde vais?
A chiar nos estendais
A metade do que foste
Enche a cova do teu rosto
Corda Bamba não caias
Corda Bamba não
Corda Bamba que rui

E dão-te a fome crua 
que te prende na rua
E não pareces tão alto
e válido e calmo
nem és senhor de alguém 
O rei de sem
Ficas no teu lugar a fumar
Ficas no teu lugar a pensar 
Se és tu a sonhar
Ou o Mundo a mudar

 

Não ecnonteri os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Piruka MC, boy
Madorna, boy


[Verso 1]
Yo, meu Khapote, querem dar capote
Aqui no mothafucka do Pirukinha
Tentam a sorte e levam o corte
A minha turma caminha sozinha

Falam do meu bote, falam do meu toque
Sou passatempo de quem não tem vida
Se esta merda berra, eu fico no bairro
Charro na boca, a tasca é a esquina

Ando a ser criticado porque falo da minha filha
Fuck it
Isso não tem nexo
Há muito que fala, e pouco que imagina
Eu tou na via não volto p'ó anexo

Eu sei que quem chora pelo meu sucesso
É aquele sorri na minha desgraça
Olha-te ao espelho, vês o meu reflexo
Cuspo-te a cara e abano a carcaça

Agora tu sente, a minha vida mudou de repente
A tua recaída começou no pente


Mantenho a cabeça erguida como tive sempre
Continuo com a família na linha da frente
Como disse, a minha vida hoje é um passatempo
Para quem não tem vida e só passa o tempo
A ver tudo que os outros fazem
Não escapa um momento
Eu sou essa parlapiê, não 'tou num Parlamento
Portanto tu pula, tu pula, tu pula, tu pula
Em mim só vês gana
Longe da cana, sempre na rua
Eles falam do meu nome
Que é para ver se ganham nome
E eu pergunto como?
Não se passa nada
Eu quero é muito fumo, ya quero é muito fumo
Deixei de espremer o sumo
E bebi a limonada

Uh não faz isso (x2)

[Verso 2]
Ai Pirukinha, tu não podes fazer isso
Eu fiz de tuga a América
E não posso fazer isso?
50 milhões sem pagar um centavo
Não papo, não papo
O meu prato tem um crucifixo
Hoje em dia é tudo falso
E eu passo por cima disso
Falam do que eu faço
Não falem, façam melhor
Anda tudo a rezar
Para chegar ao meu deslize
O que me vês gastar, sai tudo do meu suor
A vida que me vês levar é tudo mérito
Eu 'tou a viver a sério
Sempre com a mesma conduta
Sempre o mesmo Piruka
Para tudo filho da shhh
Sou filho do Arménio
Antes ia de carro
Hoje o transporte é aéreo
Faz metade do que eu faço
E dá-te um piri-pac
Não 'tou a brincar
Não quero voltar ao prédio
Antes dos 25 sento o cu num Cadillac
Dizem que o meu rap é crack
Porque eu sou um craque, bruto
E que ando a matar o game
Mas sou um bocado puto
Com o nome no hall of fame
Pus o mercado curto
Tu não matas, não te metas no meu barco, burro
Dread, tu és uma nódoa
Não fiques nervoso
Tu só papas as sobras
Que a vida no papel
Para os ratos, eu viro cobra
Eu fui até à cova a pé, e vi-te a pôr o pé na cova
Ca Bu Fla Ma Nau
Tenho a caneta com pólvora
(Fácil)
Sem muita mistura
Diz lá que queres um som que não bata na rocha
(Fácil)
Fala do Piruka
Porque hoje em dia é o que todos fazem
Falam do meu nome
Que é para subir de surra
Eu já tenho fé na cara
Ofereço-te a coroa para seres rei em casa
Já que não és na rua


Com 24 nas costas, já fiz muito e tu não vês
Não vais abanar a estrutura
A imitar um francês

Oh Charlie, corta isso
Já estou a dar muito nome a esses bonecos
Corta isso, corta isso

 

Música e Letra: Piruka

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Um charro, fita verde
Ela anda atrás de quem lhe diz ter medo
Come o mel e ri, guitarra no jardim
Fuma e voa

A lua, noz comida
Descalça não perdida
Oh tanto faz se sou um rapaz
Ela traz água nos olhos e no bolso ananás

Ela não sabe que deu canção...
Diz que sim e logo diz que não

ANA LU

Vive de noite, tattoo
com 1 e 8, já nus,
repito o nome que dá nome à canção
E tem na mão a sina,
para lá caminha
Morre o tempo e caímos no chão

A lua, noz comida,
Descalça não perdida,
Oh tanto faz se sou um rapaz,
sou eu novo e mudado
e o velho aqui jaz

ANA LU

Poucos são loucos só pouco
louco é ser-se alguém

Poucos são loucos só pouco
louco é ser-se alguém

Poucos são loucos só pouco (Vivi)
louco é ser-se alguém. (Sem ti, sem ti)

 

Não enconteri os créditos desta música 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 31.10.17

 

Letra

 

Há pessoas que me dizem que eu não faço coisa boa
Há pessoas que me dizem “Vai te embora”
E há pessoas que me dizem que eu não bato bem da bola 
Há pessoas que me ligam, e desligam

Estou na zona zombie 
Faço ouvidos moucos
Estou na zona zombie
Por isso eu faço ouvidos moucos

Dou-te com um tazer no blazer 
Tem cuidado!
Atiro-te uma pizza à camisa 
Tem cuidado1
Faço uma sujeira à tua beira 
Tem cuidado!
Que eu dou-te com um fazer no blazer 
Tem cuidado!

Há pessoas que me dizem que eu não faço coisa boa 
Há pessoas que insistem, não me lixem
Não comecem, não inventem, nem comentem
Não me levam, não me tentem, não me convém

Estou na zona zombie 
Faço ouvidos moucos
Estou na zona zombie
Por isso eu faço ouvidos moucos

Dou-te com um tazer no blazer 
Tem cuidado!
Atiro-te uma pizza à camisa 
Tem cuidado1
Faço uma sujeira à tua beira 
Tem cuidado!
Que eu dou-te com um fazer no blazer 
Tem cuidado!
Tem cuidado!
Tem cuidado!
Tem cuidado!

 

Não encontrei os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música

 

Lyrics/Music - Miguel Maat

 



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não ecnontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

 

Letra

 

Não ecnontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 30.10.17

 

Letra

 

Não ecnontrei a letra ou os créditos desta música

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Fado Insulano - José Mede...

Cantiga da terra - Zeca M...

"Aprendiz de Feiticeiro -...

Milhafre das Ilhas - Luis...

Sara Tavares - Ter Peito ...

Banho Maria - Não Há Amor...

Sara Tavares - Fitxadu ft...

JUNGLE EVA - TT SYNDICATE

LAST NIGHT - TT SYNDICATE

João Granola - A todos (o...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
"Estou cheio de arrependimento, cheio de dorese tu...
E é "Não dizem duas quando estão ao pé de ti"...
com o soquete p'lo artelho, um soquete é uma meia.
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
blogs SAPO
subscrever feeds