Terça-feira, 11.09.12

UHF continuam a percorrer o país com os clássicos (renovados) de sempre

Os UHF andam a percorrer o país com os seus clássicos de sempre num formato mais intimista. A banda apostou recentemente em «Ao Norte Unplugged», disco que motivou a digressão. Amadora e Lisboa são os próximos destinos do grupo.


O novo álbum foi gravado no Teatro Cinema de Fafe, em novembro de 2011, e mostra uma roupagem mais minimalista de vários temas produzidos pelos UHF ao longo dos 34 anos de carreira, como "Cavalos de Corrida" ou "Matas-me Com o Teu Olhar".

 

A sala esgotou com duas semanas de antecedência, pelo que um novo concerto foi marcado para o dia seguinte e os dois acabaram por entrar no registo digital.

 

Este disco ao vivo, o quarto na vida dos UHF, é uma celebração ao norte e a todos os fãs anónimos que entraram para a "grande família" que o tempo e as canções ofereceram ao grupo, afirma a promotora.

 

Já são conhecidos os locais dos próximos concertos de apresentação do novo disco da banda, centrados sobretudo na região da Grande Lisboa. Assim, Amadora acolhe o espetáculo da banda natural de Almada no dia 15 de setembro, no âmbito das festas da cidade, e, a 27 do mesmo mês, sobem ao palco do Teatro do Bairro, em Lisboa. 

 

Noticia do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:53 | link do post | comentar

Domingo, 08.07.12

 

letra

 

Ele andava por aí
como tu e eu andamos 
queimando o cigarro,
queimando os nervos. 

Nevoeiro no cérebro
num bailado de fantasmas
entre o frio e o zelo
e a importância dos notáveis.

Jorge Morreu (x2)

Ele tinha a tua cara
Ele tinha a minha cara
Ele era ninguém
que a vida desafiava

Jorge um dia passou
à frente da ventania
entuando o refrão
e uma velha melodia

Jorge morreu (x2)

Jorge (x2)
Onde estás?(x2)

Quem te matou?(x2)

Deixou a cidade,
subiu à montanha 
entrando na paisagem
onde um homem se amanha.

Jorge parou
os ponteiros da vida
mergulhando os olhos
no mar de água fria

Jorge morreu (x2)



publicado por olhar para o mundo às 17:14 | link do post | comentar





Letra


Não encontrei a letra desta música


publicado por olhar para o mundo às 08:07 | link do post | comentar

Terça-feira, 26.06.12

 

Letra

 

Voo para a Venezuela - (CD2 "Ao Norte", 2012)

A avenida tem palmeiras dança...ndo
nos meus olhos o teu corpo vibrando
vento forte -- marca o desejo
porque tu já cá não estás deitada
no meu quarto (3x)

A revolta torna a crise passageira
velha amiga o teu choro engana
perco os dias -- marco as horas
preso ao sabor do teu corpo
no meu quarto (3x)

Fumo espesso no cansaço em chamas
esta vida é um templo de palavras
o silêncio -- afoga a memória
o vinho é o fim da história
da mulher que ri
no deserto (3x)

No deserto
[No meu quarto...] (4 x)



publicado por olhar para o mundo às 23:12 | link do post | comentar

«Ao Norte Unplugged», uma nova forma de ouvir UHF

Os UHF andam a percorrer o país com os seus clássicos de sempre num formato mais intimista. António Manuel Ribeiro conta ao SAPO Música o que levou a banda a apostar em «Ao Norte Unplugged», disco que motivou a digressão.


O novo álbum foi gravado no Teatro Cinema de Fafe, em novembro de 2011, e mostra uma roupagem mais minimalista de vários temas produzidos pelos UHF ao longo dos 34 anos de carreira, como «Cavalos de Corrida» ou «Matas-me Com o Teu Olhar».

 

O álbum «Ao Norte Unplugged» reúne o melhor dos UHF no formato acústico. Em novembro de 2011, o grupo esteve em Fafe para registar um concerto acústico para edição discográfica. A sala esgotou com duas semanas de antecedência, pelo que um novo concerto foi marcado para o dia seguinte e os dois acabaram por entrar no registo digital.

 

Este disco ao vivo, o quarto na vida dos UHF, é uma celebração ao norte e a todos os fãs anónimos que entraram para a grande família que o tempo e as canções ofereceram ao grupo.

 

O próximo concerto de apresentação do novo disco da banda será este sábado, 30 de junho, no Incrivel Almadense, em Almada.

 

Veja a entrevista ao vocalista dos UHF, António Manuel Ribeiro, que dá mais detalhes sobre este disco:


 

 

Retirado do SAPO Música



publicado por olhar para o mundo às 23:03 | link do post | comentar

Sexta-feira, 15.06.12
UHF na Academia Almadense

No ano em que celebram 34 anos de carreira, chega às lojas a coletânea que reúne o melhor dos dois concertos realizados pelos UHF em Fafe no final de 2011.


O álbum «ao norte unplugged» é segundo a banda, «um disco acústico, o melhor de dois concertos, um disco para fãs, canções e versões como nunca sonharam ouvir.»

 

A ideia do disco nasceu do sucesso dos concertos de Inverno que o grupo vinha realizando desde há cerca de dois anos. A pedra de toque, o clique que aciona a combustão da obra, aconteceu em Paris, no dia em que a seleção portuguesa goleou a da Coreia do Norte, em junho de 2010.

 

Nessa tarde, os UHF encheram o auditório da Gulbenkian como nunca antes ali acontecera. Entre canções acústicas e a declamação de poetas lusos a apoteose dos grandes momentos. No final, na sessão de autógrafos, vários espectadores perguntaram se o espectáculo estava à venda em disco.

 

Em novembro do mesmo ano, os UHF chegaram pela primeira vez ao Teatro Cinema de Fafe. Os fãs esgotaram os bilhetes com quatro dias de antecedência e a sala veio abaixo ao longo das duas horas e meia de atuação.

 

Outros auditórios se sucederam com igual sucesso por todo o país – salas antecipadamente esgotadas, entusiasmo geral e prazer desfrutado pelos músicos que descobriam novos caminhos para velhas canções – o formato unplugged.

 

Um ano depois, em novembro de 2011, o grupo regressou a Fafe para registarem um concerto acústico para edição discográfica. Só que desta feita a sala esgotou com duas semanas de antecedência pelo que novo concerto foi marcado para o dia seguinte e os dois acabaram por entrar no registo digital.

 

Este disco ao vivo, o quarto na vida dos UHF, é uma celebração ao norte e a todos os fãs anónimos que entraram para a grande família que o tempo e as canções ofereceram ao grupo.

Depois de concertos gravados em Almada, Lisboa e Porto, os UHF celebram as emoções e o coro que as gentes do norte emprestam em cada concerto do grupo.

 

O álbum «ao norte unplugged» reúne o melhor dos UHF e o melhor desses dois concertos, revelando uma formação madura, capaz de se reinventar como acontece nas versões de «Cavalos de Corrida», o primeiro single a chegar às rádios, «Matas-me Com o Teu Olhar», «Quando (dentro de ti)» ou «Na Tua Cama».

 

Depois de já ter passado por Almada e Braga durante o mês de abril, a banda vai continuar a percorrer o país. As próximas datas já reveladas são:

 

Junho:

Dia 29 – 21H30 | Recinto das Festas de S. Pedro, junto ao rio, Seixal

Dia 30 – 21H30 | Academia Almadense

 

Julho:

Dia 01 | 22h30 l Rebordosa, Paredes (ao ar livre)

Dia 06 - 22H00 l Velas, Ilha de S. Jorge/Açores

Dia 14 l Esposende

 

Agosto:

Dia 17 | 22h00 l Boa Ventura, S. Vicente (Madeira) (ao ar livre)

Dia 19 | 22h30 l S. Paio de Oleiros , Sta. Maria da Feira - Adro da Igreja

 

Setembro:

Dia 01 | 23h00 l S. Paio de Merelim, Braga (ar livre)

Dia 08 l Maiorca (Motard)

 

Recorde aqui um dos temas do último álbum, «Porquê (Português)»


 

Retirado de Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 21:23 | link do post | comentar

Sábado, 05.05.12

 

Letra

 

O sol a pôr-se
O céu nas águas
Os olhos parados
Na tarde calma

Será por ti
Que guardo o tempo
Neste segredo
Luz e silêncio

Dança comigo
A primeira vez
Ficarei contigo
Até o sol nascer

Quero-te tanto
Por ti esperei
Por este dia
Mil anos passei

Tu és o anjo
Que me protege
Do grande amor
Que a vida me deve

Dança comigo
A primeira vez
Ficarei contigo
Até o sol nascer

Quero-te tanto
Por ti esperei
Por este dia
Mil anos passei

Dança comigo
A primeira vez
Ficarei contigo
Até o sol nascer



publicado por olhar para o mundo às 08:22 | link do post | comentar

Sexta-feira, 04.05.12

 

Letra

 

Rapaz Caleidoscópio 

Um intelectual de ar estafado 
um homem de faces cavadas na noite 
cruza o Bairro Alto 
no silêncio dos ténis claros 
em passos largos de dança. 

Ele é um duro como rock 
fan da violência 
e olha a vida pelos óculos 
gingando cadência 
veste cabedal que é napa preta 

Heyahoh la la la 
Heyahoh la la la 

Quando a fome aperta 
ele toma o caminho da fábrica ou do estaleiro 
e na próxima fuga entra na pele do animal 
que o torna agressivo 
reputação ideal. 

Ele é um duro como rock 
fan da violência 
e olha a vida pelos óculos 
gingando cadência 
veste cabedal que é napa preta 

Heyahoh la la la 
Heyahoh la la la 

( texto: António Manuel Ribeiro/ música: Renato Gomes e António Manuel Ribeiro. Gravado no LP "`A Flor da Pele", 1981) 



publicado por olhar para o mundo às 17:17 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Segunda-feira, 30.04.12

«ao norte unplugged» traz os UHF de volta ao formato acústico

No ano em que celebram 34 anos de carreira, chega hoje às lojas a coletânea que reúne o melhor dos dois concertos realizados pelos UHF em Fafe no final de 2011.


O álbum «ao norte unplugged» é segundo a banda, «um disco acústico, o melhor de dois concertos, um disco para fãs, canções e versões como nunca sonharam ouvir.»

 

A ideia do disco nasceu do sucesso dos concertos de Inverno que o grupo vinha realizando desde há cerca de dois anos. A pedra de toque, o clique que aciona a combustão da obra, aconteceu em Paris, no dia em que a seleção portuguesa goleou a da Coreia do Norte, em junho de 2010.

 

Nessa tarde, os UHF encheram o auditório da Gulbenkian como nunca antes ali acontecera. Entre canções acústicas e a declamação de poetas lusos a apoteose dos grandes momentos. No final, na sessão de autógrafos, vários espectadores perguntaram se o espectáculo estava à venda em disco.

 

Em novembro do mesmo ano, os UHF chegaram pela primeira vez ao Teatro Cinema de Fafe. Os fãs esgotaram os bilhetes com quatro dias de antecedência e a sala veio abaixo ao longo das duas horas e meia de atuação.

 

Outros auditórios se sucederam com igual sucesso por todo o país – salas antecipadamente esgotadas, entusiasmo geral e prazer desfrutado pelos músicos que descobriam novos caminhos para velhas canções – o formato unplugged.

 

Um ano depois, em novembro de 2011, o grupo regressou a Fafe para registarem um concerto acústico para edição discográfica. Só que desta feita a sala esgotou com duas semanas de antecedência pelo que novo concerto foi marcado para o dia seguinte e os dois acabaram por entrar no registo digital.

 

Este disco ao vivo, o quarto na vida dos UHF, é uma celebração ao norte e a todos os fãs anónimos que entraram para a grande família que o tempo e as canções ofereceram ao grupo.

 

Depois de concertos gravados em Almada, Lisboa e Porto, os UHF celebram as emoções e o coro que as gentes do norte emprestam em cada concerto do grupo.

 

O álbum «ao norte unplugged» reúne o melhor dos UHF no formato unplugged. Reúne o melhor desses dois concertos e revela uma formação madura, capaz de se reinventar como acontece nas versões de «Cavalos de Corrida», o primeiro single a chegar às rádios, «Matas-me Com o Teu Olhar», «Quando (dentro de ti)» ou «Na Tua Cama».

 

Depois de já ter passado por Almada e Braga durante o mês de abril, a banda vai continuar a percorrer o país. As próximas datas já reveladas são:

 

30 de abril - Barcelos - Festa das Cruzes - 22h00

05 de maio - Sesimbra, Cine Teatro João Mota - 21h30

07 de junho - Caramulo - 21h30

16 de junho - Braga, Pq. Estádio 1º de Maio - 23h00

01 de julho - Festas da Rebordosa / Paredes - 22h30

05 de julho - Costa da Caparica - 21h30

06 de julho - Semana Cultural de Velas / Ilha de S. Jorge – Açores - 22h00

14 de julho - Festas de Forjães / Esposende - 22h30

 

Recordem aqui um dos temas do último álbum, «Porquê (Português)»

 

Retirado de Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 21:03 | link do post | comentar

Segunda-feira, 23.04.12

 

letra

 

Cavalo de Corrida

 Uhf

 

Agora é que a corrida estoirou, e os animais se lançam num esforço
Agora é que todos eles aplaudem, a violência em jogo
Agora é que eles picam os cavalos, violando todas as leis
Agora é que els passam ao assalto e fazem-no por qualquer preço

Agora, agora, agora, agora, tu és um cavalo de corrida, eh

Agora é que a vida passa num flash e o paraíso é além
Agora é que o filme deste massacre é a rotina Zé Ninguém
Agora é que perdeste o juízo, a jogar esta cartada
Agora é que galopas já ferido, procurando abrir passagem

Agora, agora, agora, agora tu és um cavalo de corrida, eh

Agora, agora, agora, agora tu és um cavalo de corrida
Agora, agora, agora, agora tu és um cavalo de corrida, eh



publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 05.03.12

 

Letra

 

A morte saiu à rua num dia assim 
Naquele lugar sem nome para qualquer fim 

Uma gota rubra sobre a calçada cai 
E um rio de sangue de um peito aberto sai 

O vento que dá nas canas do canavial 
E a foice duma ceifeira de Portugal 

E o som da bigorna como um clarim do céu 
Vão dizendo em toda a parte o Pintor morreu 

Teu sangue, Pintor, reclama outra morte igual 
Só olho por olho e dente por dente vale 

À lei assassina, à morte que te matou 
Teu corpo pertence à terra que te abraçou 

Aqui te afirmamos dente por dente assim 
Que um dia rirá melhor quem rirá por fim 

Na curva da estrada hà covas feitas no chão 
E em todas florirão rosas de uma nação 
____________________________________ 

música e letra de José Afonso 



publicado por olhar para o mundo às 17:57 | link do post | comentar

Quarta-feira, 31.08.11
Letra
És tu
a eterna paixão

Fruto proibido
a nova canção
És tu

a flor do silêncio
Chama que vive
e guarda segredo

>
O tempo é meu amigo
anda aqui a segredar

O amor escolhe
o caminho
não se deixa enganar

>>
És tu
que guardas as horas

tomas a noite
quando telefonas
És tu

fogo, desejo
suave murmúrio
que traz o vento

>
O tempo é meu amigo
anda aqui a segredar

O amor escolhe
o caminho
não se deixa enganar

>>
INSTRUMENTAL
És tu

mulher prometida
raio de luz
amor de uma vida

És tu
a cor do poema
história feliz

que vive secreta
>
O tempo é meu amigo

anda aqui a segredar
O amor escolhe
o caminho

não se deixa enganar
O tempo é meu amigo
anda aqui a segredar

O amor escolhe
o caminho
não se deixa enganar

o tempo é meu amigo
anda aqui a segredar
O amor escolhe

o caminho
não se deixa enganar...


publicado por olhar para o mundo às 08:36 | link do post | comentar

Quinta-feira, 30.06.11
Letra
Ouçam
Ouçam
E o vento mudou
Ela não voltou
As aves partiram
As folhas caíram
Ela quis viver
E o mundo correr
Prometeu voltar
Se o vento mudar
E o vento mudou
E ela não voltou
Sei que ela mentiu
P'ra sempre fugiu
Vento por favor
Traz-me o seu amor
Vê que eu vou morrer
Sem não mais a ter
Nuvens tenham dó
Que eu estou tão só
Batam-lhe à janela
Chorem sobre ela
E as nuvens choraram
E quando voltaram
Soube que mentira
P'ra sempre fugira
Nuvens por favor
Cubram minha dor
Já que eu vou morrer
Sem não mais a ter
Ouçam Ouçam ouçam Ouçam ouçam


publicado por olhar para o mundo às 08:11 | link do post | comentar

Quinta-feira, 28.04.11

 

 

UHF na aula Magna

 

Dia 30 de Abril foi a data escolhida pelos UHF para regressarem à Aula Mgna da Reitoria da Universiadade de Lisboa num concerto onde apresentarão canções que revelam a inquietação por este país dando assim forma à interrogação do título do álbum Porquê?, e ainda os êxitos mais marcantes dete agrupamento musical.
 
“Porquê, em Lisboa”é o título desta produção, integrada na digressão “Porquê, em Portugal”, que correrá o país de norte a sul.
 
Como convidados especiais Armando Teixeira (dos Balla), e a Tuna Académica A Feminina.
 
Dado a grande procura que teve a primeira edição deste novo trabalho dos UHF, foi posta à venda dia 18 de Abril a reedição de Porquê? acrescida de cinco temas extra: dois inéditos  e três versões acústicas. 

Os UHF estão a preparar em segredo o concerto na Aula Magna, está concluída a gravação do 1º vídeo deste novo trabalho. 
O tema escolhido é o que dá título ao álbum. Porquê? É um vídeo provocador e interventivo, bem ao jeito do que os UHF sempre nos habituaram.

 

Via Hardmusica



publicado por olhar para o mundo às 12:37 | link do post | comentar

Terça-feira, 05.04.11

 

 

Letra

 

Menina estás à janela
Com o teu cabelo à Lua
Não me vou daqui embora 
Sem levar uma prenda tua

Sem levar uma prenda tua
Sem levar uma prenda dela
Com o teu cabelo à Lua
Menina estás à janela

Estás à janela
Com o teu cabelo à Lua
Não me vou daqui embora 
Sem levar uma prenda tua

Sem levar uma prenda tua
Sem levar uma prenda dela
Com o teu cabelo à Lua
Menina estás à janela

Menina estás à janela
Com o teu cabelo à Lua
Não me vou daqui embora 
Sem levar uma prenda tua

Sem levar uma prenda tua
Sem levar uma prenda dela
Com o teu cabelo à Lua
Menina estás à janela

Uma prenda tua
Sem levar uma prenda dela
Com o teu cabelo à Lua
Menina estás à janela

Cabelo à Lua
Menina estás à janela x6

 



publicado por olhar para o mundo às 12:09 | link do post | comentar

Segunda-feira, 04.04.11

 

Letra

 

Noites frias de marfim
Noites frias ao luar
A conversa já no fim
Matas-me com o teu olhar. 
Matas-me com o teu olhar
Matas-me com o teu olhar.

Sabes que esta vida corre
Como a sombra pelo chão
Nada fica, tudo foge
Ouve a voz do coração.

Matas-me com o teu olhar
Matas-me com o teu olhar.

São como cubos de gelo
Que eu sinto ao tocar
As palavras têm medo
Matas-me com o teu olhar.

Matas-me com o teu olhar
Matas-me com o teu olhar.

Com o teu olhar.

Matas-me com o teu olhar
Matas-me com o teu olhar.
Matas-me com o teu olhar
Matas-me com o teu olhar. 
Com o teu olhar.

 



publicado por olhar para o mundo às 17:22 | link do post | comentar

Domingo, 03.04.11

 

 

 

Letra

 

Foge comigo Maria, foge comigo Maria
Para longe desta terra
Meu amor, p´ra toda a vida, meu amor p'ra toda a vida
É a paixão que nos leva

Refrão

Foge comigo Maria (2x)
Foge comigo Maria, já

Se tu fosses girassol, se tu fosses girassol
Eu seria beija-flor
Nesta cama sem lençol, nesta cama sem lençol
Se repete o nosso amor

Refrão

Deita fora esse lenço, deita fora esse lenço
Não te quero a chorar
Se o teu pai é burro-velho, se o teu pai é burro-velho
Só nos resta não voltar

Refrão


Foge já...

De quem são estas palavras
Que me escreves meu amor
Se o vento seca as lágrimas
Não me cala esta dor...

Refrão

Foge comigo Maria
Morre comigo Maria
Foge comigo Maria, já

 



publicado por olhar para o mundo às 10:19 | link do post | comentar

Sábado, 02.04.11

 

Letra

 

Tu sabes bem, que o amor se perdeu
Não o faças refém, foi meu e teu
Foi o que foi, o que nós deixamos
Inocentes os dois, culpados ficamos

Refrão

A lágrima caiu, sem tu saberes
Por ti caiu, a última vez

A flor da saudade, que nasce selvagem
Daninha se espalha, por toda a paisagem
Por todos os locais, em todos os cheiros
Há histórias reais, de um cativeiro

Refrão

A lágrima caiu, sem tu saberes
Por ti caiu, a última vez

Um dia talvez, possamos lembrar
De novo talvez, falar sem gritar

Refrão( 2x)

 



publicado por olhar para o mundo às 17:47 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

UHF - "Vejam Bem"

UHF - "Os Vampiros"

UHF - Traz Outro Amigo Ta...

PODIA SER NATAL - UHF

UHF sinfónico no Fórum Lu...

Barreiro - Concerto com U...

UHF - O espectáculo “O Me...

UHF no Cineteatro Munici...

UHF - "Mas (Só gosto de t...

UHF - "Puseste o Diabo em...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds