Terça-feira, 17.12.13

 

Letra

 

It's coming on Christmas,
They're cutting down trees.
They're putting up reindeer
And singing songs of joy and peace,
Oh, I wish I had a river I could skate away on.

But it don't snow here,
Stays pretty green.
I'm gonna make a lot of money
And and then I'm gonna quit this crazy scene.
Oh, I wish I had a river I could skate away on.

I wish I had a river so long,
I would teach my feet to fly.
Oh, I wish I had a river I could skate away on.
I made my baby cry.

he tried hard to help me,
he put me at ease.
lord,he loved me so naughty,
made me weak in the knees.
Oh I wish I had a river I could skate away on.

I'm so hard to handle,
I'm selfish and I'm sad.
Now I've gone and lost the best baby
That I've ever had.
Oh, I wish I had a river I could skate away on.

I wish I had a river so long,
I would teach my feet to fly.
Oh, I wish I had a river I could skate away on.
I made my baby say goodbye.

It's coming on Christmas,
They're cutting down trees.
They're putting up reindeer
And singing songs of joy and peace,
I wish I had a river I could skate away on.



publicado por olhar para o mundo às 22:42 | link do post | comentar

Quarta-feira, 11.12.13

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 14:22 | link do post | comentar

Domingo, 17.11.13

 

Letra

 

We clawed, we chained, our hearts in vain 
We jumped, never asking why 
We kissed, I fell under your spell 
A love no one could deny 

Don’t you ever say I just walked away 
I will always want you 
I can’t live a lie, running for my life 
I will always want you 

I came in like a wrecking ball 
I never hit so hard in love 
All I wanted was to break your walls 
All you ever did was break me 
Yeah, you wreck me 

I put you high up in the sky 
And now, you’re not coming down 
It slowly turned, you let me burn 
And now, we’re ashes on the ground 

Don’t you ever say I just walked away 
I will always want you 
I can’t live a lie, running for my life 
I will always want you 

I came in like a wrecking ball 
I never hit so hard in love 
All I wanted was to break your walls 
All you ever did was break me 
I came in like a wrecking ball 
Yeah, I just closed my eyes and swung 
Left me crouching in a blaze and fall 
All you ever did was break me 
Yeah, you wreck me 

I never meant to start a war 
I just wanted you to let me in 
And instead of using force 
I guess I should’ve let you in 
I never meant to start a war 
I just wanted you to let me in 
I guess I should’ve let you in 

Don’t you ever say I just walked away 
I will always want you 

I came in like a wrecking ball 
I never hit so hard in love 
All I wanted was to break your walls 
All you ever did was break me 
I came in like a wrecking ball 
Yeah, I just closed my eyes and swung 
Left me crouching in a blaze and fall 
All you ever did was break me 
Yeah, you wreck me



publicado por olhar para o mundo às 19:23 | link do post | comentar

Sexta-feira, 08.11.13

Sérgio Godinho, Luisa Sobral e Batida atuam em Lisboa, pelos Direitos Humanos

A Amnistia Internacional (AI) Portugal assinalará, a 10 de dezembro, o Dia Internacional dos Direitos Humanos com um espetáculo de solidariedade, em Lisboa, com Sérgio Godinho, Luisa Sobral e Batida, anunciou a organização.


Com o espetáculo "Live Freedom II", no Teatro Tivoli, a secção portuguesa da AI associa-se assim à "Maratona de Cartas", o maior evento mundial da Amnistia Internacional de alerta para casos espefícios de violação dos direitos humanos.

 

A par das atuações de Sérgio Godinho, Luísa Sobral e Batida, no espetáculo serão ainda divulgados os quatro casos da "Maratona de Cartas 2013": O jornalista etíope Eskinder Nega, condenado a 18 anos de prisão por pedir o respeito pela liberdade de expressão, a ativista Yorm Bopha, do Cambodja, detida desde setembro de 2012, o ativista bielorrusso Ihar Tsikchanyuk, agredido por polícias por ser homossexual, e a comunidade de Nabi Saleh, na Cisjordânia, que apela para o fim da ocupação israelita.

 

A "Maratona de Cartas" promove o envio maciço de cartas e postais por ativistas de todo o mundo para as autoridades de diversos países, em protesto contra as violações de direitos humanos.

 

No ano passado, cerca de 42 mil portugueses associaram-se a esta iniciativa, tendo a Amnistia Internacional realizado um espetáculo em Lisboa que contou com as participações de Aurea, Deolinda e David Fonseca.

 

A Amnistia Internacional, que reúne cerca de 3,2 milhões de membros em todo o mundo, existe em Portugal há 32 anos.

 

O movimento teve origem em 1961, num artigo de um dos fundadores, o advogado britânico Peter Benenson, no jornal "The Observer", sobre a detenção de dois estudantes portugueses que, em Lisboa, em plena ditadura, brindaram em público à liberdade.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 21:47 | link do post | comentar

Terça-feira, 22.10.13

 

Letra

 

Fora de tempo pôs-se o sol 
e a lua fora de tempo também 
fora de tempo nasceram dois 
filhos da mesma mãe

 

Fora de tempo brotaram da terra 
flores e espinhos também 
fora de tempo ficaram longe 
mais longe do que convém

 

Fora de tempo o que era quente 
gelou até matar tudo 
se um cantava no silêncio 
fora de tempo ouviu-se um grito mudo

 

[refrão] 
O tempo também se engana 
nas casas onde mora 
o mau tempo que faz dentro 
nem sempre é tão bom de fora

 

Fora de tempo o que era água 
teimou em ser areal 
fora de tempo já se notava 
que um vê bem e o outro mal

 

Fora de tempo tudo voltou 
ao tempo que era atrás 
e dentro do tempo um partiu mais cedo 
e o outro ficou para amar



publicado por olhar para o mundo às 08:38 | link do post | comentar

Sexta-feira, 06.09.13

Luisa Sobral e Miguel Araújo atuam no Centro Cultural de Macau

Luisa Sobral e Miguel Araújo atuam em Macau a 22 de setembro, num espetáculo promovido pela Casa de Portugal com o apoio da Fundação Macau.


Os dois músicos têm espetáculo agendado para o pequeno auditório do Centro Cultural de Macau, numa iniciativa que tem ainda o apoio da Fundação Oriente, do Banco Nacional Ultramarino e do Centro Cultural.

 

Luisa Sobral nasceu em Lisboa, a 18 de setembro de 1987, e saiu do anonimato em 2003, quando obteve o 3.º lugar no programa televisivo Ídolos, da SIC, após o que foi estudar para o Berklee College of Music, onde terminou a licenciatura, em 2009.

 

"The Cherry on my cake", editado em março de 2011, foi o seu álbum de estreia que logo na primeira semana chegou ao terceiro lugar das tabelas de vendas em Portugal.

 

Alejandro Sanz e David Fonseca são alguns cantores com quem gravou em 2012. Já este ano, a cantora e compositora editou o segundo álbum, intitulado "There´s a flower in my bedroom".

 

Já Miguel Araújo, nascido na Maia, em julho de 1978, mas a viver no Porto desde os 10 anos, integrou os Yellow Lello e os Azeitonas - neste grupo com o pseudónimo Miguel A J.

 

Depois de se estrear a solo em junho de 2009, no ano seguinte começou a colaborar com João Só, com quem grava "Não entres nesse comboio amor".

 

Em 2012 lançou o primeiro álbum a solo - "Cinco dias e meio" -, que integra o tema "Os maridos das outras".

 

António Zambujo e Ana Moura são alguns fadistas para quem o músico compõe, apesar de continuar a dar prioridade ao seu trabalho n´Os Azeitonas.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:37 | link do post | comentar

Segunda-feira, 05.08.13

 

 

Letra

 

Do you have the time
To listen to me whine
About nothing and everything all at once
I am one of those
Melodramatic fools
Neurotic to the bone
No doubt about it

Sometimes I give myself the creeps
Sometimes my mind plays tricks on me
It all keeps adding up
I think I'm cracking up
Am I just paranoid?
I'm just stoned

I went to a shrink
To analyze my dreams
She says it's lack of sex that's bringing me down
I went to a whore
She said my life's a bore
And quit my whining cause it's bringing her down

Sometimes I give myself the creeps
Sometimes my mind plays tricks on me
It all keeps adding up
I think I'm cracking up
Am I just paranoid?
I'm just stoned

Grasping to control
So I better hold on

Sometimes I give myself the creeps
Sometimes my mind plays tricks on me
It all keeps adding up
I think I'm cracking up
Am I just paranoid?
I'm just stoned




publicado por olhar para o mundo às 08:16 | link do post | comentar

Terça-feira, 25.06.13

 

Letra

 

Moon river, wider than a mile
I'm crossing you in style some day
Oh, dream maker, you heart breaker
Wherever you're going, I'm going your way

Two drifters, off to see the world
There's such a lot of world to see
We're after the same rainbow's end, waiting, round the
bend
My Huckleberry friend, Moon River, and me

Moon river, wider than a mile
I'm crossing you in style some day
Oh, dream maker, you heart breaker
Wherever you're going, I'm going your way

Two drifters, off to see the world
There's such a lot of world to see
We're after that same rainbow's end, waiting, round
the bend
My Huckleberry Finn, Moon River, and me




publicado por olhar para o mundo às 08:42 | link do post | comentar

Quarta-feira, 08.05.13

 

Letra

 

Não encontrei a letra desta música



publicado por olhar para o mundo às 11:48 | link do post | comentar

Domingo, 05.05.13

 

Letra

 

She used to be my only enemy and never let me be free 
Catching me in places that I knew I shouldn't be 
Every other day I crossed the line 
I didn't mean to be so bad 
I never thought you would 
Become the friend I never had 

Back then I didn't know why 
Why you were misunderstood (Mama) 
So now I see through your eyes 
All that you did was love 

Mama I love you, Mama I care 
Mama I love you, Mama my friend 
You're my friend 

I didn't want to hear it then but 
I'm not ashamed to say it now 
Every little thing you said and did was right for me 
I had a lot of time to think about 
About the way I used to be [harmony] 
Never had a sense of my responsibility 

Back then I didn't know why 
Why you were misunderstood 
So now I see through your eyes 
All that you did was love 

Mama I love you, Mama I care 
Mama I love you, Mama my friend 
You're my friend, you're my friend 

But now I'm sure I know why (I know why) 
Why you were misunderstood 
So now I see through your eyes 
(See through your eyes) 
All I can give you is love 
(All I can give you is love) 

Mama I love you, Mama I care 
Mama I love you, Mama my friend 

Mama I love you, Mama I care 
Mama I love you, Mama my friend 
Oh (you're my friend) 
Ma Mama, oh (you're my friend) 
Oh Ma Mama, oh 
Oh Ma Mama, oh
Mama I love you, Mama I care 
Mama I love you, Mama my friend 
Mama I love you, Mama I care 
Mama I love you, Mama my friend
Me loving you, you loving me 
A love that's true and guaranteed 
Me loving you, me loving you 
You loving me, you loving me 
A love that's true, a love that's true 
And guaranteed, so true 
Me loving you, you loving me 
A love that's true and guaranteed 
Me loving you, me loving you 
You loving me, you loving me 
A love that's true, a love that's true 
And guaranteed, so true



publicado por olhar para o mundo às 14:30 | link do post | comentar

Quarta-feira, 17.04.13


letra


Não encontrei a letra desta música


publicado por olhar para o mundo às 09:50 | link do post | comentar

Quarta-feira, 10.04.13
 
Letra

Luísa:
Todo o poeta ou escultor
Todo o actor ou escritor
Sonha um dia amar assim
Sonha ter alguém para si

 

António:
Todo o cantor, compositor
Largava tudo por este amor
Por um dia amar assim
Por um beijo num banco de jardim

 

Luísa:
Mas o amor não é para qualquer um
Ser artista não é uma vantagem
Os artistas amam um dia
Vendo amor apenas de passagem

 

António:
Quando o poeta sentir a dor
Da mais antiga história de amor
Só então vai entender
Porque Inês amou até morrer

 

Os dois:
Mas o amor não é para qualquer um
Ser artista não é uma vantagem
Os artistas amam um dia
Vendo amor apenas de passagem

Vendo amor apenas de passagem ...



publicado por olhar para o mundo às 23:59 | link do post | comentar

Segunda-feira, 08.04.13
Luísa sobral

Luisa Sobral
‘There’s a Flower in My Bedroom’ chega hoje às lojas

Showcase de apresentação dia 11 no Ritz Clube, em Lisboa

 

 

‘There’s a Flower in My Bedroom’, o novo disco de Luisa Sobral, chega hoje às lojas. Este é o segundo álbum de uma das compositoras mais brilhantes da sua geração. Sucessor de ‘The Cherry on My Cake’, o álbum de estreia que recentemente atingiu o galardão de Platina, o novo disco inclui as participações de Jamie Cullum, António Zambujo e Mário Laginha. Na gravação do disco, Luisa contou com os músicos que habitualmente a acompanham ao vivo: João Salcedo, João Hasselberg e Carlos Miguel Antunes.

Luisa Sobral encontra-se na Suiça  onde actuou no Cully Jazz Festival, no Festival Stanser Musikage e no Bee-flat.

Dia 11 de Abril será feita a primeira apresentação ao vivo do disco, no Ritz Clube, em Lisboa. O showcase estará aberto só para convidados e será também o primeiro showcase exclusivo Banif Music, um novo serviço de música cheio de vantagens exclusivas, resultante de uma parceria entre a Universal Music e o Banif.

Dia 13, às 17h, será a vez da Fnac do Chiado receber Luisa Sobral, desta vez, aberto a todos os fãs que queiram ouvir as novas músicas ao vivo.

Até segunda-feira poderá ainda ser feito o download exclusivo do tema ‘She Walked Down the Aisle’, o dueto com Jamie Cullum, numa acção exclusiva com o site do jornal Público.

‘There’s a Flower in my Bedroom’ está disponível para pré-venda com desconto na Fnac.pt e no iTunes onde  disco já chegou ao #1 durante a passada semana e onde se podem ouvir 90’ de cada um dos temas que compõem ‘There’s a Flower in my Bedroom’.

Próximos concertos:

09/abr/13 - Stans, Kollegium St. Fidelis
11/abr/13 - Lisboa, Ritz Clube
20/abr/13 - Estarreja, Cine-Teatro de Estarreja
03/mai/13 - Faro, Teatro das Figuras
04/mai/13 - Vila do Conde, Teatro Municipal de Vila do Conde
10/mai/13 - Águeda, Cine-teatro São Pedro
01/jun/13 - Torres Vedras, Teatro-Cine de Torres Vedras
04/jul/13 - Cascais, Cool Jazz
22/ago/13 - Figueira da Foz, Casino da Figueira



publicado por olhar para o mundo às 20:40 | link do post | comentar

Sábado, 06.04.13
Luísa Sobral - Há um mundo para ela

 

 

Em dois anos, Luísa Sobral passou de uma curiosa versão portuguesa de Norah Jones para autora ao serviço de Ana Moura e Marco Rodrigues. Antes de lançar There"s a Flower in My Room fez-se também ouvir em primeiras partes de Melody Gardot e no programa de Jools Holland.

 

 

 

Por estes dias, Luísa Sobral já precisou de ser sossegada, de alguém que lhe garantisse que não é fenómeno raro acabar de gravar um álbum com 17 canções novas e ver a vontade de pegar na guitarra diminuída, perceber que a fonte de onde saíam canções em atropelo parece agora apenas gotejar. Desde que apareceu, há dois anos, com o disco de estreia The Cherry on My Cake, Luísa não tinha parado. E mostrara desde logo uma lucidez pouco habitual em quem inicia a sua carreira - sabia antecipadamente que toda a gente lhe chamaria "Norah Jones portuguesa" mas nem por isso se mostrava incomodada. A comparação era inevitável e a cantora não fingia que fosse acidental ou inesperada. Confiava que as canções haviam de valer mais do que isso e que o seu percurso seria mais de autora do que de imitadora. E para que a espessura da sua personalidade musical não escapasse ao público - que acorrera com entusiasmo à sua obra -, ia-lhe adoçando os ouvidos com versões de Green Day, Tom Waits, Joni Mitchell, Britney Spears ou Romana. Homenagens, sim, mas também forma de deixar de limpar a cabeça de canções que não lhe largavam o espírito dias a fio.

 

Em Dezembro do ano passado, o frémito da sua actividade levá-la-ia a juntar uma série de cantoras para a gravação colectiva de River, de Joni Mitchell. Mas aí a ideia era outra. Circulando livremente entre as tradições pop e jazz, sem se comprometer com nenhuma nem fechar as portas à outra, quis unir dois mundos que em si coexistem sem atrito, com uma naturalidade impossível de encenar, mas que lá fora costumam olhar-se com desconfiança - ser pop é vender a alma ao diabo, ser jazz é achar que se vive num plano superior. Luísa quis acabar com esse desconforto inconfesso de parte a parte. Primeiro, organizou um jantar, depois pôs todas aquelas vozes (Ana Moura, Rita Redshoes, Márcia, Francisca Cortesão, Selma Uamusse, Marta Hugon, Sofia Vitória ou Joana Machado) a partilhar uma mesma música - Mitchell, lembre-se, é mulher da folk, mas também de uma marcante colaboração com Charles Mingus.

 

"Agora", diz Luísa Sobral voltando à desaceleração da sua produtividade, "chamo àquilo que se está a passar na minha vida uma depressão pós-parto". "Tenho andado pouco inspirada durante os últimos tempos, mas acho que é também porque ainda não tenho espaço". Sabe que não há qualquer razão para dramatizar, mas, por via das dúvidas, planeia mudar-se durante um mês, em Setembro, para Paris. "Gostava de ter um mês só para me concentrar em viver coisas diferentes, ter estímulos diferentes, conhecer pessoas diferentes e compor. Obviamente que o próximo disco só será daqui a uns dois anos, mas é importante sentir que estou sempre a fazer qualquer coisa".

 

O terror da vulgaridade


O terceiro álbum está ainda muito longe de qualquer remota concretização, mas há uma ideia que sabe querer concretizar de futuro. Presa a um jogo entre melodias melancólicas desafiadas por ritmos vivazes - "sempre tentei encontrar beleza no triste, talvez para contrabalançar a minha personalidade", acredita -, Luísa diz querer descobrir forma de escrever uma canção que possa reclamar-se "feliz", tendo para isso de ultrapassar o "medo de que caia no básico, óbvio e previsível". Do ridículo, por outro lado, diz não ter qualquer medo. O que a apavora verdadeiramente é a vulgaridade.

 

Tudo isto faz especial sentido em alguém que demonstra uma segurança total nas suas canções. Luísa Sobral não é insegura nem fabrica essa imagem em benefício de pontos adicionais de charme. Também por isso, com apenas um álbum na algibeira, foi convidada em 2012 a dirigir um workshop de escrita de canções na Universidade Lusíada. "Não acho que seja genial a escrever", frisa, "mas também tive aulas e aprendi muitas ferramentas que posso passar". E para que as costuras das suas canções fossem mais visíveis, mostrou, por exemplo, uma gravação embrionária de Not There Yet, single do primeiro álbum, em toda a sua fragilidade, num esboço ao piano, a tentar descobrir acordes, a falhar, a rir-se dos pequenos falhanços e a corrigir o curso da canção. "Deu para mostrar que as canções não começam logo prontas, podem mesmo ser horríveis e transformar-se em algo melhor".

 

Esta experiência autoral, no entanto, já não se resume apenas à sua obra. Ela, que ambiciona também alcançar reconhecimento enquanto letrista, foi já sugada pelo universo mais ou menos fadista, tendo escrito a música para um tema de Ana Moura e letras para Marco Rodrigues e António Zambujo. Apesar de ter usado um poema do seu tio-avô, que escrevia para fado, e de ter no seu pai "um obcecado pela Amália", a sua ligação ao fado é não mais do que circunstancial. Vai ouvir de vez em quando, admite que o registo fadista não lhe sai bem, tem aprendido mais alguma coisa graças à amizade com Zambujo.

 

Mas muito mais do que Amália, as suas referências são Ella Fitzgerald, Billie Holiday ou até Édith Piaf. Pelo que a sua presença no prestigiado programa de música ao vivo da BBC Later... With Jools Holland foi especialmente surpreendente e reveladora de um potencial internacional que a música portuguesa só costuma conhecer na ligação ao mercado da world music. Depois de assistir a um concerto de Luísa no Algarve, a produção do programa chamou-a, aproveitando uma deslocação da cantora a Inglaterra, para actuar na primeira parte de Melody Gardot. "Na noite anterior não dormi nada", recorda. "Mas demoro a processar estas coisas, o que até é saudável porque não fico ansiosa". Agora, com There"s a Flower in My Bedroom, estão abertas as portas para o regresso ao programa de Holland, ao mesmo tempo que aposta forte no mercado anglófono. "O que às vezes funciona lá fora é não ser uma coisa nem outra. Tanto posso tocar num festival indie como num festival jazz".

 

A verdadeira ameaça à carreira de Luísa Sobral prende-se precisamente com isto: a possível tendência para a dispersão. Há dois anos, dizia que tinha como objectivo fundamental investir na guitarra. Mas depois apareceu uma harpa, pôs-se a estudar piano, caiu-lhe um guitalele nos braços, foi convidada a escrever para outros e tudo é uma excitação. O bom é que isto invade depois a sua música, nunca resolvendo esta saudável indecisão entre pop e jazz.

 

Noticia do Público



publicado por olhar para o mundo às 11:57 | link do post | comentar

Terça-feira, 19.03.13

 

 

Letra

 

It’s been so long but still
I think of you each spring
Sometimes it rains here
But all I want near
Is your smile

I’ve tried to socialize
Meet up with other guys
But somehow each man
Lacks something you had
So I would say goodbye

Any chance
You would come back tomorrow
Any chance
You would come back today
Dinner’s ready
No one’s home
So we’ll be all alone
Just tell me that you wont take long

I’ll forget you somehow
Find love again but now
I’ll sit and wait here
´Cause maybe you’re near
and you wont take long



publicado por olhar para o mundo às 08:28 | link do post | comentar

Segunda-feira, 18.03.13

Luisa Sobral


Luisa Sobral

Novo disco em pré-venda no iTunes a partir de hoje

Os fãs recebem um novo tema no momento em que encomendam o álbum digitalmente

 

Começa hoje a pré-venda no iTunes de ‘There’s a Flower in My Bedroom’ , o segundo disco de Luisa Sobral. Os fãs que encomendem o disco recebem imediatamente o tema ‘Inês’, um dos duetos do disco, com António Zambujo. Esta canção, inspirada no romance épico de Pedro e Inês, foi escrito por Luisa Sobral em homenagem a Inês de Castro e tocado ao vivo pela primeira vez no Mosteiro de Alcobaça.
 
Em fase de promoção do seu segundo disco, o álbum de estreia de Luisa, ‘The Cherry on My Cake’ atingiu o Galardão de Platina. Ao longo das últimas semanas foram vários os teasers colocados online no canal oficial do Yotube da artista. Canções como ‘What Do You See in Lily?’‘Sr. Vinho’‘Inês’‘I Remember You’ e hoje ‘Japanese Rose’ têm vindo a ser reveladas e a abrir o apetite para o álbum. Até ao lançamento serão reveladas mais algumas canções, permanecendo em segredo uma das colaborações de luxo do álbum, o tema ‘She Walked Down the Aisle’ em dueto com Jamie Cullum.
 
‘There’s a Flower in my Bedroom’ é editado dia 8 de Abril.



publicado por olhar para o mundo às 19:08 | link do post | comentar

Segunda-feira, 25.02.13

  

Letra

 

Mom says it's cold outside
And she worries waiting at cold
Dad says its dark outside
Shouldn't be there on our own

Because the mysteries in the wonders of the world
Are too hard
Are too hard
And someday we all be on our own
And you'll be too much
Too much

I'm not afraid outside
Because the thing doesn't hurt no more
She knows my name by heart
I've seen her many times before

Because the mysteries in the wonders of the world
Are too hard
Are too hard
And someday we all be on our own
And you'll be too much
Too much



publicado por olhar para o mundo às 23:54 | link do post | comentar

Sexta-feira, 22.02.13

Mom Says, Luísa Sobral

 

Luisa Sobral


‘Mom Says’ estreia em exclusivo na Rádio Comercial dia 25 de Fevereiro

 

O álbum, ‘There’s a Flower in My Bedroom’, estará disponível a 8 de Abril

 

‘Mom Says’ é o primeiro single a ser retirado do novo álbum de Luisa Sobral. O tema terá estreia em exclusivo na Rádio Comercial já na próxima segunda-feira, dia 25 de Fevereiro. Em simultâneo, a rádio estreará no seu site o vídeo que acompanha a canção, e que mostra alguns dos momentos em estúdio na altura da gravação do disco. ‘Mom Says’ estará disponível digitalmente a partir de 28 de Fevereiro.

‘There’s a Flower in My Bedroom’ é o segundo álbum de Luisa Sobral. Produzido por Mário Barreiros, sucede ao multi-galardoado álbum de estreia, ‘There’s a Cherry in My Cake’.

O novo álbum de Luisa Sobral chega às lojas a 8 de Abril.



publicado por olhar para o mundo às 19:03 | link do post | comentar

Quinta-feira, 07.02.13

Luísa Sobral

Luisa Sobral
Novo disco em Abril
Primeiro single será revelado ainda em Fevereiro

 

Luisa Sobral está em fase de finalização daquele que será o seu segundo disco de originais. O sucessor do multi-galardoado ‘The Cherry on My Cake’ foi produzido por Mário Barreiros  e tem edição prevista para o início de Abril. O primeiro single deste novo trabalho deverá chegar simultaneamente às rádios e ao iTunes no dia 25 de Fevereiro. Mais surpresas serão conhecidas em breve.

Luisa Sobral editou o seu álbum de estreia em 2011 e desde então tem sido reconhecida, em Portugal e internacionalmente, como uma das novas cantoras/compositoras portuguesas a ter em conta. Em Espanha, o El Mundo apresentou-a como uma grande promessa com ‘um sexto sentido para composições e uma voz privilegiada’. Em Portugal, em 2011 foi nomeada para duas categorias dos Globos de Ouro e, mais tarde, chamada a compor para o disco de Ana Moura, para o genérico da série infantil do canal Panda, ‘O Bairro do Panda’ e a participar no mais recente disco de David Fonseca. No Reino Unido brilhou e encheu-nos de orgulho quando foi convidada para o mítico programa da BBC ‘Later with… Jools Holland’ onde interpretou dois dos seus temas..Luisa Sobral foi ainda convidada por Melody Gardot para fazer a primeira parte dos seus concertos em Londres e na sua tour alemã.

O novo disco de Luisa Sobral é um dos mais aguardados discos nacionais de 2013.

Mais informações em

Site: http://www.luisasobral.com/

Facebook: https://www.facebook.com/luisasobralmusic



publicado por olhar para o mundo às 12:16 | link do post | comentar

Terça-feira, 05.02.13

 

 

 

http://www.peticaopublica.com/?pi=MValeTua

A paisagem que aqui vê, não a poderá visitar no futuro.
A linha vai desaparecer.As árvores serão cortadas.
O vale ficará submerso.
Tudo em prol de uma barragem que será inútil. 

Para tentar travar esta construção
assine a petição em http://www.peticaopublica.com/?pi=MValeTua

 

 

Letra

 

A heart that's full up like a landfill
A job that slowly kills you
Bruises that won't heal

You look so tired and unhappy
Bring down the government
They don't, they don't speak for us
I'll take a quiet life
A handshake of carbon monoxide

No alarms and no surprises
No alarms and no surprises
No alarms and no surprises
Silent, silent

This is my final fit, my final bellyache with

No alarms and no surprises
No alarms and no surprises
No alarms and no surprises please

Such a pretty house, such a pretty garden

No alarms and no surprises (let me out of here)
No alarms and no surprises (let me out of here)
No alarms and no surprises please (let me out of here)




publicado por olhar para o mundo às 11:57 | link do post | comentar

Terça-feira, 25.12.12

Sara Tavares em concerto Solidário

Manuela Azevedo, dos Clã, Sara Tavares, Luísa Sobral, Cuca Roseta e Maria Bradshaw juntam-se no palco do Pavilhão Atlântico a 8 de março do próximo ano, para um concerto solidário, cujas receitas revertem a favor da Associação Novo Futuro.

 

Fundada em 1996 em Portugal, a Associação de Lares Familiares para Crianças e Jovens Novo Futuro é uma instituição particular de solidariedade social. De âmbito nacional e sem fins lucrativos, tem como objetivo o acolhimento em pequenos lares de crianças e jovens privados de ambiente familiar adequado, proporcionando-lhes o desenvolvimento humano a que têm direito, o afeto, bem-estar e privacidade, para além de uma educação que lhes permita uma plena integração na sociedade.

 

Ao longo de mais de uma década de trabalho, a Novo Futuro já acolheu 134 crianças e jovens, tendo atualmente oito Lares (sete na Grande Lisboa e um em Gaia), onde residem 74 crianças e jovens, nos quais serão investidas as verbas resultantes do espetáculo.

 

O espetáculo tem início às 22h00.

 

Os bilhetes, à venda nos locais habituais, custam entre €10 e €40.

Sara Novais



publicado por olhar para o mundo às 12:20 | link do post | comentar

Quarta-feira, 12.12.12

 

 

letra

 

Na hora do final

a noite de natal

apagam-se as luzes

vão todos dormir

mas o relógio não quer seguir

 

e mesmo no final

na noite de natal

num só segundo

só de uma vez

sonhas viver o dia todo outra vez

 

E voltas à manhã de natal

onde todos acordam

mais cedo que o normal

onde os pijamas são vestidos de gala

e os presentes estão espalhados

pela sala

 

Quando chegas ao final

dessa noite de natal

se pedires num desejo

contares até 3
verás que volta a ser natal 
mais uma vez


publicado por olhar para o mundo às 23:01 | link do post | comentar

Terça-feira, 27.11.12

 

 

letra

 

Do you have the time
To listen to me whine
About nothing and everything all at once
I am one of those
Melodramatic fools
Neurotic to the bone
No doubt about it

Sometimes I give myself the creeps
Sometimes my mind plays tricks on me
It all keeps adding up
I think I'm cracking up
Am I just paranoid?
I'm just stoned

I went to a shrink
To analyze my dreams
She says it's lack of sex that's bringing me down
I went to a whore
She said my life's a bore
And quit my whining cause it's bringing her down

Sometimes I give myself the creeps
Sometimes my mind plays tricks on me
It all keeps adding up
I think I'm cracking up
Am I just paranoid?
I'm just stoned

Grasping to control
So I better hold on

Sometimes I give myself the creeps
Sometimes my mind plays tricks on me
It all keeps adding up
I think I'm cracking up
Am I just paranoid?
I'm just stoned




publicado por olhar para o mundo às 14:05 | link do post | comentar

Terça-feira, 13.11.12

Luísa Sobral atua no programa da BBC

É já hoje que Luísa Sobral vaia atuar no mítico programa da BBC, “Later… With Jools Holland”.

 

A presençano histórico programa televisivo da BBC representa uma oportunidade única para a autora de “The Cherry On My Cake” apresentar a sua música para uma audiência de vários milhões de britânicos. De acordo com comunicado, Jools Holland desafiará a cantora portuguesa a apresentar dois temas do seu disco de estreia.

 

“Later… With Jools Holland” é um programa transmitido sem interrupções desde 1992, na BBC, e que já recebeu nomes como Nick Cave, Morrissey, PJ Harvey, Leonard Cohen, Björk, SUEDE, Sting, David Byrne, Bem Harper, Blur, Radiohead, David Bowie, The Cure, Metallica, R.E.M., entre muitos outros. Luísa Sobral será a primeira artista portuguesa fora do universo da World Music a atuar no programa.

 

Sara Novais

 

Noticia do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 17:42 | link do post | comentar

Domingo, 28.10.12

 

 

letra

 

She used to be my only enemy and never let me be free 
Catching me in places that I knew I shouldn't be 
Every other day I crossed the line 
I didn't mean to be so bad 
I never thought you would 
Become the friend I never had 

Back then I didn't know why 
Why you were misunderstood (Mama) 
So now I see through your eyes 
All that you did was love 

Mama I love you, Mama I care 
Mama I love you, Mama my friend 
You're my friend 

I didn't want to hear it then but 
I'm not ashamed to say it now 
Every little thing you said and did was right for me 
I had a lot of time to think about 
About the way I used to be [harmony] 
Never had a sense of my responsibility 

Back then I didn't know why 
Why you were misunderstood 
So now I see through your eyes 
All that you did was love 

Mama I love you, Mama I care 
Mama I love you, Mama my friend 
You're my friend, you're my friend 

But now I'm sure I know why (I know why) 
Why you were misunderstood 
So now I see through your eyes 
(See through your eyes) 
All I can give you is love 
(All I can give you is love) 

Mama I love you, Mama I care 
Mama I love you, Mama my friend 

Mama I love you, Mama I care 
Mama I love you, Mama my friend 
Oh (you're my friend) 
Ma Mama, oh (you're my friend) 
Oh Ma Mama, oh 
Oh Ma Mama, oh
Mama I love you, Mama I care 
Mama I love you, Mama my friend 
Mama I love you, Mama I care 
Mama I love you, Mama my friend
Me loving you, you loving me 
A love that's true and guaranteed 
Me loving you, me loving you 
You loving me, you loving me 
A love that's true, a love that's true 
And guaranteed, so true 
Me loving you, you loving me 
A love that's true and guaranteed 
Me loving you, me loving you 
You loving me, you loving me 
A love that's true, a love that's true 
And guaranteed, so true



publicado por olhar para o mundo às 17:53 | link do post | comentar

Quinta-feira, 18.10.12

Luísa Sobral canta na Alemanha com Melody Gardot

Luísa Sobral foi convidada para fazer a primeira parte dos concertos da artista de jazz norte-americanaMelody Gardot na sua digressão alemã, já no final deste mês. O álbum de estreia da cantora portuguesa, "The Cherry on My Cake", vai ser editado na Alemanha.


Quatro datas em quatro das principais cidades alemãs marcarão a estreia ao vivo de Luísa Sobral na Alemanha. A digressão começa em Berlim a 29 de outubro e segue para Frankfurt (30 outubro), Colónia (1 de novembro) e Hamburgo (3 de novembro).

 

Luísa Sobral já tinha agendado um outro concerto com Melody Gardot para 10 de novembro, no âmbito do London Jazz Festival, no Barbican, em Londres.

 

A editora de Luísa Sobral adianta que a artista entrará brevemente em estúdio para gravar o segundo álbum, previsto para 2013.

Noticia do Sapo Música


publicado por olhar para o mundo às 12:14 | link do post | comentar

 

 

letra

 

O senhor Vinho

gosta da Mariquinhas

espreitem pelas tabuinhas

para a ver dormir

 

e em Alfama

até a Júlia a florista

que anda mal da vista

se apercebe seu amor

 

até que um dia

cansado de tanto esperar

bate à porta devagar

com o coração na mão

 

mas vejam lá

qual não é o seu espanto

quando ela num pranto

o convida para entrar

 

até que um dia

cansado de tanto esperar

bate à porta devagar

com o coração na mão

 

mas vejam lá

qual não é o seu espanto

quando ela num pranto

o convida para entrar

 

mas vejam lá

qual não é o seu espanto

quando ela num pranto

o convida para entrar

 

mas vejam lá

qual não é o seu espanto

quando ela num pranto

o convida para entrar

 

O senhor Vinho

gosta da Mariquinhas

e fecha as tabuinhas

quando se vão deitar



publicado por olhar para o mundo às 08:34 | link do post | comentar

Quarta-feira, 17.10.12

 

 

letra

 

Someday the silver moon and I will go to dreamland
I will close my eyes and wake up there in dreamland
And Tell me who will put flowers on a flower's grave?
Who will say a prayer?

Will I meet a China rose there in dreamland?
Or does love lie bleeding in dreamland?
Are these days forever and always?

And if we are to die tonight
Is there a moonlight up ahead?
And if we are to die tonight
Another rose will bloom

For a faded rose
Will I be the one that you save?
I love when it showers
But no one puts flowers
On a flower's grave

As one rose blooms and another will die
It's always been that way
I remember the showers
But no one puts flowers
On a flower's grave

And if we are to die tonight
Is there a moonlight up ahead?
I remember the showers
But no one puts flowers
On a flower's grave



publicado por olhar para o mundo às 08:26 | link do post | comentar

Sábado, 06.10.12

 

letra

 

It Shall Pass

 

There’s not a single spark

To ignite all the fireworks that could light up this dark

And so the movie ends, who knows how it began?

 

Before we say goodbye

Please find the right tone and then go ahead and try

I see clouds taking form, I’m watching the storm from a far

 

And it’s alright to give in,

I know that most of this will pass

Still all that comes with you will stay,

Like it was built to last

But it shall pass

It shall pass

 

We won’t get to the part

Where we die and  we ‘re born and we die back to the start

We’ll skip those silly words,  escape the angry mob

 

Well before all is gone

I’ll take in this moment, I’ll cherish this thought

A ray of sunlight is burning everything in sight,

burning black and white

 

And it’s alright to give in,

I know that most of this will pass

Still all that comes with you will stay,

Like it was built to last

But it shall pass

It shall pass



publicado por olhar para o mundo às 22:07 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Edição portuguesa do novo disco inclui duetos com Luísa Sobral e Ivete Sangalo

Com data marcada para 15 de outubro, a edição especial para Portugal de «La Música No Se Toca» inclui dois duetos inéditos.

Esta é uma edição especialmente desenvolvida para Portugal onde, para além do alinhamento internacional, constam dois duetos exclusivos – com Luísa Sobral para o tema «Bailo Con Vos» e ainda com Ivete Sangalo para «No Me Compares». O próprio Alejandro Sanz fez questão de o partilhar no seu Twitter, que tem mais de 7,1 milhões de seguidores.

Alejandro Sanz, um dos nomes mais mediáticos da pop latina, regressa assim com o seu 10º álbum de originais e o primeiro pela sua nova editora, a Universal Music. 

«La Música No Se Toca» foi produzido por Julio Reyes, vencedor de 2 Grammys e 9 prémios ASCAP.

Sanz arrecadadou 16 Grammys latinos e 3 norte-americanos. «La Música No Se Toca» está também nomeado para 2 Grammys latinos – Melhor Álbum do ano e ainda Música do Ano com “No Me Compares”, que teve entrada direta para #1 do top iTunes em 17 países.

 

Noticia do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 21:57 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Luísa Sobral atinge Disco...

Luísa Sobral é a última c...

Luísa Sobral “Luísa” é e...

Luísa Sobral compõe cançã...

Luísa Sobral apresenta "L...

Luísa Sobral - "Luísa" já...

Luísa Sobral Videoclip d...

Luísa Sobral “Luísa”, o ...

Luísa Sobral “Luísa” dis...

“My Man”, o primeiro sing...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
E é "Não dizem duas quando estão ao pé de ti"...
com o soquete p'lo artelho, um soquete é uma meia.
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds