Quinta-feira, 26.03.15

PedroAlsama.jpg

 

 

Pedro Alsama edita álbum de estreia ainda este mês

 

O primeiro álbum de Pedro Alsama, homónimo, é editado esta segunda-feira, dia 30 de março, com o selo da Music In My Soul. “Health” é o single de apresentação deste trabalho promissor, com influências Folk e Indie.

 

Pedro Alsama é um projeto que existe desde 2000 – quase 15 anos de histórias musicadas e mais de 100 temas feitos pelo compositor de Rio Maior.

 

O Rock, o jazzístico, a poesia cantada, entre outros estilos, são experiências que Pedro leva a cabo na já sua longa carreira, pretendendo fazê-las chegar a um público mais abrangente.

 

Com o álbum de estreia, surgem agora dez temas de um Pop alternativo. “Health”, o primeiro single, é um tema que antecipa um trabalho em perfeita harmonia com o que de melhor a música pode oferecer.

 

 



publicado por olhar para o mundo às 20:54 | link do post | comentar

Quarta-feira, 25.03.15

secretlie.jpg

 
Secret Lie lançam segundo disco

Pandora é editado a 6 de Abril


O grupo português Secret Lie, que entrou no ouvido dos portugueses pela originalidade do êxito “Love me until the end time”, edita no próximo dia 6 de Abril o seu segundo álbum, Pandora.

Desde 2012 muitos foram os concertos (dentro e fora de Portugal) que permitiram à banda aprimorar a sua sonoridade. As novas composições de Pandora reflectem essa evolução, com um som de grande firmeza e consistência.

Começando por "Filling Spaces", um tema que mistura as sonoridades Pop e Rock da banda, passando pela balada "Black Butterflies", pelo som mais pesado de "Until Death do us part" e pelo virtuosismo do arranjo para o clássico de Vivaldi, “As Quatro Estações” (Verão, Presto), Pandora é uma viagem que retrata o espírito plural e livre de cada um dos membros do grupo.

O sucessor de Behind the truth, editado em 2012, tem já agendada uma tournée promocional pelas lojas FNAC, e 3 espectáculos na Casa de Artes de Arcos de Valdevez, Casino de Espinho e Casino de Chaves.



Abril | Tour 2015

10 – Centro de Artes | Arcos de Valdevez | 22:00h |6€
11 - Casino de Chaves | Chaves | 23:00h |10€
12 – Casino de Espinho | Espinho | 23:00h|10€
15 – Fnac Colombo | Lisboa |21:00h
16 – Fnac Vasco da Gama | Lisboa |21:30h
17 – Fnac Oeiras Park | Oeiras | 21:30h
30 – Fnac Alegro | Alfragide |21:30h

facebook oficial


publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Domingo, 22.03.15

miguelcorvo.jpg

 

Miguel Corvo atua, no próximo dia 4 de abril, na Fnac do Almada Fórum. O showcase será o pretexto para o músico lisboeta apresentar “Liberdade”, o seu álbum de estreia, em nome próprio, que está disponível nas principais lojas digitais desde o passado dia 5 de março. Editado pela Music In My Soul, “Sol Invisível” é o single de apresentação deste trabalho.

 

Num mundo com tamanha diversidade artística, a procura da originalidade passa em muito pela verdade naquilo que se faz – é sob esta regra que Miguel Corvo se apresenta.

 

O álbum “Liberdade” é composto por 11 temas, que transportam quem ouve para um som alternativo, profundo e muito poético. O rubor das letras, muitas vezes desafiante para quem canta, é altamente estimulante e, embebido na fantástica harmonia de instrumentos, remete para um local sem limites, onde reina o puro Rock ‘n’ Roll.

 

Fundador de bandas como Riddle (1997-2004), Lisamona (2004-2008) e Stereo Alligator (2008-2011), Miguel Corvo foi adquirindo uma experiência musical que lhe permitiu lançar-se a solo de uma forma sólida e concisa. Após várias experiências sonoras e estéticas, surgiu o “casamento” entre a sonoridade e a poesia/escrita ao seviço das canções, num formato de cantautor mas no universo Pop. Neste novo projeto, o passado e o presente fundem-se em cada estrofe, pois todo o caminho criativo foi feito de memórias e de ensejos.



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 17.03.15

 

 

CHERRY

APRESENTA "LONDON EXPRESS" NO OLGA CADAVAL



É já no próximo dia 24 de Abril que o Centro Cultural Olga Cadaval recebe Cherrypara um concerto único, de apresentação do álbum "London Express".
 
O palco é o ambiente em que se sente mais livre e a cantora vai apresentar-se com a sua formação no auditório Acácio Barreiros, num concerto que conta com o apoio da Smooth FM. Os bilhetes estão já à venda nos locais habituais e online.
 
Para abrir o apetite, o último single, "What If It Rains?", já está disponível no formato Live Sessions, um vídeo que captura esse ambiente intimista dos seus concertos.
 
Editado pela Universal Music Portugal, em parceria com a Blim Records, "London Express" já está nas lojas e é uma colecção de canções que revelam histórias sobre mulheres (reais e do nosso imaginário), contadas e cantadas numa pop melódica e recheada de momentos. Descoberta em palco, Cherry nasceu em Lisboa, cidade onde acaba de regressar, depois de um período de trabalho em Londres.

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Sábado, 14.03.15

diogopicarra.jpg

 


DIOGO PIÇARRA

Apresenta "Espelho" Ao Vivo: 30 de Abril – Lisboa | 1 de Maio - Porto



Bilhetes à venda a partir de hoje | Pré-venda do CD na Fnac dá acesso aos concertos

Diogo Piçarra anunciou hoje as datas dos primeiros concertos de apresentação de "Espelho": 30 de Abril, no Armazém F em Lisboa; 1 de Maio no Hard Club no Porto. 

O acesso aos concertos poderá ser feito através da compra do disco na loja online da Fnac ou através da compra dos bilhetes na Ticketline. Os bilhetes têm opreço único de €10.

A pré-compra do álbum na Fnac garante também o CD autografado.

Diogo Piçarra edita o seu álbum de estreia no próximo dia 23 de março. Produzido por Fred Ferreira (Banda do Mar, Orelha Negra, Buraka Som Sistema), "Espelho"mostra-nos Diogo Piçarra enquanto compositor, autor e multi-instrumentista.

Em palco, Diogo Piçarra (voz, guitarra e piano) será acompanhado por Filipe Cabeçadas (bateria), Miguel Santos (baixo) e Francisco Aragão (guitarras e teclado).

Muito perto de chegar às 500 mil visualizações no VEVO, o single "Tu e Eu" será, com toda a certeza um dos pontos altos do concerto, no qual, para além das canções originais que integram o álbum "Espelho", os fãs poderão contar com algumas das versões emblemáticas que celebrizaram Diogo Piçarra ao longo dos últimos anos.


publicado por olhar para o mundo às 21:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 13.03.15

waste.jpg

 

 

Os Waste Disposal Machine iniciam, no próximo sábado, uma série de cinco concertos que os levará a Leiria, Portalegre, Viseu Lagos e Loulé.

 
Estas cinco datas servem de apresentação/promoção ao segundo álbum da banda, "DEBRIS" (Thisco Records, 2014).
 
 
14 de Março: BEAT CLUB (Leiria)
02 de Abril: QUINA DAS BEATAS | Centro de Artes do Espectáculo (Portalegre)
04 de Abril: UNDERTINO | Estudantino Café (Viseu)
22 de Maio: LAC | Laboratório de Artes Criativas (Lagos)
23 de Maio: BAR BAFO de BACO | Loulé
 


publicado por olhar para o mundo às 21:45 | link do post | comentar

Terça-feira, 10.03.15

jose_cid_menino_prodigio.jpg

 

José Cid definiu o seu novo álbum, “Menino-prodígio”, que é editado a 6 de abril, como “roqueiro, de combate e interventivo”, tendo recuperado alguns temas seus compostos em 1971.

“É um álbum que entra na área da objeção de consciência, mas levada para o rock, e isso é muito o que o [Quarteto] 1111 fez [do qual foi fundador em 1967], com dezenas de canções censuradas pelo regime [de ditadura, anterior ao 25 de Abril de 1974], e uma delas é a ‘Blá!, blá!, blá!’, que agora inclui neste disco”, disse o músico em declarações à Lusa.

O álbum foi gravado ao longo do ano passado, nos estúdios da ACid Records, em sistema totalmente analógico, e conta com 13 faixas, sendo 12 canções inéditas, entre elas “Rock rural”, composta por Cid na década de 1960, que foi gravada ao vivo no Campo Pequeno, em Lisboa, e uma versão de “Don´t wanna miss a thing”, dos Aerosmith.

Das 13 canções, “De mentirosos está o mundo cheio” é a que José Cid mais gosta, e duas outras, que qualificou como “mais ligeiras”, são “O andar de Marilyn”, uma homenagem à atriz norte-americana que “enlouqueceu” a geração do músico no filme “Cataratas do Niagara” e, de “cariz autobiográfico”, a que dá título ao álbum, “Menino-prodígio”. Neste tema Cid afirma: “O menino-prodígio morreu!/ E o seu epitáfio sou eu…”.

À Lusa o músico explicou: “’Menino-prodígio’ é um termo que fui gerindo ao longo da minha existência, era uma coisa que me chamavam os amigos dos meus pais, quando era pequeno, e eu não percebia. Eu, aos três, quatro anos, já cantava e tocava piano”.

“Achei que era uma boa ideia para um tema, que é um bocadinho autobiográfico”, disse, referindo que o “menino-prodígio” morreu em 1957, quando formou a banda Babies. Mais tarde, entre outros projetos, o músico formou o Quarteto 1111.

“O tema de que mais gosto é ‘De mentirosos está o cemitério cheio’, sinto que fui muito feliz a escrevê-lo”, disse, referindo em seguida que recuperou dois temas de 1971, “Blá! Blá! Blá!” e “Monstros sagrados”.

“Há ainda, neste disco, um poema brutal de José Régio, ‘Os poetas (Há certos Reis…)’, que é muito interveniente, que tem tudo a ver com atual situação política, não só do país, como global”, sentenciou, tendo realçado ainda as canções “Aldeia global” e “Chuva ácida”.

“Este é um álbum que vinha a projetar há muito tempo, um álbum muito roqueiro, gravado e remasterizado analogicamente, apenas com três músicos - eu no Hammond e algumas teclas, o Xico Martins, nas guitarras e no contrabaixo, e o Luís Varatojo, na bateria”.

O músico afirmou que nunca gostou de gravar digitalmente. “Nunca me deu grande prazer em computadores. No analógico seleciona-se logo o que se quer ali, não há retificações, pode haver ‘takes’, mas correções em computador, daquelas que se fazem, nem pensar”, disse.

Para José Cid, as correções que se fazem de forma digital constituem um processo que “não é honesto – uniformiza, em termos conceptuais, a música toda, já ninguém desafina, já ninguém toca assim-assim, e depois soa tudo igual”.

“O analógico é o futuro pela verdade na música, e não o digital como se chegou a pensar”, e acrescentou: “A vanguarda musical inglesa está a pensar no analógico, o Sting e o Peter Gabriel, por exemplo, andam à procura dos gravadores analógicos que eu tenho nos meus estúdios”.

Referindo-se a “Menino-prodígio”, afirmou: “As pessoas vão encontrar um som muito quente, muito humanizado, percebe-se que as pessoas estão ali mesmo, sem quaisquer máquinas”.

Para o músico, este disco representa “um corte com o que já fez”, pois precisava de “avançar” e, para tal, muito contribuiu um outro projeto em que participa, o AcidJazz que o “faz cantar de outra forma, com mais ‘swing’”.

José Cid, distinguido com vários prémios, entre eles o de Consagração de Carreira, pela Sociedade Portuguesa de Autores, tem vários projetos em perspetiva, como o álbum “Clube dos corações solitários do capitão Cid”, a gravação de um disco de fados e fandangos, e um que se intitulará “Fados e Jazz, coincidências”.

Com outros músicos tem previsto o álbum “A guitarra no mundo”, com o guitarrista Luís Petisca, um álbum na área pop/rock com o seu sobrinho Gonçalo Tavares, e relançar a carreira de Paulo Bragança, que “é a história mais estranha de sempre da música portuguesa”.

José Cid afirma que não se vai “arrastar em palco”, garantiu que cantará enquanto “tiver a voz toda”, ao nível do seu critério de exigência. “Costumo dizer que não se pode correr em Fórmula 1, e acabar em ‘rally paper’”, rematou.

 

Retirado de Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 09.03.15

caixanegra.jpg

 

Os GNR regressam às edições este mês, com um novo álbum de estúdio.

 

O sucessor de “Voos Domésticos” (2010) chama-se “Caixa Negra” e tem lançamento previsto para dia 23.Cadeira Elétrica é o single de avanço do registo, descrito pela banda como “uma espécie de EP longo com um cheirinho a mini CD sem aroma a plástico”.

Gravado no estúdio do grupo, General Eléctrico, com produção de Mário Barreiros, “Caixa Negra” reúne dez temas – nove originais e uma versão do tema Desnorteado, editado originalmente no álbum “Defeitos Especiais”, de 1984.

O registo chega com o selo da IndieFada, nova editora da banda, e é distribuído pela Sony Music Portugal, com o apoio do Montepio.

Consulte o alinhamento de “Caixa Negra”:

01. Caixa Negra
02. Os Moscas
03. Não Há Guerra
04. Cadeira Eléctrica
05. Desnorteado (em 2015)
06. Triste Titan
07. Dançar SOS
08. Honolulu
09. Apontar
10. MacAbro

 

Retirado de Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 03.03.15

capicua_medusa.jpg

 

 

Capicua edita esta semana "Medusa", um álbum de remisturas de músicas do disco anterior, "Sereia louca", e que inclui duas canções inéditas, uma delas sobre violência contra as mulheres.

"É um disco coletivo, de remisturas feitas por várias tribos, e é para celebrar um ano de vida de 'Sereia Louca'", diz a rapper portuense.

O disco tem 14 remisturas e dois originais, 'Medusa', com Valete, e 'Egotríptico', com M7 e DJ Ride", explicou a artista à agência Lusa.

O álbum abre precisamente com "Medusa", um tema que inclui excertos de poemas ditos por Sophia de Mello Breyner Andresen: "Já queria escrever há muito tempo sobre a violência contra as mulheres, não só violência doméstica, mas sobre 'cyberbullying', sobre abuso sexual, sobre a liberdade sexual e como coletivamente a reprimimos, sobre a culpabilização da vítima".

Para o tema, Capicua recorreu à figura da Medusa, da mitologia grega, "uma história poderosa sobre a culpabilização da vítima, uma mulher que foi castigada e transformada num monstro [cujo cabelo foi transformado em serpentes e cujo olhar petrifica]. E a medusa remete também para o universo aquático da 'Sereia louca'".

Segundo a artista, o tema "Medusa" representa também aquilo que esteticamente quer fazer no futuro: "Uma escrita com mais silêncios, entre um rap e a 'spoken word'".

O álbum de remisturas agora editado conta com a participação de vários DJ e produtores, que reinventaram alguns dos temas de "Sereia Louca" (e também do álbum anterior), tendo apenas por base a voz de Capicua.

Entre os convidados estão os Octa Push, White Haus (João Vieira), Sam The Kid, DJ Ride, Expeão e DJ Marfox, na reinvenção de temas como "Vayorken", "Mão Pesada", "Lupa" e "Soldadinho", este com a participação de Tamin, vocalista dos Cais Sodré Funk Connection.

"Medusa", "um disco mais elétrico, mais dançável", sai um ano depois de "Sereia louca", álbum que fez chegar o rap a "públicos muito diferentes, a muitas tribos urbanas e que teve uma expansão geográfica maior", recorda a artista.

O disco de remisturas serve ainda para Capicua - nome artístico de Ana Matos Fernandes - voltar à estrada, com o arranque de uma nova digressão pelo país marcado para 11 de abril na Casa da Música, no Porto, e, no dia 16 desse mês, na discoteca Lux, em Lisboa.



publicado por olhar para o mundo às 23:12 | link do post | comentar

Terça-feira, 24.02.15

budda.png

 

 
From the union between Budda Power Blues and the wonderful Maria João "I Feel So Blessed was Born". A song written by Budda specifically for Maria João. It's exactly the first impression Budda had when he met Maria João, and it remains true to this day. The song was debuted at Casa da Música on the second show they did together.
 

BUDDA POWER BLUES new album  

CELEBRATING TEN YEARS

New album in May 2015!

We are very proud for BUDDA POWER BLUES. The band is celebrating its 10 years playing together. So their fifth record is on the way and you can Pre-Order it with many special features at the band's website www.buddapowerblues.com

Check out Budda explaining everything at Mobydick Records Studio!

PRE ORDER NOW!


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Sábado, 14.02.15

carlão.jpg

 

 

CARLÃO

Carlão lança "Os Tais", primeiro single do álbum "Quarenta"

Carlão celebra com grande acuidade e humor, estilo inconfundível da sua escrita, a maturidade dos seus (quase) quarenta anos de existência, neste primeiro single "Os Tais", um retrato da alegria e estabilidade que a vida familiar lhe trouxe após décadas a explorar o fio da navalha, abraçando o aforismo "conhece-te a ti mesmo". E em "Os Tais", percebemos que essa busca foi e é uma tarefa hercúlea mas não foi e continua a não ser estéril. O beat é de Branko - dos Buraka Som Sistema – e leva-nos numa viagem musical em primeira classe, com escala na África do século XXI, que continua a mostrar novos mundos musicais ao mundo.

Depois dos Da Weasel, Algodão e 5-30 (com Fred e Regula), Carlão escreve um novo capítulo da sua carreira, agora com um álbum em nome próprio. Uma edição culturafnac, que será lançada no final de Março e que terá distribuição digital com o selo da Universal Music Portugal. O single "Os Tais" é a peça angular de um puzzle intrincado que, uma vez completo, revela o universo de Carlão, feito de prosa, música e de uma capacidade de análise prístina dos seres e do mundo actuais.
 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 13.02.15

romana.jpg

 

 
 
ROMANA "Primeiro" hoje nas lojas

www.romana.pt
(site oficial)


Depois do reconhecimento alcançado com o programa A tua Cara não me é Estranha em que a artista impressionou o país com a dimensão do seu talento, Romana prepara agora o lançamento de um novo álbum. O disco que dá provas de uma maturidade definitivamente alcançada, revela uma cantora descomprometida com o passado, segura e de rédeas bem definidas na sua identidade artística.

O primeiro single a ser lançado foi "Foi Deus" - tema de Alberto Janes composto paraAmália Rodrigues a quem coube o papel de levantar o véu sobre um CD que se adivinha surpreendente e cujo vídeo está já a fazer furor no Youtube.

Para este novo marco na sua carreira, a artista fez questão de entregar a Rodrigo Serrão, reconhecido produtor, a responsabilidade e a direcção de "Primeiro" - título escolhido para um álbum de ruptura sóbria, há muito desejado e onde se assume um cuidado absoluto com a qualidade musical e com o que Romana tem, a partir de agora, de facto a dizer.

Recheado de surpresas - desde o dialogo com o piano da fadista Maria Ana Bobone em "Foi Deus", passando pela co-autoria da própria Romana em "Eu sou Poeta", até ao surpreendente "Formiga no Carreiro" de José Afonso, este é o disco que se esperava há muito de uma artista que se desenvencilha do acessório, foca definitivamente no essencial e se apresenta agora por inteiro.


Ficha técnica:
Romana - Voz
Pedro Zarcos - Bateria; Percussão
António Palma - Piano (temas 4, 7, 8); Acordeão (Tema 10)
Eurico Machado - Guitarra Acústica; Guitarra Portuguesa
Rodrigo Serrão - Baixo Electrico, Contrabaixo, Programações
Participação Especial: Maria Ana Bobone - Piano nos temas 1 e 5
Gravado @ Kbranca Music entre Julho e Dezembro 2014
Direcção Técnica |Arranjos e Produção Musical | Design Gráfico: Rodrigo Serrão
Fotografias: Gerardo Santos Photography


Alinhamento:
1. Foi Deus
2. Lá Porque Tens Cinco Pedras (Fado da Adiça)
3. Trova do Vento Que Passa
4. Mãe Preta
5. Barro Divino
6. Formiga no Carreiro
7.Fado Marujo
8. As Mãos Que Trago
9. Eu Sou Poeta
10.Dar de Beber à Dor
11.Fado Da Sina



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 11.02.15

 

 

"Solo" entrou para o 8.º lugar no top de vendas nacional

Primeiro disco a solo do maestro acaba de chegar às lojas

"Solo" é o nome do disco de estreia do músico Rui Massena. O trabalho, que acaba de chegar às lojas, entrou diretamente para o 8.º lugar na lista de discos mais vendidos em Portugal. 
 
Ao mesmo tempo, foi revelado o vídeo de "Família", uma das canções de "Solo", e foi lançado no site do músico, aqui. 
 
Nesta fase podem ser também revelados os dois concertos de apresentação do disco em Lisboa e no Porto: o Centro Cultural de Belém, na capital, recebe o músico a 16 de abril, e a Casa da Música, na invicta, acolhe uma atuação do maestro a 19 de abril.
 
Conhecida figura do panorama cultural nacional, que ajudou a transformar Guimarães 2012 - Capital Europeia da Cultura num estrondoso caso de sucesso, por exemplo, chegou agora a hora de ser conhecido o primeiro apanhado de canções escritas para piano. 
 
Rui Massena apresenta assim o seu "Solo": "São peças ao piano, onde espelho o meu mundo interior, seja um momento ou um amor. Quis que no seu conjunto construíssem um disco que me transmita tranquilidade", revela. 
 
Um nevão, uma janela, uma inércia, uma musa, um futuro português, uma família – tudo se integra, de forma harmoniosa, num disco que surpreende. Que volta a dar razão a Mário Laginha, pianista de primeira água, que disse um dia que Rui Massena "é um dos poucos Maestros que não tem medo de arriscar". Com "Solo", vale a pena ir mais longe: Rui Massena não tem medo de ser feliz. E de nos fazer felizes a todos, com estas apaixonantes bandas sonoras para os filmes que havemos de fazer.


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

xxlblues.jpg

 

 

 

Artista XXL Blues
Album: XXL Blues II
Data de Lançamento: 6 de Janeiro de 2015
Genero: Classic Rock / Blues Rock
Localização: Grande Lisboa
Membros: Especiaria, Peles, Gadelhas e Ninguém

O album tem como companheiro o livro "Treta de Cabos II - Os cabos contra atacam" disponível em Amazon.es. A compra do Livro dá direito à oferta do album em formato digital. A compra do Album dá direito ao livro em formato digital

Editora: Auto-edição
 
 

Álbum e disco estão disponíneis em versão física e digital através da Amazon

 

Aconselhamos aos fãs Portugueses o pedido através de Amazon.es uma vez que os portes para Portugal são 50% mais baratos

 

Na compra de livro ou CD em versão física ou digital oferecemos o outro em versão digital. 

 

Quem quiser fazer a encomenda directamente pode utilizar o formulário de contactos do site do grupo (aqui), e terá direito a um desconto considerável na compra do conjunto Livro/CD

 

Website Link: http://xxlblues.wix.com/xxlblues

Facebook Link: https://pt-pt.facebook.com/pages/XXL-Blues/107257539349390

 

 



publicado por olhar para o mundo às 20:51 | link do post | comentar

lop.png

 

A ZigurArtists apresenta LOP, um split EP composto por Daily Misconceptions e O Manipulador que já está disponível para escuta integral e download gratuito na nossa página do Archive.

 

De um lado, mergulhamos na ambiência textural de Daily Misconceptions alongada em quatro temas; do outro, sofremos com inquietação quotidiana transformada em loops de baixo d’ O Manipulador. No seu todo, LOP é um split onde a solidão de tocar sozinho acaba no momento em que eu, tu, ele e nós começamos a ouvir as oito malhas que compõem este split - seja de olhos fechados ou com o pescoço rendido a um pranto rítmico.

 

Daily Misconceptions/O Manipulador - LOP João Zinho e Manuel Molarinho são companheiros de banda em Stereoboy uma mão cheia de dias por mês. Nas outras horas e dias que lhes sobram são, respectivamente, Daily Misconceptions e O Manipulador, duas entidades com identidades próprias que se completam numa relação simbiótica que ganha finalmente corpo com LOP.

 

De um lado, a ambiência textural de Daily Misconceptions explanada em quatro temas; do outro, a inquietação quotidiana transformada em loops de baixo d’ O Manipulador. No seu todo, um split onde a solidão de tocar sozinho acaba no momento em que eu, tu, ele e nós começamos a ouvir as oito malhas que compõem este split - seja de olhos fechados ou com o pescoço entregue a um pranto rítmico. LOP vai ser apresentado no Sétimo Bar, em Vale de Cambra, a 13 de fevereiro.

 

A apresentação está inserida no UM AO MOLHE (o novo festival itinerante de one-manbands organizada por Manuel Molarinho) e aos protagonistas do split juntam-se também Viagante e Tren!Go Sound System.Uma semana depois, mais precisamente a 21 de fevereiro, LOP estará disponível em cassete, numa edição de autor que apresentaremos oportunamente.

Teaser:

 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 09.02.15

torpe.jpg

 

TORPE APRESENTA “PROPAGANDA
 
TARGET” É A PRIMEIRA AMOSTRA DO ÁLBUM DE ESTREIA 
 
PROPAGANDA” vai estar disponível a partir de 13 de Abril
 
Propaganda” é o álbum de estreia do projecto de rock instrumental Torpe – e já tem data de estreia anunciada! 

No próximo dia 13 de Abril, “Propaganda” vai estar disponível online, para download gratuito, podendo, igualmente, ser encontrado à venda, em formato CD.

No primeiro álbum, Torpe está determinado em revelar o precioso motivo que fez nascer este quinteto: a paixão pelo rock instrumental e pelas bandas sonoras.

"Target" é a primeira amostra retirada de “Propaganda”. 
 
https://torpe.bandcamp.com/releases
 
BIOGRAFIA:
 
Tudo começou no final de 2013, quando coube a Hugo Leitão (Cindy Kat) e João Eleutério (Cindy Kat, Rodrigo Leão), juntamente com Fred Gracias (Cindy Kat, Rodrigo Leão), a responsabilidade de assinar a banda sonora da série da RTP, “Os Filhos do Rock”. A viagem pela explosão do rock português, no entanto, saiu do pequeno ecrã e ganhou vida própria: os três decidiram que queriam continuar o trabalho e formar uma banda. O primeiro ensaio acontece a 15 de Janeiro de 2014, ficando a formação completa com Francisco Gracias (Devaneio) e Paulo Prazeres (realizador na Droid ID). 

O objectivo era claro: "satisfazer uma necessidade umbilical e compulsiva de praticar o rock que lhes vai na alma, na sua interpretação mais Torpe."

É, ainda, sob o signo d’"Os Filhos do Rock” que se estreiam ao vivo: numa festa dedicada à série da RTP, Torpe sobe ao palco para interpretar as músicas que tinham colorido aquelas aventuras mas aproveitam o balanço para apresentar um inédito. Daí para a frente, passaram a chamar casa aos palcos do país, usando os concertos para testar as canções que iam nascendo na sala de ensaios. 

Em menos de um ano, Torpe passou pelas Cartaxo Sessions, pelo Sabotage Rock Club e pelo Popular de Alvalade. No Festival Reverence Valada, Torpe reuniu os aplausos da imprensa: “Num concerto muito bem executado, os instrumentais ganharam vida com uma precisão quase cirúrgica, tornando Torpe, sem sombra de dúvidas, um dos momentos altos do Outfest (Reverence)” - Carlos Cardoso (Against Magazine)
 
 
TORPE:
Francisco Gracias - Baixo
Fred Gracias - Bateria
Hugo Leitão - Sintetizadores
João Eleutério - Guitarra
Paulo Prazeres - Guitarra


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 06.02.15

Cartaz - © João Sobral.jpg

 

 

MATERNIDADE apresenta

O Cão da Morte ao vivo 

Sociedade Guilherme Cossoul

19 de Fevereiro — 21h30

Entrada: 3€

 

É já dia 19 de Fevereiro que Luís Gravito fará a pré-apresentação do seu próximo disco. 

 

Depois de um ano em casa a compor ao piano, sobe ao palco da Sociedade Guilherme Cossoul antes dum hiato de concertos para trabalhar em estúdio. 

 

O evento é promovido pela MATERNIDADE (promotora artesanal de concertos, festas, amigos e memórias em Lisboa). 

 

"Luís Gravito apresenta-se num concerto a solo dia 18 de Fevereiro na Sociedade Guilherme Cossoul.


O ano passado, uniu-se a Coelho Radioactivo para nos apresentar radiosas canções enquanto Flamingos, uma colaboração que promete mais vitórias em 2015.


Depois de nos ilustrar a Lisa a arder no seu EP Fim de Verão (2013), tem perspectivada para breve a saída do seu próximo registo.


Nos últimos tempos, tem silenciosamente ensaiado em banda com Bernardo Álvares (contra-baixo/baixo), Luís Barros (bateria) e Ricardo Amaral (guitarra).


No entanto, este evento é a ocasião perfeita para o vermos sozinho (seja com guitarra ou piano) e ouvir malhas novas entre outras mais antigas.


Para além do talento como letrista e do conhecido charme na descrição do suburbano, vai transparecer a sua maturidade no ofício da canção.

 
Uma ida a um a baile, que mais parece uma noite em casa de fados."

Rodrigo Vaiapraia 

~~~ ♥ ~~~

 

VÍDEO ~ Canto Diferente
 
EP ~ Fim de Verão
 
LP ~ Odissipo
 
Artigo ~ Ípsilon

 

Artigo ~ Time Out

 

FACEBOOK ~ O Cão da Morte

 

FACEBOOK ~ MATERNIDADE

 

Evento no Facebook

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 05.02.15

romana.jpg

 


É o segundo vídeo do novo disco de Romana a ser editado a 13 de Fevereiro de 2015.

" Todos os dias caem sementes ao chão. Cada uma delas levará o seu tempo, aquele que for necessário, até estarem reunidas as condições para que enfim possa romper a terra e chegar à luz do dia.

Esta nova Romana que dá agora os seus "primeiros" passos tem raízes profundas desde, pelo menos, 2007, altura em que trabalhámos juntos pela primeira vez - Inquieta como todo o artista deve ser, insistia já em crescer para outras paragens, ultrapassar géneros musicais, ignorar barreiras e tabus, aprofundar sensibilidades e revelar o seu inteiro potencial de Artista - aquele que nos desperta e serve emoções à alma, mostrando com um simples golpe de asa, que tudo na vida é muito mais do que parece à primeira vista.

Como mulher é acima de tudo o exemplo de quem nunca desiste dos seus sonhos: levou quase sete anos para assistir (sorridente, sempre sorridente), à concretização deste seu desejo. Nunca a vi vacilar na certeza deste caminho e quando finalmente me ligou foi porque tinha chegado a altura: a semente germinava e era enfim o tempo dela.

Do ponto de vista musical servem-lhe todos os adjectivos elogiosos - é a cantora completa e o sonho de qualquer produtor quando se senta num estúdio. O objectivo, assumido desde o início, foi o de partir de grandes músicas (desta vez escolhemos Fados, a maior parte, mas poderia ser qualquer outra a linguagem abordada) e providenciar as condições para que a sua criatividade e interpretação criassem um universo único, absolutamente singular, feito apenas à sua imagem.

O resultado é este: músicas extraordinárias servidas por uma cantora única. Tudo isto para que, ouvindo, levados em braços pela personalidade distinta de quem é aquilo que faz, possamos sempre sonhar.


Rodrigo Serrão | Produtor

 

 

 


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

seiva.jpg

 

 

Depois de 2 grandes concertos a celebrar o folk nacional, SEIVA edita o seu primeiro disco em Março e segue com uma digressão por Portugal.

 

SEIVA é folk de identidade portuguesa a mostrar a sua força vital. A misturar a oralidade rural e a urbanidade.

 

SEIVA é olhar para dentro para procurar uma raiz cultural e musical e encontrar alma portuguesa nas canções de trabalho, nas romarias, nos adufes e pandeiros, nas canções de fé, na força dos bombos que fazem o coração bater mais forte. Nos ritmos que o tempo ainda não perdeu mas que se foi esquecendo. Sentir essa essência na viola braguesa, no cavaquinho, nas gaitas de fole mas também, no olhar em frente e no desbravar de novos caminhos, misturando electrónica e electricidade sem pudores nem purismos.

 

A nutrir o presente com o vigor do passado para abraçar o futuro. E lembrar que tudo isto é emoção portuguesa mas, nem tudo isto é triste e é muito mais que Fado.

 

Tudo isto é SEIVA.

 

Joana Negrão: Voz, Gaitas Portuguesas, Adufe, Pandeireta.
Vasco Ribeiro Casais: Braguesa, Cavaquinho, Gaitas Portuguesas, Adufe.
Rita Nóvoa: Percussões.

www.seivaonline.com

Videos:
Divina Santa Cruz (ao vivo na cave B)

 



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 03.02.15

buddapowerblues.jpg

BUDDA POWER BLUES new album  

CELEBRATING TEN YEARS

BUDDA POWER BLUES new album in May 2015!

We are very proud for BUDDA POWER BLUES. The band is celebrating its 10 years playing together. So their fifth record is on the way and you can Pre-Order it with many special features at the band's website www.buddapowerblues.com

Check out Budda explaining everything at Mobydick Records Studio!

 

PRE ORDER NOW



publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

 

 

LIKE US

Álbum de estreia reeditado a 23 de fevereiro

Pré-venda chega ao iTunes hoje e garante vários downloads imediatos

Os Like Us, nova sensação da pop portuguesa, vão reeditar a 23 de fevereiro o seu álbum de estreia. A pré-venda do disco arranca hoje no iTunes, e quem fizer a compra antecipada do álbum terá alguns downloads imediatos.

A partir de hoje está disponível em todos os parceiros o single "Holla Day" F.U.M.O. Remix. A pré-venda da reedição de "Like Us" no iTunes, para além do single remisturado, inclui o download imediato do vídeo "I Feel Alive" disponível a dia 9 de fevereiro, enquanto no dia 16 é disponibilizada a nova versão de "The Signs" feita por Andie KrossA nova edição juntará aos temas originais uma faixa nova, "Ela Sabe", que estava somente disponível a quem comprava o disco no iTunes, e remisturas de diversos DJs para os temas mais bem sucedidos do grupo.  
 
 Entretanto, os Like Us estrearam recentemente um novo vídeo, "I Feel Alive", gravado ao vivo.
 
Aveiro, Setúbal e Guimarães, na reta final de 2014, foram cidades que acolheram o quarteto em concertos esgotados. Antes, a banda havia tocado por exemplo na primeira parte dos R5, grupo de Ross Lynch, protagonista de uma série de TV de sucesso, que trouxe ao Coliseu de Lisboa a sua "Louder World Tour".  Os vídeos dos Like Us superaram já a marca de um milhão de visualizações no canal VEVO, e a banda tem marcado presença em diversos programas televisivos. Os Like Us lançaram o single de apresentação, "You Mean The World to Me" na primeira metade do 2014 e desde aí a banda tem provado ser o novo fenómeno da pop em Portugal.


publicado por olhar para o mundo às 19:30 | link do post | comentar

brito ventura.jpg

 

 

Brito Ventura & Os Desalinhados

 

“Até Sempre” tem reedição no dia 16 de Fevereiro de 2015 nas plataformas digitais.

 

O tema inédito “Outra Vez” é a surpresa deste “novo” “Até Sempre”.

 

Brito Ventura, um advogado criminal de profissão revela o seu lado intimista neste álbum.

 

Entre 1994 e 1998 tem um projecto musical que abandona e dedica-se em exclusivo ao curso de Direito.

 

Em 2012 volta a compor, e fazendo da guitarra a sua fiel companheira, escreve o tema “Até Sempre”, que viria a fazer parte integrante da banda sonora da novela “Destinos Cruzados”. Surpreendido com a receptividade do público ao tema, decidiu continuar e cria “Os Desalinhados”.

 

Temas como “A Promessa” e “Mais Ninguém”, integraram também as bandas sonoras das novelas “Belmonte” e “O Beijo do Escorpião”.

 

Confidencia, que não se pode servir a dois senhores em simultâneo, pelo que o seu próximo passo, é dedicar-se em exclusivo à música, a sua grande paixão.

Que surpresas nos revelarão no futuro Brito Ventura & Os Desalinhados? A resposta é uma incógnita, mas a certeza é que ele continuará a escrever canções.



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 02.02.15

 

ruimassena.jpg

 


RUI MASSENA

"Solo" já está nas lojas

Novo vídeo "Família" já estreou

"Solo" é o nome do disco de estreia do músico Rui Massena e acaba de chegar às lojas. Ao mesmo tempo, é já conhecido o vídeo do tema "Família" e foi lançado no site do artista.  
 
Rui Massena apresenta o seu "Solo", o primeiro apanhado de canções escritas para piano: "São peças ao piano, onde espelho o meu mundo interior, seja um momento ou um amor. Quis que no seu conjunto construíssem um disco que me transmita tranquilidade", revela.
 
O concerto de apresentação do álbum será a 31 de janeiro na Casa da Cultura de Alfândega da Fé, onde o músico gravou o disco.
 
Fora de portas, Massena foi maestro convidado principal da Orquestra Sinfónica de Roma, durante as temporadas 2009/2011. Foi também o primeiro maestro português a dirigir no Carnegie Hall em Nova Iorque, o que se deu em 2007. Em Portugal, já trabalhou, num registo mais próximo da pop, com nomes como Expensive Soul ou Da Weasel.
 

 

 


publicado por olhar para o mundo às 23:12 | link do post | comentar

Sábado, 31.01.15

stonewolfband.jpg

 

 

"Fear Less" nas lojas a 9 de Fevereiro com o apoio Antena 3

Os The StoneWolf Band anunciam o lançamento de "Fear Less" em formato CD, dia 9 de Fevereiro de 2015, pela iPlay, Som e Imagem e com o apoio da Antena 3.


Estejam atentos ao álbum em destaque na Antena 3 durante a semana anterior ao lançamento e obtenham antecipadamente uma cópia do CD nas datas ao vivo:

Fev 7 - FNAC Albufeira 18h00
Fev 7 - Loulé - Bafo de Baco
Fev 8 - FNAC Faro 16h00 

A banda também dará um concerto no Clube Sesimbrense, em Sesimbra, no dia 31 de Janeiro. Entrada Livre

The StoneWolf Band announce the release of "Fear Less" on CD format February 9th 2015 through iPlay Som e Imagem with the support of Radio Antena 3. Listen out for "Fear Less" featured on Antena 3 in the week before the release and get your copy of the CD before the release at these live dates:

Fev 7 - FNAC Albufeira 18h00
Fev 7 - Loulé - Bafo de Baco
Fev 8 - FNAC Faro 16h00 .



publicado por olhar para o mundo às 12:44 | link do post | comentar

Sábado, 24.01.15

cherry.jpg

 

 


CHERRY

"What If It Rains?" em destaque nas rádios e no digital

Depois de "Five Knives", a voz revelação Cherry volta a chamar-nos a atenção para o seu álbum de estreia "London Express".
 
O novo single "What If It Rains?" acaba de chegar às rádios e a todos os parceiros digitais. O vídeo em formato Live Session, gravado em Sintra, estreia já no próximo dia 2 de Fevereiro.
 
Apesar do título e de falar sobre medo (de viver, de arriscar, de se libertar), esta é uma canção solarenga. Como pista, a cantora diz que "é uma metáfora para aquelas pessoas que querem ter tudo sobre controlo, com tanto medo que têm de sofrer". Como está escrito no booklet:

We feel fear because we need to
We feel guilt because we have to
Fear and guilt are just tools
But sometimes we mistake them as rules.
 
Editado pela Universal Music Portugal, em parceria com a Blim Records, "London Express" já está nas lojas, e é uma colecção de canções que revelam histórias sobre mulheres (reais e do nosso imaginário), contadas e cantadas numa pop melódica e recheada de momentos. Descoberta em palco, o ambiente em que se sente mais livre, Cherry nasceu em Lisboa mas vive e trabalha actualmente em Londres.
 

 



iTunes
Spotify 
MEO Music
Google Play (download) 
Google Play (streaming) 
Deezer 
Rdio 


publicado por olhar para o mundo às 20:31 | link do post | comentar

Quinta-feira, 22.01.15

i want you2.jpg

 


“I want you” é o nome do primeiro avanço do EP homónimo do jovem produtor transmontano, e conta com a participação da voz de Vanessa Marques.

 

No dia 20 de janeiro foi lançado, oficialmente, o primeiro avanço do novo EP de mcf. Chama-se I want you e conta com a colaboração de Vanessa Marques, a voz de OneWeek Project. O tema, que dá o nome ao disco, pode ser ouvido nas páginas de Facebook e de Youtube do artista.



O jovem produtor transmontano, conhecido por imensas colaborações com nomes de peso do Hip Hop Underground Português como Puro L, Sarcasmo, Tilt, ORTEUM, AVC e Osiris, tem-se focado na sua carreira a solo e enveredado por sonoridades Trip Hop e Downtempo desde finais do ano de 2014, em que editou o tema Thinkin’ Late, a título independente.

 

O EP I want you, tem data marcada para o dia 26 de janeiro, e estará disponível para download gratuito na página da editora No Karma. mcf estará também em concerto no próximo dia 28, no Tokyo Lisboa, em conjunto com DarkSunn, Tilt e Sarcasmo, na primeira edição do festival Strange Beats.

 

 

 

SOBRE MCF

MCF nasceu Rui Trigo no mesmo dia de Fernando Pessoa, ainda que em anos diferentes. Assume que chorou pela mãe no seu primeiro dia de escola da mesma forma que se assume efebófilo, afirma que as mulheres se fazem aos 16. Entre semana deambula por Coimbra, onde foi tirar um curso que não tenciona acabar. É mais provável encontrá-lo entre cafés, whiskys e taças de vinho num qualquer tasco da cidade. Faz vida de Bukowski, que lê para poder participar nas conversas quando o assunto são livros. Também gosta de Camus e acha que João César Monteiro é o único cineasta que se aproveita, nas suas palavras “todos os outros são gajos que de vez em quando fazem filmes bons”.

 

E que tem tudo isto a ver com a sua música? Aparentemente, muito pouco. O próprio assume que a música se calhar não interessa assim tanto, é só um meio para chamar à atenção. No entanto, todas estas pequenas irrelevâncias acabam por espelhar aquilo que é o seu trabalho. MCF é um artista sexual, cru, amargo, imoral, mas sobretudo humano, e cada uma das músicas que produz conta-nos um pouco da sua visão contaminada do mundo, veiculada em ritmos de Trip Hop, Hip Hop e Downtempo. Se o faz para chamar à atenção, está a resultar.



publicado por olhar para o mundo às 12:09 | link do post | comentar

Quarta-feira, 21.01.15

rui massena.jpg

 

 

RUI MASSENA

Primeiro disco do maestro chama-se "Solo" e sai a 02 de fevereiro

Álbum já em pré-venda no iTunes

"Solo" é o nome do disco de estreia do músico Rui Massena. Conhecida figura do panorama cultural nacional, que ajudou a transformar Guimarães 2012 - Capital Europeia da Cultura num estrondoso caso de sucesso, por exemplo, chega agora a hora de ser conhecido o primeiro apanhado de canções escritas para piano. 

Rui Massena apresenta assim o seu "Solo": "São peças ao piano, onde espelho o meu mundo interior, seja um momento ou um amor. Quis que no seu conjunto construíssem um disco que me transmita tranquilidade", revela. 

O disco "Solo" está em pré-venda no iTunes e Google Play a partir de terça-feira e o concerto de apresentação será a 31 de janeiro na Casa da Cultura de Alfândega da Fé, onde o músico gravou o disco. 

Fora de portas, foi maestro convidado principal da Orquestra Sinfónica de Roma, durante as temporadas 2009/2011. Foi também o primeiro maestro português a dirigir no Carnegie Hall em Nova Iorque, o que se deu em 2007. Em Portugal, já trabalhou, num registo mais próximo da pop, com nomes como Expensive Soul ou Da Weasel.

Massena foi diretor artístico e maestro titular da Orquestra Clássica da Madeira entre 2000 e 2012, tendo trabalhado nomes como José Carreras, Ute Lemper, Wim Mertens, Ivan Lins, José Cura ou Mário Laginha e Bernardo Sassetti. Agora, Rui Massena apresenta-se num outro desafio: o do piano solo.

Um nevão, uma janela, uma inércia, uma musa, um futuro português, uma família – tudo se integra, de forma harmoniosa, num disco que surpreende. Que volta a dar razão a Mário Laginha, pianista de primeira água, que disse um dia que Rui Massena "é um dos poucos Maestros que não tem medo de arriscar". Com "Solo", vale a pena ir mais longe: Rui Massena não tem medo de ser feliz. E de nos fazer felizes a todos, com estas apaixonantes bandas sonoras para os filmes que havemos de fazer.


publicado por olhar para o mundo às 12:43 | link do post | comentar

Terça-feira, 20.01.15

WBTM_Tour.jpg

 

 

BIRUTA apresenta WE BLESS THIS MESS - lançamento do EP «Love and Thrive»

Trabalho de estreia de WBTM gravado no Brasil está disponível a partir de 19 de Janeiro (ed. física e digital)

 

We Bless This Mess é um projecto a solo de Nelson Graf Reis. Conhecido como tatuador por uns, conhecido por tantos outros como membro da banda portuense Blackjackers, o Nelson move-se pelas suas paixões.

 

Depois do caos e de aventuras num universo Punk, surge WBTM , novo projecto criado da necessidade de explorar a premissa "less is more" e da vontade de exteriorizar a positividade e o carpe diem - "Respiramos, estamos vivos. Esta é a maior dádiva." - diz-nos o Nelson.

 

STREAM E COMPRA  DO EP «LOVE AND THRIVE» 

(também disponível T-SHIRT ou PACK: T-SHIRT+CD)

 

OUTRAS PLATAFORMAS DIGITAIS:

Spotify | Google Play | Amazon Music

 

PÁGINA OFICIAL

​​

#Breve Descrição do EP:

A nível musical, o EP é uma viagem entre ambientes Folk e Country com influências líricas do Punk. “Ama e prospera” é a mensagem simples que WBTM pretende passar como um modus operandi de atingir a felicidade na vida, algo que se reflete nestas canções que nasceram da sua aventura entre Brasil e Portugal.



publicado por olhar para o mundo às 23:55 | link do post | comentar

Segunda-feira, 19.01.15

candeio.jpg

 

"Os Candeio assumem-se como uma banda de música portuguesa que escreve canções.

 

 O álbum de estreia da banda, "A Máquina do tempo somos nós- vol 1 ", será editado no mês de Março de 2015, pela Music in my Soul.

 

 Este álbum percorre uma grande variedade de estilos,que se fundem num rock planante .

 

O single de estreia, "És Nevoa", é a prova de que os Candeio nos conseguem tocar com uma intimidade palpável. Este tema brinda-nos com uma sonoridade suave, mas também, incisiva e penetrante."

 

 

 

Mais informações em:www.facebook.com/candeiomusica

videos:www.youtube.com/candeiomusica

 

 

Membros

 

Vozes - Hugo Claro e Sofia Sousa Claro

 Guitarras - Pedro Ataíde

 Baixo - Nuno Fernandes

 Bateria - Ricardo Rações



publicado por olhar para o mundo às 20:33 | link do post | comentar

 

 

Ash is a Robot

“Sympathetic Vibration”

 

Disponível nas lojas digitais a 19 de Janeiro

 

 Os Ash is a Robot apresnetam o vídeo de "Sleep Paralysis", single do seu álbum Sympathetic Vibration

 

 

 

Os Ash is a Robot são uma banda de Post Hardcore formada no ano de 2012 por Cláudio Aníbal na voz, Renato Sousa na guitarra, Francisco Caetano no baixo e Vasco Rydin na bateria.

 

Os membros dos Ash is a Robot já fizeram parte de outras bandas do panorama underground português como Monogono, Ella Palmer, Marte, Porn Sheep Hospital, Beautiful Venom.

 

As suas performances ao vivo são um dos pontos fortes, a sua energia já é conhecida dos media nacional e internacional. Tendo já um fiel grupo de fans e seguidores.

 

  • 1º lugar no Resurrection Fest (concorreram 2.000 bandas)

 

  • Considerada como a terceira melhor performance na Balcony TV Lisboa.

 

  • Vencedores  de um concurso para representar Portugal no Festival Sziget 2013 na Hungria;
  • Optimus Alive 2013.

 

Em 2015 editam o EP digital “Sympathetic Vibration” pela editora Farol Música e os autores assinam contrato de Publishing  com a MCent Publishing.

 

Transformam músicas do álbum de estreia em versões semi acústicas;

“Sleep Paralysis” é o novo tema e single.


Concerto em Janeiro

16 Quartel do 11 - Setúbal  (Apresentação do EP Acústico)
17 Metal​point ou Armazém do Chá - Porto
23 Sabotage, Lisboa (Apresentação do EP Acústico) 

24 Bafo de Baco, Loulé 
28 - Stairway Club - Cascais 

29 - Vila Real - Club Vila Real

30- Ourense, El Pueblo (Espanha)

31 – Gijón (Espanha)



publicado por olhar para o mundo às 10:21 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

MARCO RODRIGUES - QUARTO...

Candymoon - Storytales, á...

AH Nuc Disponível nas lo...

TIO REX - novo álbum "Ens...

Kampton Squad Collective ...

Brito Ventura & Os Desali...

VIRGEM SUTA Estreiam "E...

Honorato edita compilação...

Richie Campbell edita álb...

Basic Black editam 1º álb...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
blogs SAPO
subscrever feeds