Terça-feira, 16.07.13

Camané

 

O próximo dia 19 de Julho marca a abertura da programação do Centro Cultural de Viana do Castelo.

 

Camané, nome incontornável do fado e da canção da nova geração de cantores, inicia o ciclo de espetáculos com um grande Concerto de Abertura do Centro Cultural de Viana do Castelo a partir das 22h00.

 

Com este evento, a Câmara Municipal de Viana do Castelo presta a sua homenagem ao grande poeta Pedro Homem de Melo, cujas poesias fazem parte do mais recente trabalho de Camané e, ao mesmo tempo, homenageia o Fado como Património Mundial.

 

Com uma carreira iniciada há mais de década e meia, Camané conquistou rapidamente um lugar muito próprio no clube restrito dos grandes intérpretes portugueses e, em particular, no difícil, exigente e concorrido mundo da chamada “canção nacional”, integrando o leque de fadistas intemporais, ao lado de Amália Rodrigues, Alfredo Marceneiro ou Carlos do Carmo.

 

Dono de uma voz, que o torna imediatamente reconhecível e inconfundível, e demonstrando uma rara sensibilidade musical, Camané continua a afirmar-se como uma voz única na arte de cantar o Fado sendo um dos fadistas mais aclamados a nível nacional e internacional.

 

Desde 1995 que os discos de Camané se tornam em grandes sucessos, todos eles com características próprias e bem definidas.

 

Em 2013, faz uma viagem na sua carreira musical editando o trabalho “O MELHOR 1995-2013 “ uma colectânea com alguns dos seus sucessos, mas que integra novos temas, inéditos e surpreendentes.


Gabinete do Presidente


Câmara Municipal de Viana do Castelo

 

Retirado de CM de Viana do Castelo



publicado por olhar para o mundo às 12:32 | link do post | comentar

Terça-feira, 18.06.13

 

Letra

 

É uma escada em caracol
E que não tem corrimão
Vai a caminho do Sol
Mas nunca passa do chão

Os degraus quanto mais altos
Mais estragados estão
Nem sustos nem sobressaltos
Servem sequer de lição

Quem tem medo não a sobe
Quem tem sonhos também não
Há quem chegue a deitar fora
O lastro do coração

Sobe-se numa corrida
Corre-se perigos em vão
Adivinhaste... é a vida
A escada sem corrimão



publicado por olhar para o mundo às 17:30 | link do post | comentar

Segunda-feira, 17.06.13

Camané

 

 

Os próximos concertos de camané serão em: 

 

- 21 Junho: Mértola   “Festas da Vila”

- 23 Junho : Madrid   “3ª Edição Festival de Fado “

- 29 de Junho : Porto  “Casa da Música “


O músico continua a apresentar o seu último trabalho "O Melhor 1995-2013" que foi editado em Espanha a 28 de Maio Passado.




publicado por olhar para o mundo às 18:42 | link do post | comentar

Segunda-feira, 29.04.13

 

Letra

 

Saudades trago comigo
Do teu corpo e nada mais
Pois a lei por que me sigo
Não tem pecados mortais

Talvez tu queiras saber
Porque em vida já estou morto
São apenas, podes crer,
As saudades do teu corpo

E tu que sentes por mim
Desde essa noite perdida
Sentes esse frio em ti
Que eu sinto na minha vida

Eu sei que o teu corpo
Há-de sentir a falta do meu
Por isso eu tenho a saudade
Que o meu corpo tem do teu




publicado por olhar para o mundo às 17:31 | link do post | comentar

 

Letra

 

Já quantas vezes
Te pedi que me esquecesses
Ou que ao menos não viesses
Não voltasses mais aqui
Pois tu não vês
Que o mau viver que tu me dês
Só pode ser por malvadez
E eu não espero mais de ti

 

Já quantas vezes
Te implorei por caridade
Que encobrisses a maldade
Que há-de ir sempre onde tu vais
Eu poderei ser um traidor
Fugir à lei do que amor
Sofrer bem sei
Mas prender-me nunca mais

 

Ainda agora
Eu bem sei que tu não gostas
Vou pedir-te de mãos postas
Que me dês o que era meu
Vagas paixões, meus tristes ais
Mil tentações e pouco mais
Do que ilusões
Que o amor…esse morreu



publicado por olhar para o mundo às 08:28 | link do post | comentar

Domingo, 21.04.13

 

Letra

 

Se estou só, quero não estar,
Se não estou, quero estar só,
Enfim, quero sempre estar
Da maneira que não estou.

Ser feliz é ser aquele.
E aquele não é feliz,
Porque pensa dentro dele
E não dentro do que eu quis.

A gente faz o que quer
Daquilo que não é nada,
Mas falha se o não fizer,
Fica perdido na estrada.




publicado por olhar para o mundo às 08:20 | link do post | comentar

Sexta-feira, 19.04.13

 

Letra

 

Ouvi dizer que o nosso amor acabou.
Pois eu não tive a noção do seu fim!
Pelo que eu já tentei,
Eu não vou vê-lo em mim:
Se eu não tive a noção de ver nascer um homem.
E ao que eu vejo,
Tudo foi para ti
Uma estúpida canção que só eu ouvi!
E eu fiquei com tanto para dar!
E agora
Não vais achar nada bem
Que eu pague a conta em raiva!
E pudesse eu pagar de outra forma!
Ouvi dizer que o mundo acaba amanhã,
E eu tinha tantos planos pra depois!
Fui eu quem virou as páginas
Na pressa de chegar até nós;
Sem tirar das palavras seu cruel sentido!
Sobre a razão estar cega:
Resta-me apenas uma razão,
Um dia vais ser tu
E um homem como tu;
Como eu não fui;
Um dia vou-te ouvir dizer:
E pudesse eu pagar de outra forma!
Sei que um dia vais dizer:
E pudesse eu pagar de outra forma!
A cidade está deserta,
E alguém escreveu o teu nome em toda a parte:
Nas casas, nos carros, nas pontes, nas ruas.
Em todo o lado essa palavra
Repetida ao expoente da loucura!
Ora amarga! ora doce!
Pra nos lembrar que o amor é uma doença,
Quando nele julgamos ver a nossa cura!



publicado por olhar para o mundo às 10:15 | link do post | comentar

Domingo, 31.03.13

Camané 

 

 

O MELHOR

1995-2013

 

 

Camané anuncia concertos em Guimarães, Lisboa e Porto e a edição de um novo álbum

 

Em 2013 celebramos a obra ímpar de um nome maior da música portuguesa.

 

Já em Abril, Camané apresenta um novo espectáculo: dia 27 de Abril no Centro Cultural Vila Flor em Guimarães, dia 30 de Abril no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém, em Lisboa e a 29 de Junho na Casa Da Música, no Porto.

 

Na semana do espectáculo em Lisboa, mais especificamente segunda-feira, 29 de Abril, Camané lança, através da EMI Music Portugal, um novo álbum intitulado “O Melhor | 1995-2013’, trabalho que reúne os grandes clássicos da sua carreira, desde o lançamento do primeiro álbum de originais de 1995, intitulado “Uma Noite De Fados”, até ao mais recente “Do Amor E Dos Dias”, de 2010.

 

O Melhor | 1995-2013’ traz-nos também alguns inéditos.

 

O single de apresentação é o tema, nunca antes gravado por Camané, “Ai Margarida”, de autoria de Mário Laginha com palavras de Álvaro de Campos. A estreia de “Ai Margarida” está agendada para o início de Abril.

 

Sem dúvida, grandes noticias para os apreciadores da melhor Musica Portuguesa.



publicado por olhar para o mundo às 22:14 | link do post | comentar

Quarta-feira, 13.03.13

Camané, Mário Laginha e irmãos Salomé na Aula Magna em homenagem a Álvaro Cunhal

Camané, Mário Laginha, Vitorino, Janita Salomé e Maria do Céu Guerra contam-se entre os participantes numa homenagem a Álvaro Cunhal, a realizar no próximo dia 23, na Aula Magna, em Lisboa, informou hoje o PCP.


Evocar a dimensão “intelectual, artística, humana e militante” do antigo líder do Partido Comunista Português (PCP) é, segundo um comunicado daquele partido político, o objetivo da iniciativa que decorre na Aula Magna da Universidade de Lisboa, em cuja faculdade de Direito o político se licenciou, em 1940, que se associa também à homenagem.

 

A cantora lírica Ana Maria Pinto, acompanhada ao piano por Joana Resende, o cantor Samuel, o locutor Cândido Mota, a Companhia de Dança de Almada, o fadista Hélder Moutinho, com Ricardo Pereira, os Cantadores do Redondo, que subirão ao palco com os irmãos Salomé, e os atores João Reis, José Wallenstein, Luísa Ortigoso e Rita Lello participam também sessão, que reúne personalidades da cultura, ciência, do trabalho, do ensino e do desporto.

 

O espetáculo seguirá um guião centrado nos momentos biográficos mais significativos da vida e ação de Álvaro Cunhal, ao longo dos seus 92 anos, lê-se no documento.

 

André Ramos e Yami, Joana Manuel, João Paulo Esteves da Silva, a Magna Tuna Apocaliscspiana, do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP), a atriz Teresa Gafeira, Sebastião Antunes, Tim, os Tocá Rufar, com Rui Júnior, a cantora Uxia, acompanhada ao piano por Paulo Borges, e Zeca Medeiros são outros dos participantes da sessão evocativa de Cunhal, a iniciar às 15:00 de sábado, 23 de março.

 

“Referência incontornável da luta pela liberdade, democracia, emancipação social e humana dos trabalhadores e dos povos”, Álvaro Cunhal foi “uma das figuras mais marcantes da sociedade portuguesa no século XX e passagem para o XXI”, acrescenta o comunicado dos comunistas.

 

O documento do PCP sublinha ainda a importância de Cunhal como “homem, intelectual e artista, com um apaixonado interesse por todas as esferas da vida”, assim como a atividade criativa que desenvolveu nas áreas da literatura, artes plásticas e reflexão sobre a estética e criação cultural.

 

Retirado do Sapo Música



publicado por olhar para o mundo às 22:32 | link do post | comentar

Quarta-feira, 20.02.13

Camané

 

 

CONCERTOS  CAMANÉ

 

23 fevereiro l sábado 21h30
Cineteatro Alba - Sala Principal

Em Albergaria a Velha

Preços Bilhetes:

12,5€; Utentes Cartão Sénior Municipal e Jovens SUB 23 – desconto de 2,5€

Passe Ciclo do Fado: 3 concertos  + prioridade na inscrição na Visita Cantada à Exposição FADO = 30€
Duração Espectáculo:     75 min. | M/ 6

 

Cineteatro Alba:

Alameda 5 de Outubro
3850-053
Albergaria-a-Velha
Tel.: 234 529 305
E-mail: ctalba@cm-albergaria.pt


Site: www.cineteatroalba.com
Facebook: www.facebook.com/CineteatroAlba

 

http://www.cineteatroalba.com/camane/

 

 

 

Destaques :

 

- 30 de Abril 2013 – Camané no CCB

Centro Cultural de Belém

 

Grande Auditório, 21.00h

Preço Bilhetes:    5€ - 18€

 

 

http://www.ccb.pt/sites/ccb/pt-PT/Programacao/Musica/Pages/Camaneabril2013.aspx



publicado por olhar para o mundo às 12:22 | link do post | comentar

Segunda-feira, 15.10.12

 

 

letra

 

Ela tinha uma amiga chamada Maria
Que era quem me atendia quando eu telefonava
Ela tinha uma amiga chamada Maria
A quem ela dizia para dizer que não estava

E quando eu insistia, e não desligava
Era sempre a Maria
Que me mentia e me consolava
E perguntava o que é que eu lhe queria

Ela tinha uma amiga chamada Maria
Que nunca sabia por onde ela andava
Ela tinha uma amiga chamada Maria
De quem se servia quando me enganava

E quando eu lá ia, e não a encontrava
Era sempre a Maria
Que me dizia que ela não tardava
Que me jurava que ela voltaria

Quando eu ia buscá-la, e a gente saía
Era sempre a Maria que nos animava
Quando eu a convidava, e ela não queria
Era com a Maria que eu sempre dançava

E quando eu inventava uma melodia
Era sempre a Maria
Que me aplaudia, e ela não ligava
E eu ficava a cantar prá a Maria

No cinema, no escuro, quando eu a beijava
Ela empalidecia, a Maria corava
Ela não me ligava e adormecia
E era com a Maria
Que eu conversava
E que eu ficava quase até ser dia

Ela tinha uma amiga chamada Maria
A quem ela dizia p’ra dizer que não estava
Até que outro dia ela me telefonou
E eu disse: Maria...
E eu disse: Maria!
E eu disse: “Maria, vai dizer que eu não estou!”


Letra: Manuela de Freitas
Música: José Mário Branco



publicado por olhar para o mundo às 08:31 | link do post | comentar

Sexta-feira, 12.10.12

 

 

Letra

 

CONCEIÇÃO

ELA NÃO ENTRA NO CAFÉ SOZINHA 
TEM UM BLOQUEIO UM MODO DE SER 
ELA TEM UM RECEIO DO QUE POSSAM DIZER 
QUE ALGUÉM LHE PASSOU QUANDO ERA MENINA 
E COMO COISAS BOAS NUNCA NINGUÉM ENSINA 
ELA CORA POR TUDO E POR NADA

 

CONCEIÇÃO

 

OLHOS NOS OLHOS OLHOS NO CHÃO 
QUALQUER COISA A EMBARAÇA 
ESSA CONCEIÇÃO 
NÃO SEI QUE LHE FAÇA 
E É UMA PENA QUE AQUELE CORPO 
É TODO LUME LENHA DE ARDER 
MESMO A PEDIR MÃO DE MEXER ... 
O AMOR ENVIOU-ME, SOU SEU MISSIONÁRIO 
VIM MUDAR A TUA SINA 
AREJAR O TEU CORAÇÃO 
GUARDADO EM NAFTALINA

 

CONCEIÇÃO

 

Este é um dos temas do novo álbum, “Rui Veloso e Amigos" que será editado na segunda quinzena de Novembro. 
Acompanhe o Rui Veloso no Facebook: www.facebook.com/rui.veloso.oficial



publicado por olhar para o mundo às 23:00 | link do post | comentar

Quinta-feira, 07.06.12

 

Letra

 

Ouvi o texto muito ao longe
era o teu corpo na demanda
não me parecia escrito hoje
mas hoje quis tarefa branda
a de curar a ferida ao sol
no claro-escuro da varanda.

E só depois
para já depois, ao certo
mas fiz ao corpo teu por perto
ouvindo o texto muito ao longe
escrevinhando o sol bate hoje
cartas de amor como o sol manda
vermelho caixa aço pintado
destinatário demasiado
na virtual ida ao deserto.
Escrevi ao corpo teu por perto
na quente pelo como o sol manda
real regresso do deserto
a tua pele muito ao de longe
era o meu texto na demanda
não me parecia escrito hoje.

Ouvi o texto muito ao longe
não me parecia escrito hoje.

Sérgio Godinho



publicado por olhar para o mundo às 08:55 | link do post | comentar

Terça-feira, 20.12.11

 

Letra

 

Se às vezes numa rua no lugar

eu penso que um dia hei-de morrer

sei que tudo o que tenho vou deixar

aqui onde hoje estou deixo de estar

e tudo quanto sou deixo de ser

 

medo da morte não consigo ter

mas outros mais humanos e banais

medos que a gente tem mesmo sem querer

como o medo que eu tenho de morrer

 

só por querer viver um pouco mais

se consigo a meu modo estar no céu

mesmo vivendo neste chão de inverno

se apenas sou árvore que cresceu

no espaço e no tempo que é o meu

para que havia eu de ser eterno

 

mas como as minhas cinzas vão ficando

debaixo de uma pedra de jardim

meu amor tu sabes onde me encontrar 

e uma flor sobre a pedra vais deixar

de cada vez que lembrares de mim

de cada vez que te lembrares de mim



publicado por olhar para o mundo às 08:57 | link do post | comentar

 

O fado 'Já não estar', interpretado por Camané no documentário 'José & Pilar', de Miguel Gonçalves Mendes, foi pré-seleccionado para o Óscar de 'melhor canção original', anunciou hoje a Academia que atribui os prémios.

 

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos anunciou a lista de 39 temas candidatos a uma nomeação para o Óscar de 'melhor canção original' e o fado Já não estar, com letra de Manuela de Freitas e música de José Mário Branco, interpretado por Camané, foi seleccionado.

 

O fado integra o documentário José & Pilar, que Miguel Gonçalves Mendes fez sobre o escritor português, Nobel da Literatura em 1998, sobre o processo criativo, sobre a relação com a mulher, Pilar del Río, com os leitores e com o mundo.

 

Grande parte da banda sonora do filme português foi composta por David Santos (noiserv), mas inclui ainda temas interpretados por Camané, Paco Ibañez, Pedro Granato ou Adriana Calcanhotto, e já foi editada em CD.

 

A pré-selecção desta canção acontece semanas depois do Fado ter sido considerado Património Imaterial da Humanidade pela UNESCO.

 

A academia divulgou ainda a lista das 265 longas-metragens aceites para uma possível nomeação para o Óscar de 'Melhor Filme', e dela faz parte o documentário de José & Pilar, por cumprir os requisitos, como ter tido estreia comercial nos Estados Unidos e ter estado pelo menos sete dias consecutivos em cartaz.

 

O documentário é ainda o candidato de Portugal a uma nomeação para o Óscar de 'Melhor Filme Estrangeiro'.

 

A 84.ª edição dos Óscares decorrerá a 26 de Fevereiro em Los Angeles, Califórnia, mas os nomeados serão divulgados a 24 de Janeiro.

 

Retirado do Sol



publicado por olhar para o mundo às 08:35 | link do post | comentar

Sexta-feira, 02.12.11
Letra
????


publicado por olhar para o mundo às 13:25 | link do post | comentar

Sábado, 19.11.11

Nancy Vieira e Camané juntos em grande concerto

 

O festival “Rotas & Rituais” deu ontem, 18 de Novembro, continuidade ao seu programa através da realização de um concerto de Nancy Vieira. Numa noite chuvosa e de grande temporal, na sala 1 do Cinema São Jorge o clima manteve-se quente com a musicalidade e a vivacidade dos temas interpretados pela cantora cabo-verdiana. 

 

Acompanhada por uma banda composta por cinco músicos que emanam alegria enquanto tocam, Nancy Vieira cantou as tão típicas “mornas” cabo-verdianas do seu repertório. Músicas que possuem também alguns traços de samba e que, através da doçura e da subtileza com que são interpretadas pela cantora, ganham a capacidade de transmitir uma agradável sensação de felicidade ao espectador. 

 

Num festival que pretende promover o contacto de artistas portugueses com outros provenientes de países de língua oficial portuguesa, Camané foi o convidado especial de Nancy Vieira para este concerto. O fadista português subiu ao palco para interpretar um dueto com a cantora cabo-verdiana e, logo de seguida, cantou a solo o tema de Nancy Vieira “É morna”, numa actuação incaracterística onde se fez notar um ligeiro toque de fadista. 

 

O “Rotas & Rituais” desenrola-se até dia 20 de Novembro no São Jorge com cinema e espectáculos musicais. Hoje, 19 de Novembro, o cantor cabo-verdiano Mirri Lobo convida Rui Veloso para um concerto que promete ser memorável. 

 

Via HardMúsica



publicado por olhar para o mundo às 10:30 | link do post | comentar

Quinta-feira, 16.06.11
José Mário Branco e Camané cantam os poetas portugueses
José Mário Branco e Camané abrem hoje o Festival Silêncio, em Lisboa, com um espectáculo em que interpretarão poemas de Ruy Belo, Sophia de Mello Breyners Andersen, Fernando Pessoa ou Natália Correia.

Em Música de Palavra(s), no cinema São Jorge, os músicos José Mário Branco e Camané interpretação repertório de ambos, com novas versões e arranjos feitos a pensar no Festival Silêncio, disse à Lusa fonte da produção.

 

A acompanhá-los estarão o contrabaixista Carlso Bica, o guitarrista José Peixoto e o pianista Filipe Raposo.

 

A base do espectáculo é a palavra, a poesia portuguesa, com uma nova abordagem, tendo sido incluídos ainda textos de David Mourão-Ferreira, Antero de Quental e Manuela de Freitas.

 

A terceira edição do Festival Silêncio estender-se-á até ao dia 25 nas três salas do cinema são Jorge e no Musicbox, em Lisboa, e este ano reforça a ligação da palavra e do silêncio à música e à literatura, cruzando as duas áreas em espectáculos encomendados para o evento.

 

Além do espectáculo de abertura, também o de encerramento foi encomendado pela organização: no dia 25 Moradas do Silêncioterá uma homenagem ao poeta Al Berto com Sérgio Godinho, JP Simões, João Peste, Rui Reininho e Noiserv, projeto de David Santos.

 

Lee Ranaldo, guitarrista dos Sonic Youth, terá uma actuação despoken word no domingo no Musicbox, e o histórico jamaicano Linton Kwesi Johnson, poeta e fundador da dub poetry, apresenta-se no dia 22 no cinema São Jorge.

 

Sobre a palavra na literatura, haverá Conversas do silêncio que desafiarão escritores portugueses e estrangeiros no mesmo palco.

 

Foram convidados Afonso Cruz, José Eduardo Agualusa, João Tordo, Richard Zimler e também Zoran Zivkovic, autor sérvio de A Biblioteca que apresentará em Lisboa O último livro, e a escritora francesa Maylis de Kérangal, autora do romance Nascimento de uma ponte, Prémio Medicis 2010.

 

Via Sol



publicado por olhar para o mundo às 21:50 | link do post | comentar

Domingo, 29.05.11

 

Pontos negros

 

 

Para além dos convidados especiais, Jorge Cruz e Camané, Os Pontos Negros prometem ainda apresentar em primeira-mão algumas das novas canções que têm estado a preparar.

A propósito do espectáculo especial no Musicbox, Os Pontos Negros, que se chamam no colectivo, Jónatas Pires, David Pires, Filipe Sousa, Silas Ferreira deixam escapar algumas palavras sobre o que seria o seu conerto:

"Quando se canta «Lisboa, não passas deste Inverno», é com o desejo de que o rigor da estação prepare os corações e os corpos da cidade do Tejo para receber a estação que se segue. Os Pontos Negros sobreviveram-lhe. E Lisboa, até ver, também.

Depois de já terem passado pelo Estádio do Restelo, Santiago Alquimista, Salas 1 e 2 do Cinema S. Jorge, Europa, Cabaret Maxime, Lounge, Sociedade Guilherme Cossoul, entre outros locais, no dia 27 de Maio regressam ao local onde ocorreu um dos concertos de melhor memória. No Musicbox, local do lançamento de «Magnífico Material Inútil» em 2008, a noite voltará a ser de festa, para mostrar uma banda em ainda melhor forma. É quase um regresso à Rocky Balboa, mas com os punhos em fúria de Mike Tyson.

Abrindo uma excepção, Os Pontos Negros têm muito gosto em anunciar que Jorge Cruz (Diabo Na Cruz, O Pequeno Aquiles, Ex-Superego), bom amigo, produtor de «Pequeno Almoço Continental» e autor de algumas das mais badaladas canções que percorreram as ondas hertzianas em 2010 e 2011, será convidado de honra e terá uma participação que todos antecipamos como sendo condizente com a enorme festa que se prevê.

Como se não bastasse, haverá também oportunidade para mostrar frutos recentes do trabalho da banda. Porque no regresso a casa, é preciso mostrar serviço."

 

Via HardMusica



publicado por olhar para o mundo às 16:01 | link do post | comentar

Terça-feira, 17.05.11
Iniciativa inédita para promover a candidatura do Fado a Património da Humanidade da Unesco
Iniciativa inédita para promover a candidatura do Fado a Património da Humanidade da Unesco (DR)
O fadista Camané vai apresentar esta quarta-feira um concerto inédito e exclusivo na página do Facebook da Candidatura do Fado a Património da Humanidade.

O concerto, marcado para as 21 horas, pretende assinalar o fim da exposição que esteve patente entre Fevereiro e Maio no Museu do Fado. Para a ocasião, Camané preparou um reportório diferente do que habitualmente apresenta.

“Memória”, a actuação que o fadista criou em especial para a ocasião, revisitará fados antigos de vultos como Alfredo Marceneiro, Carlos do Carmo, Maria Teresa de Noronha, Lucília do Carmo e Carlos Ramos.

Esta foi a forma que Camané encontrou para apoiar a Candidatura do Fado a Património da Humanidade, da Unesco, uma iniciativa da Câmara Municipal de Lisboa, que conta com o apoio da Alto Patrocínio da Presidência da Republica.

A candidatura do Fado a Património da Humanidade foi oficializada no final do mês de Janeiro, numa cerimónia realizada no Teatro São Luiz em Lisboa. Desde aí que são vários os fadistas portugueses que têm apoiado e divulgado esta iniciativa.

A página onde o concerto vai ser transmitido pode ser vista aqui.

 

Via Público



publicado por olhar para o mundo às 18:55 | link do post | comentar

Quarta-feira, 13.04.11

 

 

Letra

 

Partiste sem dizer adeus nem nada
Fingiste a culpa era toda minha
Disseste que eu tinha a vida estragada
E eu gritei-te da escada que fosses morrer sozinha


Voltaste e nem desculpa pediste
Perguntaste porque é que eu tinha chorado
Não respondi, mas quando vi que sorriste
Eu disse que estava triste porque tu tinhas voltado

 

Zangada esvaziaste o meu armário
E em nada ficou meu disco preferido
De raiva rasguei o teu diário, virei teu saco ao contrário, dei-te cabo do vestido
Queimaste o meu jantar favorito
Deixaste o meu champanhe azedar
E quando cozinhei o periquito para abafar o teu grito, eu comecei a cantar...

 

Fumavas e eu nem suportava o cheiro
Teimavas em me acender um cigarro
E quando tu me ofereceste um isqueiro
Atirei-te com o cinzeiro, escondi as chaves do carro
Não queria que visses televisão em dia de jogos de Portugal
Torcias contra a nossa selecção, se eu via um filme de acção tu mudavas de canal

 

Tu querias que eu fosse contigo ao bar
Só ias se eu não entrasse contigo
Sai-a para não ter de te aturar, tu ficavas a dançar com o meu melhor amigo
Gozavas porque eu não queria beber

Ralhavas ao ver-me de grão na asa
Eu ia a festa sem te dizer, nunca cheguei a saber, se tu ficavas em casa

 

Tu deste ao porteiro roupa minha
Soubeste que lhe dera o teu roupão
Eu dei o teu anel á vizinha pela estima que lhe tinha
Ofereceste-lhe o meu cão
Foste lendo o teu romance de amor
Sabendo que eu não gostava da historia
No dia de o mandares para o editor, fui ao teu computador
Apaguei-o da memoria.


Se cozinhavas eu jantava sempre fora
Juravas que eu havia de paga-las
Aqui na rua dizias-me a toda a hora que quando eu me fui embora
Tu ficaste-me com as malas
Depois desses anos infernais
Os dois éramos caso arrumado
Achando que também era de mais
Juramos para nunca mais, foi cada um para seu lado.

 

No escuro tu insiste que eu não presto
Eu juro que falta a parte melhor
O beijo acaba com o teu protesto, amanha conto-te o resto
Boa noite meu amor!

 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 07:59 | link do post | comentar

Sexta-feira, 04.03.11

 

 

 

Letra

 

A vida vai torta
Jamais se endireita
O azar persegue
Enconde-se à espreita

Nunca dei um passo
Que fosse o correcto
Eu nunca fiz nada
Que batesse certo

(Refrão)
Enquanto esperavas no fundo da rua
Pensava em ti e em que sorte era a tua
Quero-te tanto...(quero-te tanto)
Quero-te tanto...(quero-te tanto)

De modo que a vida
É um circo de feras
E uns entre tantos
São as minhas feras

Nunca dei um passo
Que fosse o correcto
Eu nunca fiz nada
Que batesse certo

(Refrão)
Enquanto esperavas no fundo da rua
Pensava em ti e em que sorte era a tua
Quero-te tanto...(quero-te tanto)
Quero-te tanto...(quero-te tanto)

 



publicado por olhar para o mundo às 08:03 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

CAMANÉ APRESENTA INFINITO...

Maria Ana Bobone, Mariza ...

Camané - A Cantar É Que T...

Camané - Mais Um Fado No ...

Camané - Lume

Abandono · Camané

Meu Limão De Amargura (Me...

Cordeone & Camané - Comp...

Camané - Chega-se a Este ...

Rui Veloso e Camane - Con...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Letra e música do SiulProdução do Siul Sotnas e Mi...
que puta de letra fdx
Epá, o que é isto?Borrei-me todo com este "Mal des...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds