Quinta-feira, 18.02.16

 

ANA MOURA

Estreia no Olympia com lotação esgotada



Mais de 1 milhão de visualizações do vídeo "Dia de Folga"

A dois dias de estrear as canções do mais recente álbum em palcos internacionais,Ana Moura recebe a notícia de que o fará para uma sala completamente lotada. Dia 19 de fevereiro, o mítico Olympia em Paris abre a TOUR Mundial de "Moura", o disco que foi editado no início deste mês em França. Esta é a primeira vez que Ana Moura se apresenta nesta sala e o maior concerto, em nome próprio, que dará em Paris. 

No final da semana passada, a fadista esteve em destaque na televisão francesa, na France 2
"Dia de Folga", o primeiro single extraído de "Moura", atualmente, um dos três temas nacionais mais tocados na rádio nacional, ultrapassou 1 milhão de visualizações no canal da artista no VEVO. Será aqui que também estreará, no início de Março, o vídeoclip de "Tens os Olhos de Deus", o tema composto por Pedro Abrunhosa e que será o segundo single de "Moura".

Ana Moura parte no dia seguinte para o Luxemburgo, para dois concertos também esgotados. Da TOUR MOURA destacam-se ainda os concertos em Londres, dia 19 de Abril, no Cadogan Hall, que se encontra muito perto de esgotar e a 26 de Abril no prestigiado Carnegie Hall, em Nova Iorque.

Em Portugal, a digressão começa em Guimarães, a 12 de Março, passa pela MEO Arena, em Lisboa dia 9 de Abril e termina, nesta primeira fase, com dois concertos no Coliseu do Porto, a 15 e 16 de Abril. Todas as datas para consultar aqui.


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 01.02.16

 

ANA MOURA

"Moura" com edição internacional em Fevereiro

 

"Moura", o mais recente álbum de Ana Moura, será editado internacionalmente através da Universal Music no próximo mês de fevereiro. França será o primeiro território a lançar o álbum, o qual chegará às lojas no dia 5 de fevereiro, a tempo do concerto que a fadista dará no mítico Olympia, em Paris, no dia 19 de fevereiro, praticamente esgotado.

A partir de 26 de fevereiro, seguir-se-ão todos os outros territórios, em muitos dos quais já se encontram anunciados concertos como parte da digressão mundial de "Moura". Ana Moura segue de Paris para dois concertos no Luxemburgo, o primeiro dos quais já esgotado. Passa ainda pela Alemanha, Suíça, Áustria, Reino Unido, Roménia e Estados Unidos, tendo concertos marcados em cidades como Boston e Nova Iorque, onde atua no Carnegie Hall.

"Moura" foi editado em Portugal a 27 de novembro e ultrapassou, em apenas 15 dias, a fasquia de Galardão de Platina. Este será o segundo álbum de Ana Moura editado internacionalmente pela Universal Music, sucedendo a "Desfado", o qual vendeu cerca de 40 mil unidades sem contar com o território português.

Em Portugal, Ana Moura tem já anunciadas várias datas, com destaque para os 3 concertos agendados em Faro, os dois concertos no Coliseu do Porto e a Meo Arena, em Lisboa. A digressão completa para ver aqui.



publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Sábado, 23.01.16


ANA MOURA

Anuncia concertos extra da tour Moura



Após esgotar o segundo concerto em Faro, Ana Moura anuncia hoje o terceiro espetáculo no Teatro das Figuras, dia 4 de Abril. O Coliseu do Porto vai também receber a artista por duas noites: com os bilhetes quase esgotados para o concerto de 16 de Abril, é hoje anunciada uma segunda data, a 15 de Abril. Ana Moura passa ainda pelo Pavilhão Multiusos de Guimarães no dia 12 de Março, a Arena de Évora a 1 de Abril, que também se encontra quase esgotada, e a MEO Arena, em Lisboa, no dia 9 de Abril, que está prestes a preencher metade da sua lotação.
 
Neste primeiro semestre de 2016 a digressão mundial de "Moura" percorre a Europa e a América do Norte. O primeiro espectáculo além-fronteiras decorre em Paris, no Olympia, e encontra-se quase esgotado. Ana Moura segue depois para dois concertos no Luxemburgo, o primeiro dos quais já esgotado. Passa ainda pela Alemanha, Suíça, Áustria, Roménia e Estados Unidos, tendo concertos marcados em cidades como Boston e Nova Iorque, onde actua no Carnegie Hall. 

Recorde-se que "Desfado", o álbum anterior de Ana Moura, atingiu a quíntupla platina, tornando-se no álbum mais vendido desta década, em Portugal. O mais recente álbum de originais "Moura" foi lançado a 27 de Novembro de 2015 e chegou à platina em apenas duas semanas, mantendo-se nos lugares cimeiros do top nacional de vendas desde então. 

19 FEV > Paris, Olympia FRA
20 FEV > Luxemburgo, Casino 2000 LUX
21 FEV > Luxemburgo, Casino 2000 LUX
27 FEV > Bucareste, Sala Palatului ROM
28 FEV > Cluj-Napoca, Sala Polivalenta ROM
12 MAR > Guimarães, Multiusos
01 ABR > Évora, Arena D´Évora
02 ABR > Faro, Teatro das Figuras ESGOTADO
03 ABR > Faro, Teatro das Figuras ESGOTADO
04 ABR > Faro, Teatro das Figuras
09 ABR > Lisboa, Meo Arena
15 ABR > Porto, Coliseu
16 ABR > Porto, Coliseu


publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Sábado, 19.12.15

 

Letra

 


É lenda, na mouraria
Que grande riqueza havia
Por uma moura guardada
Um dia alguém perguntou-me
Se a moura que há no meu nome
É essa moura encantada

Não sei, só sei que me dou
E me esqueço de quem sou
Como num sono profundo
E nos sonhos que vou tendo
Eu adivinho e desvendo
Todos os sonhos do mundo

A minha voz, de repente
É a voz de toda a gente
De tudo o que a vida tem
Quando a noite chega ao fim
Vou à procura de mim
E não encontro ninguém

Não sei se é lenda ou se não
Se é encanto ou maldição
Que às vezes me pesa tanto
Sei que livre ou condenada
E sem pensar em mais nada
Eu fecho os olhos e canto

Serei talvez encantada
E sendo assim tudo e nada
Eu fecho os olhos e canto

 

letra: Manuela De Freitas
música: Alfredo Marceneiro (Fado Cravo)

 

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 18.12.15

 

Letra

 

Faltam palavras

P'ra loucura do momento,

Alguém mentiu no juramento,

Alguém nos trouxe este pesar.

Salvem as pratas

Pela porta do jumento,

Já não temos muito tempo

E ainda havemos de dançar. 

 

Não houve balas, 

Nem vontade de atirá-las,

Não faltam bate-palas

A quem nos traz tanto penar.

Houve promessas 

E agora faltam peças, 

Levam louças e sanefas, 

Cuidado, querem voltar!

 

Agora é que é, 

Agora é que é!

Ou fazemos malas

Ou fazemos marcha à ré.

Agora é que é, 

Agora é que é!

Ide lá buscá-las

E quem caiu ponha-se em pé! 

 

Houve canasta

E uma gente muito casta, 

Um ar sisudo é quanto basta

(P’ra) Cair nas graças da vizinha.

Vinham de fato

Engomado na gravata, 

À mesa com quatro facas

E uns alarves na cozinha.

 

E houve festa 

De gente que se detesta, 

Eu não tenho um T na testa, 

Que bem os via na vidinha.

Foi-se a saúde

Com os galãs de Hollywood,

Maracas e alaúde, 

E agora toca a dançar!

 

Agora é que é, 

Agora é que é!

Ou fazemos malas

Ou fazemos marcha à ré.

Agora é que é, 

Agora é que é!

Ide lá buscá-las

E quem caiu ponha-se em pé! 

 

Já não me lembro, 

Se foi num dia de Setembro, 

Já nem sei se era membro,

Ou se lá estava por azar!. 

Abram as comportas,

Que frio vem dessa porta,

Tanta gente a dar a volta

E o Baile vai começar!  

 

Agora é que é, 

Agora é que é!

Ou fazemos malas

Ou fazemos marcha à ré.

Agora é que é, 

Agora é que é!

Ide lá buscá-las

E quem caiu ponha-se em pé! 

 

Veio a Justiça, 

Chegou à cavalariça

Ao cavalo ninguém atiça,

Não vá o chão empinar.

Fizeram frete

De apreender o canivete,

Com o sabre ninguém se mete, 

Há tanta história p'ra contar.

 

Chegou a fome

De tirar a quem não come, 

De vender até o nome

Por tuta e meia e um jantar.

Virar faisões,

Comprar porta-aviões, 

Vou ali contar tostões, 

Ai que vontade de mandar!

 

Agora é que é, 

Agora é que é!

Ou fazemos malas

Ou fazemos marcha à ré.

Agora é que é, 

Agora é que é!

Ide lá buscá-las

E quem caiu ponha-se em pé!

 

Letra e música de Pedro Abrunhosa



publicado por olhar para o mundo às 17:13 | link do post | comentar

Domingo, 13.12.15


ANA MOURA

Platina para Moura em duas semanas



"Moura, trabalho vagamente conceptual e biográfico, mostra-a em pico de forma e confiança, pilotando com segurança uma nave alicerçada em temas de Miguel Araújo. Márcia e Pedro da Silva Martins (…)mas também de Jorge Cruz, Samuel Úria ou José Eduardo Agualusa"  4****
Lia Pereira, in Blitz, 1 de dezembro, 2015

"Moura: um disco livre onde o fado coabita com os mais diversos estímulos. Ou, como ela nos diz: "Sou uma mistura e este disco também é isso"" 4****
Vitor Belanciano, in Ípsilon, 20 de novembro, 2015

"Moura não é um álbum de fado, de rock, de world, disto ou daquilo… É um excelente álbum de "música"… tão simples e singelo, tão linear e tão óbvio, tão objectivo e verdadeiro quanto isto. Um álbum maravilhosamente cantado." 4****
António Pires, in Time Out, 2 de dezembro, 2015

"Três anos depois de Desafado, o disco mais vendido em Portugal nos últimos dez anos, Ana Moura está de regresso com um álbum, Moura, em que volta a alargar horizontes, os seus e os do próprio fado, mesmo quando recusa esta pretensão."
Miguel Judas, in Visão, 26 de novembro, 2015 

"Provavelmente, nunca o fado terá sido tão sensual quanto o é com Ana Moura. O seu canto é atraente, sedutor e charmoso. "Moura" segue o caminho da desconstrução do fado iniciado em 'Desfado', mas consegue ser ainda mais ousado."  5*****
In Correio da Manhã, 5 de dezembro, 2015
À venda desde 27 de Novembro, "Moura", o 6.º álbum de estúdio de Ana Moura,acaba de atingir o Galardão Disco de Platina. "Dia de Folga", o primeiro single retirado do novo álbum é um dos temas mais tocados nas rádios nacionais. O videoclip, estreado no inicio de dezembro no canal VEVO da artista, conta com mais de 170 mil visualizações e pode ser visto aqui.
 
Ana Moura já anunciou a primeira fase da sua digressão mundial, a qual passará por algumas das salas mais emblemáticas do Mundo, casos do Olympia em Paris ou do Carnegie Hall, em Nova Iorque. Em Portugal estão marcadas 5 datas: no dia 12 de Março, no Pavilhão Multiusos de Guimarães; 1 de Abril na Arena D'Évora; 2 de Abril no Teatro das Figuras, em Faro. Em Lisboa, o concerto acontece a 9 de Abril, na maior sala do país, a MEO Arena. Este ciclo termina com um concerto noColiseu do Porto, no dia 16 de Abril.


publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Terça-feira, 01.12.15

 

 

Letra

 

O meu amor foi para o Brasil nesse vapor
Gravou a fumo o seu adeus no azul do céu
Quando chegou ao Rio de Janeiro
Nem uma linha escreveu
Já passou um ano inteiro

 

Deixou promessa de carta de chamada
Nesta barriga deixou uma semente
A flor nasceu e ficou espigada
Quer saber do pai ausente
E eu não lhe sei dizer nada

Anda perdido no meio das caboclas
Mulheres que não sabem o que é pecado
Os santos delas são mais fortes do que os meus
Fazem orelhas moucas do peditório dos céus
Já deve estar por lá amarrado
Num rosário de búzios que o deixou enfeitiçado

O meu amor foi seringueiro no Pará
Foi recoveiro nos sertões do Piauí
Foi funileiro em terras do Maranhão
Alguém me disse que o viu
Num domingo a fazer pão

O meu amor já tem jeitinho brasileiro
Meteu açúcar com canela nas vogais
Já dança forró e arrisca no pandeiro
Quem sabe um dia vem
Arriscar outros carnavais

Anda perdido no meio das mulatas
Já deve estar noutros braços derretido
Já sei que os santos delas são milagreiros
Dançam com alegria no batuque dos terreiros
Mas tenho esperança de que um dia a saudade bata
E ele volte para os meus braços caseiros

Está em São Paulo e trabalha em telecom
Já deve ter “doutor” escrito num cartão
À noite samba no “Ó do Borogodó”
Esqueceu o Solidó, já não chora a ouvir Fado
Não sei que diga, era tão desengonçado
Se o vir já não quero, deve estar um enjoado

 

 Letra de Carlos Tê



publicado por olhar para o mundo às 21:14 | link do post | comentar | ver comentários (4)

Sábado, 28.11.15

 


ANA MOURA

"Moura" chega hoje às lojas com Galardão de Ouro



"Moura", o tão aguardado novo disco de Ana Moura, chegou hoje às lojas, saindo diretamente galardoado com a marca de Disco de Ouro. O 6.º disco de Ana Moura sucede a "Desfado", o disco mais vendido dos últimos anos em Portugal.
 
"Um grande dom de Ana Moura é transformar em fado todos os universos musicais que carrega dentro de si." Miguel Judas, em Visão, 26 de novembro

"Moura: um disco livre onde o fado coabita com os mais diversos estímulos." 4/5 Vitor Belanciano, em Ípsilon, Público, 20 de novembro

O videoclip de "Dia de Folga", o primeiro single retirado do novo álbum, tem estreia agendada para o início da próxima semana no canal VEVO de Ana Moura.

Ana Moura vai apresentar "Moura" numa nova digressão mundial em 2016, que irá passar por algumas das maiores e mais prestigiadas salas do mundo como o míticoOlympia, em Paris, dia 19 de fevereiro ou o lendário Carnegie Hall, em Nova Iorque, a 26 de abril. Em Portugal, "Moura" será apresentado nas maiores salas de norte a sul do país, como a MEO Arena, em Lisboa a 9 de Abril e o Coliseu do Porto, a 16. Todas as datas aqui.


publicado por olhar para o mundo às 12:03 | link do post | comentar | ver comentários (1)

 

letra

 

Quando o tempo for remendo,
Cada passo um poço fundo
E esta cama em que dormimos
For muralha em que acordamos,
Eu seguro
E o meu braço estende a mão que embala o muro.

Quando o espanto for de medo,
O esperado for do mundo
E não for domado o espinho 
Da carne que partilhamos,
Eu seguro.
O sustento é forte quando o intento é puro.

Quando o tempo eu for remindo,
Cada poço eu for tapando
E esta pedra em que dormimos
Já for rocha em que assentamos,
Eu seguro.
Deixo às pedras esse coração tão duro.

Quando o medo for saindo
E do mundo eu for sarando
Dessa herança eu faço o manto 
Em que ambos cicatrizamos 
E seguro.
Não receio o velho agravo que suturo. 

Abraços rotos, lassos,
Por onde escapam nossos votos.
Abraso os ramos secos, 
Afago, a fogo, os embaraços
E seguro,
Alastro essa chama a cada canto escuro.

Quando o tempo for recobro,
Cada passo abraço forte
E o voto que concordámos
É o amor em que acordamos,
Eu seguro:
Finco os dedos e este fruto está maduro.

Quando o espanto for em dobro,
o esperado mais que a morte,
Quando o espinho já sarámos
No corpo que partilhamos,
Eu seguro.
O que então nascer não será prematuro.

Uníssonos no sono,
O mesmo turno e o mesmo dono,
Um leito e nenhum trono.
Mesmo que brote o desabono
Eu seguro,
Que o presente é uma semente do futuro.

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 19.11.15

ana moura.jpg

 


ANA MOURA

Anuncia digressão mundial



"Moura" apresentado nas maiores salas do país

Em 2016 Ana Moura parte em digressão com o seu 6.º disco de originais, "Moura", tendo sido hoje anunciada a primeira etapa nacional desta tour, com 5 concertos nas maiores salas do país. Os bilhetes estão disponíveis nos locais habituais.

É no berço de Portugal que decorre o primeiro espectáculo, no dia 12 de Março, no Pavilhão Multiusos de Guimarães. A 01 de Abril a digressão ruma a sul, apresenta-se na Arena D'Évora e, no dia seguinte, no Teatro das Figuras, em Faro. Em Lisboa, o concerto acontece a 09 de Abril, na maior sala do país, a MEO Arena. Este ciclo termina com um concerto no Coliseu do Porto, no dia 16 de Abril

"Moura" é o disco de consagração de Ana Moura e será apresentado um pouco por todo o mundo. A Europa e a América do Norte são os primeiros continentes a receber esta nova digressão, com concertos marcados na Áustria, Suíça, Alemanha ou França, onde se apresenta em Paris, no dia 19 de Fevereiro, no mítico Olympia. No outro lado do atlântico, nos Estados Unidos da América, Ana Moura já tem concertos marcados, entre outros, em São Francisco, Boston ou Nova Iorque, cidade em que actua no lendário Carnegie Hall.
 
Ultrapassada a marca dos 300 concertos, Ana Moura actua este sábado em Sydney, na Austrália, num espectáculo ainda integrado na digressão mundial de "Desfado", que termina no dia 4 de Dezembro, na Estónia. "Desfado" é o disco mais vendido da década e atingiu recentemente o galardão de Quíntupla Platina.

"Moura" é editado no dia 27 de novembro. A Fnac tem, em exclusivo, uma edição especial, com dois temas extra. Na pré-compra, os fãs recebem uma réplica da capa, assinada por Ana Moura e numerada, numa edição limitada às 1000 unidades. O novo disco de Ana Moura pode também ser encomendado no iTunes. No ato imediato da compra, os fãs recebem o primeiro single do disco, o tema de Jorge Cruz, "Dia de Folga", que já toca em todas as rádios nacionais. Até dia 27 de novembro, serão ainda disponibilizados mais duas músicas novas: "Ai Eu", o tema de Pedro da Silva Martins e Luís José Martins (18/11) e "Moura Encantada", um dos fados tradicionais incluídos no disco, com Manuela de Freitas a escrever sob o Fado Cravo (25/11). 

Ver datas aqui.


publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 12.11.15


ANA MOURA

Novo álbum "Moura" é editado dia 27 de novembro



Pré-vendas disponíveis a partir de hoje

"Moura" é o nome escolhido para intitular o 6.º álbum de estúdio de Ana Moura. Uma escolha que evidencia o cunho pessoal que Ana Moura tem dado a todos os detalhes que envolvem este trabalho e que se revê no lettering do disco, que aqui aparece como uma assinatura. "Moura" é também o título da canção que encerra o disco, com letra do escritor José Eduardo Agualusa e música do artista angolano Toty Sa'Med.

Outra das novidades hoje reveladas é o dueto de Ana Moura com Omara Portuondono tema "Eu Entrego", de Edu Mundo. "Dia de Folga", da autoria de Jorge Cruz, foi o primeiro avanço do novo álbum e já toca nas rádios nacionais. 

Ficou hoje também disponível no VEVO, o primeiro dos quatros webisódios previstos até ao lançamento do álbum, com imagens da gravação do disco em Los Angeles, EUA, e uma breve entrevista a Ana Moura, em que desvenda um pouco mais do novo álbum. Para ver aqui.

Com data de edição prevista para dia 27 de novembro, "Moura" está, a partir de hoje, disponível em pré-venda
 

 



publicado por olhar para o mundo às 19:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 05.11.15

 

ana moura.jpg

 


ANA MOURA

"Dia de Folga" é o 1.º single do novo disco

 

 
Com estreia mundial marcada para hoje nas plataformas digitais e com distribuição em todas as rádios nacionais, "Dia de Folga" é o primeiro avanço do novo disco de Ana Moura. O tema, com música e letra de Jorge Cruz (Diabo na Cruz), está disponível para download aqui.

Com edição prevista para o final de novembro, o novo disco de Ana Moura foi produzido por Larry Klein, com quem já havia trabalhado o anterior "Desfado", que atingiu, este mês, a marca de Quintúpla Platina. Canadiano, vencedor de 4 Grammys, Larry Klein produziu discos seminais de verdadeiras lendas da música, como Joni Mitchell e Herbie Hancock.

O novo álbum de Ana Moura foi gravado por Ângelo Freire na Guitarra Portuguesa e Pedro Soares na  Viola de Fado, músicos portugueses que costumam acompanhar a artista ao vivo. Na lista encontramos ainda músicos internacionais de renome, cujas colaborações demonstram o seu talento e versatilidade: Dan Lutz no Baixo, já gravou com Lizz Wright e Michael Bublé;Dean Parks nas Guitarras, participou nas gravações de estúdio de artistas como Madonna, Stevie Wonder, Elton John e Diana Ross; Pete Korpela na Percussão, já trabalhou com Robbie Williams e Melody Gardot; Pete Kuzmanos Teclados, colaborou com Jill Scott e Lizz Wright; e o lendário Vinnie Colaiuta na Bateria, acompanhou durante décadas artistas como Frank Zappa e Sting.

Mas os nomes sonantes que participaram neste disco não ficam por aqui: as misturas do álbum foram divididas entre Tim Palmer (que misturou discos dos U2 ou The Cure mas sobretudo o mitíco álbum "Ten" dos Pearl Jam) e o arrojado Tchad Blake (que assina as misturas de discos clássicos como "El Camino" dos The Black Keys, "AM" dos Arctic Monkeys e, mais recentemente, "Songs of Innocence" dos U2).

O 6.º álbum de estúdio de Ana Moura tem o selo de qualidade dos Henson Recording Studios (Hollywood, CA, USA) onde gravaram artistas como Paul McCartney, The Rolling Stones, Alicia Keys, Bruce Springsteen ou Justin Timberlake e dos The Village Studios (West Los Angeles, CA, USA) onde, por sua vez, gravaram os Aerosmith, Tori Amos, The Beach Boys, John Lennon ou Madonna.

 



publicado por olhar para o mundo às 10:03 | link do post | comentar

Quarta-feira, 04.11.15

 

Letra

 

Manhã na minha ruela, sol pela janela
O Sr. jeitoso dá tréguas ao berbequim

O galo descansa, ri-se a criança
Hoje não há birras, a tudo diz que sim

O casal em guerra do segundo andar
Fez as pazes, está lá fora a namorar

Cada dia é um bico d’obra
Uma carga de trabalhos, faz-nos falta renovar
Baterias, há razões de sobra
Para celebrarmos hoje com um fado que se empolga
É dia de folga!

Sem pressa de ar invencível, saia, saltos, rímel
Vou descer à rua, pode o trânsito parar

O guarda desfruta, a fiscal não multa
Passo e o turista, faz por não atrapalhar

Dona Laura hoje vai ler o jornal
Na cozinha está o esposo de avental

Cada dia é um bico d’obra
Uma carga de trabalhos, faz-nos falta renovar
Baterias, há razões de sobra
Para celebrarmos hoje com um fado que se empolga
É dia de folga!

Folga de ser-se quem se é
E de fazer tudo porque tem que ser
Folga para ao menos uma vez
A vida ser como nos apetecer

Cada dia é um bico d’obra
Uma carga de trabalhos, faz-nos falta renovar
Baterias, há razões de sobra
Para a tristeza ir de folga e o fado celebrar

Cada dia é um bico d’obra
Uma carga de trabalhos, faz-nos falta renovar
Baterias, há razões de sobra
Para celebrarmos hoje com um fado que se empolga
É dia de folga

Este é o fado que se empolga
No dia de folga!
No dia de folga! 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Sexta-feira, 16.10.15


ANA MOURA

Revela os autores e compositores do seu novo disco



Numa altura em que ainda se sentem os ecos mediáticos da chegada às 5 Platinas do seu último disco, Ana Moura revela agora mais alguns pormenores daquele que será o seu 6.º álbum de estúdio.

O disco, ainda sem nome, previsto editar no final de 2015, traz, novamente, nomes grandes da música portuguesa. Um dos nomes que Ana Moura canta, pela primeira vez é Carlos Tê, o qual assina um tema por inteiro, música e letra. O mesmo com Samuel Úria, de quem a fadista já se tinha confessado fã do seu trabalho e composições na altura da gravação de "Desfado". Estreantes também na sua voz são Jorge Cruz (Diabo na Cruz), Edu Mundo ou Sara Tavares que compõe um tema que traz a letra de Kalaf (Buraka Som Sistema). Há ainda palavras do escritor José Eduardo Agualusa, cuja música é composta pelo músico angolano Toty Sa'Med.

O novo álbum de Ana Moura recebe também temas de músicos e autores com quem a fadista tem vindo a trabalhar regularmente desde a edição de "Desfado" e que aparecem aqui como um natural seguimento dessa cumplicidade. Falamos de nomes como Márcia Santos, Miguel Araújo, Pedro da Silva Martins que aqui se junta ao irmão Luís José Martins (Deolinda) e Pedro Abrunhosa que assina dois temas neste disco.

Há espaço também para o fado tradicional, que Ana Moura faz questão de manter no seu reportório. Manuela de Freitas escreve sob o Fado Cravo e Maria do Rosário Pedreira sob o Fado Carlos da Maia (Sextilhas).

Gravado em Los Angeles com o multi-galardoado produtor Larry Klein, o novo álbum de Ana Moura tem edição prevista para o final de 2015.


publicado por olhar para o mundo às 12:13 | link do post | comentar

Quarta-feira, 07.10.15

 


ANA MOURA

"Desfado" atinge as 5 Platinas e torna-se o disco nacional mais vendido dos últimos anos



A notícia de que "Desfado" atingiu, esta semana, o galardão de Quíntupla Platina é um auspicioso ponto de partida para o novo álbum de Ana Moura. Um marco importante para um disco e uma artista que continuam a fazer história: este é o disco nacional editado nos últimos cinco anos mais vendido em Portugal.
 
Há 145 semanas consecutivas no top de vendas nacional, este foi o disco que globalizou Ana Moura. O primeiro editado mundialmente pela Universal Music, através da Decca, chegou ao 1.º lugar várias vezes em Portugal, tendo atingido também o 1.º lugar das tabelas de World Music em Inglaterra, Espanha e Estados Unidos.
 
"Desfado" reuniu alguns dos melhores compositores da atualidade e o single que lhe dá o nome tornou-se no primeiro fado a ser tocado nas rádios mainstream nacionais. A tour "Desfado" levou Ana Moura a grandes palcos nacionais e internacionais, cantando para multidões nos mais de 300 concertos que realizou depois de editar "Desfado". 
 
A pouco tempo de editar um novo disco, Ana Moura é a artista nacional contemporânea com a carreira com maior projeção e prestigio internacional. O sucessor de "Desfado", ainda sem nome, está previsto ser editado ainda em 2015. Em breve serão desvendados mais pormenores.


publicado por olhar para o mundo às 23:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 03.09.15

 

 

ANA MOURA

Em estúdio para gravar novo disco



É em Los Angeles que se encontra Ana Moura a gravar o seu novo álbum. A cantora voltou aos Henson Recording Studios, em Los Angeles, nos EUA, para gravar com Larry Klein, vencedor de 5 Grammy e o produtor com quem já trabalhou no último disco. Ainda sem nome, este será o 6.º registo de estúdio da fadista que é, nesta altura, um dos maiores nomes do fado em todo o mundo.

O sucessor de "Desfado" está previsto ser editado ainda este ano. Ana Moura tem partilhado algumas imagens deste processo de gravação, desde que chegou a Los Angeles. E a fasquia está, nesta altura cada vez mais alta.

"Desfado" é já um álbum clássico em Portugal. Há 140 semanas consecutivas no top de vendas nacional, onde se encontra atualmente em 2.º lugar, prestes a chegar à 5.ª Platina, este foi o disco que globalizou Ana Moura. O primeiro editado globalmente pela Universal Music internacionalmente, através da Decca, chegou ao 1.º lugar várias vezes em Portugal, tendo atingido o n.º 1 dos top’s de World Music em Inglaterra, Espanha e Estados Unidos.

"Desfado" reuniu alguns dos melhores compositores da atualidade e o single que lhe dá o nome tornou-se no primeiro fado a ser tocado nas rádios mainstream nacionais. A tour "Desfado" levou Ana Moura a grandes palcos nacionais e internacionais, cantando para multidões nos mais de 300 concertos que realizou depois de editar "Desfado". 

Com mais de 300.000 discos vendidos, mais de 1 dezena de galardões onde se destacam 2 Globos de Ouro, 2 prémio Amália, 1 nomeação para os Songlines Music Awards na categoria de Melhor Artista, participações com ícones da música Prince, The Rolling Stones, Caetano Veloso, Gilberto Gil ou Herbie Hancock, Ana Moura é a artista nacional com a carreira mais pujante da atualidade.

Muito em breve serão revelados mais detalhes sobre o novo disco.


publicado por olhar para o mundo às 19:53 | link do post | comentar

Terça-feira, 21.07.15

 

Letra

 

Que destino, ou maldição
Manda em nós, meu coração?
Um do outro assim perdido,
Somos dois gritos calados,
Dois fados desencontrados,
Dois amantes desunidos.

Por ti sofro e vou morrendo,
Não te encontro, nem te entendo,
Amo e odeio sem razão:
Coração... quando te cansas
Das nossas mortas esperanças,
Quando paras, coração?

Nesta luta, esta agonia,
Canto e choro de alegria,
Sou feliz e desgraçada.
Que sina a tua, meu peito,
Que nunca estás satisfeito,
Que dás tudo... e não tens nada.

Na gelada solidão,
Que tu me dás coração,
Não há vida nem há morte:
É lucidez, desatino,
De ler no próprio destino
Sem poder mudar-lhe a sorte...

 



publicado por olhar para o mundo às 11:13 | link do post | comentar

Segunda-feira, 20.07.15

 

 

Letra

 

Adeus casa de meu pai
adeus largo do quinteiro
Quero o Valentim Olaró laró
Quero o Valentim Olaró meu bem
Adeus mocidade nova
Adeus tempo de solteiro
Quero o Valentim Olaró laró
Quero o Valentim Olaró meu bem

No tempo das desfolhadas
Lá na aldeia era um regalo
Quero o Valentim Olaró laró
Quero o Valentim Olaró meu bem
Era o tempo em que eu chegava
A casa ao cantar do galo
Quero o Valentim Olaró laró
Quero o Valentim Olaró meu bem

Adeus casa de meu pai
Adeus quarto da palhada
Quero o Valentim Olaró laró
Quero o Valentim Olaró meu bem
Era a cama onde eu dormia
Ao chegar de madrugada
Quero o Valentim Olaró laró
Quero o Valentim Olaró meu bem

Adeus pau de marmeleiro
Se ele falasse dizia
Quero o Valentim Olaró laró
Quero o Valentim Olaró meu bem
As pancadas que me deu
Quando eu chegava ao ser dia
Quero o Valentim Olaró laró
Quero o Valentim Olaró meu bem

Adeus também ao meu pai
Adeus vida de solteiro
Quero o valentlm Olaró laró
Quero o Valentim Olaró meu bem
Agora é que eu reconheço
O valor do marmeleiro
Quero o Valentim Olaró laró
Quero o Valentim Olaró meu bem

 

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Sábado, 11.07.15

 

Letra

 

Adeus casa de meu pai
adeus largo do quinteiro
Quero o Valentim Olaró laró
Quero o Valentim Olaró meu bem
Adeus mocidade nova
Adeus tempo de solteiro
Quero o Valentim Olaró laró
Quero o Valentim Olaró meu bem

No tempo das desfolhadas
Lá na aldeia era um regalo
Quero o Valentim Olaró laró
Quero o Valentim Olaró meu bem
Era o tempo em que eu chegava
A casa ao cantar do galo
Quero o Valentim Olaró laró
Quero o Valentim Olaró meu bem

Adeus casa de meu pai
Adeus quarto da palhada
Quero o Valentim Olaró laró
Quero o Valentim Olaró meu bem
Era a cama onde eu dormia
Ao chegar de madrugada
Quero o Valentim Olaró laró
Quero o Valentim Olaró meu bem

Adeus pau de marmeleiro
Se ele falasse dizia
Quero o Valentim Olaró laró
Quero o Valentim Olaró meu bem
As pancadas que me deu
Quando eu chegava ao ser dia
Quero o Valentim Olaró laró
Quero o Valentim Olaró meu bem

Adeus também ao meu pai
Adeus vida de solteiro
Quero o valentlm Olaró laró
Quero o Valentim Olaró meu bem
Agora é que eu reconheço
O valor do marmeleiro
Quero o Valentim Olaró laró
Quero o Valentim Olaró meu bem

 



publicado por olhar para o mundo às 08:13 | link do post | comentar

Quinta-feira, 21.05.15

 

 

Letra

 

Ai, que amargura tão grande
Foi vê-la ali, qual assombro
Essa amiga do passado
Que roubou o meu amante
E ainda levou o ombro
Em que eu queria ter chorado

Falou-me de peito aberto
Vinha pedir-me perdão
Contar que o tinha deixado
Depois de ter descoberto
Sem ter havido traição
Que ele nunca a tinha amado

Foram erros sobre enganos
Mas é a ti que ele quer
Disse-me ela, arrependida
Se puderes esquecer os danos
Vai ter com ele, mulher
Já esperou demais a vida

Amiga, estás perdoada
Respondi eu com carinho
Mas, entre nós, ouve bem
Desse homem não quero nada
Deixá-lo ficar sozinho
Quem tudo quer, nada tem
 
Letra de Maria do Rosário Pedreira
Música de Fado tradicional (Pedro Rodrigues)
 

 



publicado por olhar para o mundo às 22:13 | link do post | comentar

Sábado, 15.11.14

anamouradesfado.jpg

 


ANA MOURA

Dois anos de "Desfado" confirmam Ana Moura como a artista portuguesa contemporânea com maior projecção internacional

Prestes a atingir a marca das 100 mil unidades vendidas em todo o mundo, galardoado com a Quadrupla Platina em Portugal - onde se mantém no top nacional de vendas há 104 semanas consecutivas, desde a sua edição, a 12 de Novembro de 2012 -, eleito, em 2013, pelo britânico The Sunday Times, "Melhor Disco do Ano" na categoria World Music, "Desfado" completa hoje dois anos de existência e representa o epítome de uma carreira ímpar, que consagra Ana Moura como a artista portuguesa contemporânea com maior projecção a nível internacional. 

A digressão de "Desfado" - que teve início a 16 de Novembro de 2012, no Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria e se encontra actualmente nos EUA e Canadá -, conta com 223 actuações, em 33 países, espalhados por 4 continentes e tem proporcionado experiências memoráveis, como o convite endereçado a Ana Moura para uma actuação no mítico clube de B.B.King, em Nova Iorque, que decorreu ontem, dia 11 de Novembro.

Em Outubro, "Desfado" foi distinguido, nos Prémios Amália Rodrigues 2014, com o prémio "Melhor Disco", atribuído à versão duplo CD, intitulado "Desfado/Caixa Alfama", que chegou às lojas em Dezembro de 2013, cerca de um ano após a edição da versão standard. Ana Moura já havia sido distinguida com um Prémio Amália de "Melhor Intérprete", em 2008, pelo disco "Para Além da Saudade". 

Próximo espectáculos: 
13 Nov > SCOTTSDALE, Scottsdale Center for the Performing Arts EUA 
14 Nov > LOS ANGELES, Théâtre Raymond Kabbaz EUA 
15 Nov > SACRAMENTO, Crest Theatre EUA 
16 Nov > SÃO FRANCISCO, Milner Auditorium EUA 
18 Nov > GUADALAJARA, Teatro Diana MÉX 
19 Nov > CIDADE DO MÉXICO, Lunário del Auditorio Nacional MÉX 
20 Nov > CIDADE DO MÉXICO, Lunário del Auditorio Nacional MÉX 
23 Nov > REZEKNE, LET 
24 Nov > RIGA, WinterFest LET 
25 Nov > VARSÓVIA, Palladium POL 
27 Nov > MÜHLHEIM, Theater an der Ruhr ALE 
28 Dez > BUCARESTE, Sala Palatului ROM 
06 Mar > ZUG, Theatercasinno SUI 
07 Mar > LIECHTENSTEIN, Theater am Kirchplatz LIE 
08 Mar > LIUBLIANA, Cankarjev Dom ESL 


publicado por olhar para o mundo às 12:54 | link do post | comentar

Segunda-feira, 10.11.14

 

Letra

 

Fico presa na tempestade
Onde não durmo comigo
Há restos de verdade
A que a dor tirou sentido

Caída entre os espaços
Do meu corpo destruído
Já não há restos de verdade
E a dor perdeu sentido

Deixei armas dos meus braços
Larguei roupas que vesti
Deixei ruas onde as pedras
Tatuaram os meus passos

No mar de mãos turvas
Nadavas transparente
Encontramo-nos num gesto
Inteiro e indiferente

Choramos como quem nasce
Escorrendo a saudade
Vens no Sol de madrugada
Como a mão na tempestade

 

 

Author: Tiago Bettencourt
Composer: Marques Amaral
Music Publisher: Sociedade Portuguesa de Autores (SPA)

 



publicado por olhar para o mundo às 08:53 | link do post | comentar

Domingo, 09.11.14

 

 

Letra

 

Hoje tudo é triste em mim
Como se toda a tristeza
Emanasse do meu peito

Breve presságio do fim
Que me sustenta a certeza
Do coração já desfeito

Breve presságio do fim
Que me sustenta a certeza
Do coração já desfeito

Hoje tudo me entristece
Tudo ensombra o meu olhar
Mais que ansioso do teu

Mas se em sorte me coubesse
O coração resgatar
Que em teus olhos se perdeu

Mas se em sorte me coubesse
O coração resgatar
Que em teus olhos se perdeu

Hoje a tristeza não deixa
De afundar seus longos traços
No meu rosto descuidado

Pois sem uma simples queixa
Eu vou voltar aos teus braços
Para se cumprir nosso fado

Pois sem uma simples queixa
Eu vou voltar aos teus braços
Para se cumprir nosso fado

 

 

Author: Jorge Fernando
Composer: Traditional
Music Publisher: Sociedade Portuguesa de Autores (SPA)

 



publicado por olhar para o mundo às 17:48 | link do post | comentar

Sexta-feira, 07.11.14

 

Letra

 

Sabe Deus
Tudo o que me vai na alma.
Sabe Deus
Onde encontro a minha calma.
Só Deus sabe
Como calma era a manhã em que saíste
Nesse dia em que me deixaste
E para sempre partiste.

Sabe Deus
Como é fria a nossa cama.
Sabe Deus
Como a minha voz te chama.
Só Deus sabe
Como posso eu viver nesta tristeza
De saber que não vais voltar
É esta a minha certeza.

Mas se Deus quiser
Tu estarás à minha espera
Onde é sempre primavera.
Mas se Deus quiser
Voltarei para junto a ti
Renascendo onde... 

Sabe Deus
Como é fria a nossa cama.
Sabe Deus
Como a minha voz te chama.
Só Deus sabe
Como calma era a manhã em que saíste
Nesse dia em que me deixaste
E para sempre partiste.

Mas se Deus quiser
Tu estarás à minha espera
Onde é sempre primavera.
Mas se Deus quiser
Voltarei para junto a ti
Renascendo onde morri.

יש אמת
בדברים שאת אומרת
אמת פשוטה
אל מול היד המכוונת
רק לנשום מול הים שיישאר אחרינו
יום נגמר
לילה שמביא לו התחלה חדשה 
 

 

 



publicado por olhar para o mundo às 21:08 | link do post | comentar

Quinta-feira, 09.10.14

 

 


ANA MOURA

Parte em intensa digressão mundial até ao final de 2014

Fadista recebeu ontem o segundo Prémio Amália da sua carreira

Ana Moura recebeu ontem o Prémio Amália pelo álbum Desfado/Caixa Alfama, a reedição que junta ao original de "Desfado" um segundo álbum ao vivo, gravado no festival Caixa Alfama, em Setembro de 2013. O prémio foi entregue numa gala realizada no Teatro Municipal de S. Luiz, quando se completam 15 anos sobre a morte de Amália Rodrigues. Esta é a segunda vez que Ana Moura é distinguida com um Prémio Amália, tendo recebido o Prémio de Melhor Intérprete em 2008, pelo disco "Para Além da Saudade".
 
"Desfado" já ultrapassou as 80 mil unidades vendidas em todo o mundo e atingiu a marca da Quadrupla Platina em Portugal, mantendo-se no top de nacional de vendas há quase 100 semanas consecutivas, desde a sua edição, em Novembro de 2012.
 
Após a edição de "Desfado", Ana Moura lançou o inédito "Clandestinos do Amor", tema original do mais recente filme do cineasta António-Pedro Vasconcelos "Os Gatos Não têm Vertigens", que se encontra em exibição desde 25 de Setembro e é um dos maiores êxitos desta temporada. A canção, também ela escrita por António-Pedro Vasconcelos, narra a história de amor e amizade que nasce entre um jovem de 18 anos e uma idosa de 73.
 
Após ter percorrido o país com a apresentação de "Desfado", Ana Moura embarca agora numa intensa temporada de concertos internacionais, regressando, até ao final do ano, aos mais conceituados palcos da Alemanha, Bélgica, Canadá, EUA, México, Letónia ou Polónia, entre muitos outros.
 
Agenda
11 Out > LUXEMBURGO, Philharmonie LUX 
12 Out > VIEUX-GENAPPE, Golf Club d´Hulencourt BÉL 
25 Out > BURGOS, Cultural Caja de Burgos ESP 
31 Out > UPPSALA, Uppsala Konsert & Kongress SUÉ 
05 Nov > TORONTO, The Royal Conservatory CAN 
07 Nov > BOSTON, Berklee Performance Center EUA 
08 Nov > STORRS, Jorgensen Center For The Performing Arts EUA 
09 Nov > SOUTH ORANGE, South Orange Performing Arts Center EUA 
11 Nov > NOVA IORQUE, BB Kings EUA 
13 Nov > SCOTTSDALE, Scottsdale Center for the Performing Arts EUA 
14 Nov > LOS ANGELES, Théâtre Raymond Kabbaz EUA 
15 Nov > SACRAMENTO, Crest Theatre EUA 
16 Nov > SÃO FRANCISCO, Miner Auditorium - SFJAZZ Center EUA 
18 Nov > GUADALAJARA, Teatro Diana MÉX
19 Nov > CIDADE DO MÉXICO, Lunario del Auditorio Nacional MÉX 
20 Nov > CIDADE DO MÉXICO, Lunario del Auditorio Nacional MÉX 
23 Nov > REZEKNE, The Embassy of Latgale - GORS LET
24 Nov > RIGA, WinterFest - Latvian National Opera LET
25 Nov > VARSÓVIA, Palladium POL 
27 Nov > MÜLHEIM, Stadthalle Mülheim an der Ruhr ALE 
06 Mar > ZUG, Theater Casino SUI 
07 Mar > LIECHTENSTEIN, Theater am Kirchplatz LIE 
08 Mar > LIUBLIANA, Cankarjev Dom ESL 


publicado por olhar para o mundo às 20:17 | link do post | comentar

Terça-feira, 07.10.14

 

Letra

 

Vivemos sempre sem pedir licença
cantávamos cantigas proibidas
Vencemos os apelos da descrença
que não deixaram mágoas nem feridas

Clandestinos do Amor, sábios e loucos
vivemos de promessas ao luar
Das noites que souberam sempre a pouco
sem saber o que havia para jantar

Mas enquanto olhares para mim eu sou eterna
estou viva enquanto ouvir a tua voz
Contigo não há frio nem inverno
e a música que ouvimos vem de nós

Vivemos sem saber o que era o perigo
de beijos e de cravos encarnados
Do calor do vinho e dos amigos
daquilo que para os outros é pecado

Tu sabias que eu vinha ter contigo
pegaste-me na mão para dançar
Como se acordasse um sonho antigo
nem a morte nos pode separar

Nós somos um instante no infinito
fragmento à deriva no Universo
O que somos não é para ser dito
o que sente não cabe num só verso

Enquanto olhares para mim eu sou eterna
estou viva enquanto ouvir a tua voz
Contigo não há frio nem inverno
e a música que ouvimos vem de nós

 



publicado por olhar para o mundo às 14:30 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Segunda-feira, 01.09.14

Ana Moura:


ANA MOURA

"Desfado" atinge a Quadrupla Platina em Portugal

São vendas superiores a 60 mil unidades as que conferem a "Desfado", o álbum de Ana Moura editado em Novembro de 2012, quatro Platinas. Uma marca atingida quando o disco se mantém no top vendas nacional há 93 semanas consecutivas, ascendendo esta semana ao 5.º lugar.
 
Com "Desfado", Ana Moura realizou em menos de dois anos cerca de 200 espectáculos por todo o mundo atingindo marcas de vendas de discos e lotações de salas até agora vedadas à música portuguesa. Tudo isto junto comprava mais uma vez o estatuto de Ana Moura como a fadista mais popular da actualidade e a artista portuguesa de maior e mais extensa carreira a nível internacional.
 
Recentemente, "Desfado" foi distinguido, nos Prémios Amália Rodrigues 2014, com o prémio "Melhor Disco". Este prémio é atribuído à versão duplo CD do disco, intitulado "Desfado/Caixa Alfama", a qual chegou às lojas em Dezembro de 2013, um ano após a edição da versão standard.
 
Ana Moura continua a digressão de "Desfado" entre Portugal e o resto do mundo. Em Portugal, destaque para o regresso ao festival Caixa Alfama onde, dia 19 de setembro, atuará ao lado de António Zambujo. Esta será, muito provavelmente a última hipótese de a ver atuar ao vivo este ano em terras nacionais, com os regressos à Alemanha, Luxemburgo, Bélgica, Suécia, Canadá, EUA, México, Letónia e Polónia a preencher a sua agenda até ao final de 2014..
 
Todas as datas poderão ser consultadas aqui.


publicado por olhar para o mundo às 12:01 | link do post | comentar

Sábado, 30.08.14

ANA MOURA  Com tema inédito incluído na banda sonora de

 

ANA MOURA

Com tema inédito incluído na banda sonora de "Os Gatos Não Têm Vertigens"

Filme de António-Pedro Vasconcelos estreia a 25 de setembro

Ana Moura foi a escolhida por António-Pedro Vasconcelos para interpretar o tema original do seu mais recente filme, "Os Gatos Não Têm Vertigens", com estreia marcada para dia 25 de setembro. Este é o primeiro inédito de Ana Moura após o lançamento do multiplatinado disco "Desfado". 

"Clandestinos do Amor", a canção, também ela, escrita pelo cineasta António-Pedro Vasconcelos dá voz a uma história de amor e amizade entre um jovem de 18 anos e uma idosa de 73. O tema pode, a partir de hoje, ser encontrada em todas as plataformas digitais, nomeadamente para download no iTunes e para escuta no MEO Music e Spotify

"Os Gatos Não Têm Vertigens" tem produção da MGN Filmes e distribuição da NOS Audiovisuais e é um dos filmes portugueses mais aguardados do ano. No seu elenco conta com as interpretações de nomes como Maria do Céu Guerra, João Jesus, Nicolau Breyner, Fernanda Serrano e Ricardo Carriço. 

Ana Moura continua a digressão de "Desfado" entre Portugal e o resto do mundo. Em Portugal, destaque para o regresso ao festival Caixa Alfama onde, dia 19 de setembro, atuará ao lado de António Zambujo. Esta será, muito provavelmente a última hipótese de a ver atuar ao vivo este ano em terras nacionais , com os regressos à Alemanha, Luxemburgo, Bélgica, Suécia, Canadá, EUA, México, Letónia e Polónia a preencher a sua agenda até ao final de 2014.

Todas as datas poderão ser consultadas aqui.


publicado por olhar para o mundo às 21:33 | link do post | comentar

Sábado, 26.07.14

ANA MOURA


ANA MOURA

"Desfado" distinguido nos Prémios Amália Rodrigues 2014

"Desfado", o mais recente álbum de Ana Moura, foi distinguido ontem, nosPrémios Amália Rodrigues 2014, com o prémio "Melhor Disco". Este prémio é atribuído à versão duplo CD do disco, intitulado "Desfado/Caixa Alfama", a qual chegou às lojas em Dezembro de 2013, um ano após a edição da versão standard.

O segundo disco incluía o registo ao vivo do concerto que a fadista havia dado em Lisboa, no festival Caixa Alfama, em Setembro de 2013. Aos grandes sucessos de 'Desfado', como o tema de Pedro da Silva Martins que dá nome ao disco, juntaram-se singles dos discos anteriores como 'Leva-me aos Fados', 'Caso Arrumado' ou o inevitável 'Os Búzios'.

Este é a segunda vez que Ana Moura recebe um Prémio Amália Rodrigues. A primeira havia sido em 2008, na categoria de Melhor Intérprete, após a edição do disco "Para Além da Saudade" (2007).

Editado pela Decca, 'Desfado' já ultrapassou as 80 mil unidades vendidas em todo o mundo. Em Portugal, está muito próximo de atingir a marca da Quadrupla Platina e o seu disco mantém-se no top de vendas há 88 semanas consecutivas, desde a sua edição, em Novembro de 2012.



publicado por olhar para o mundo às 12:11 | link do post | comentar

Quarta-feira, 28.05.14

Ana Moura

 

Ana Moura é o nome que vai festejar o 9º aniversário do equipamento cultural


Concerto de Cuca Roseta cancelado no Cine-Teatro de Estarreja

 

Por motivos imprevistos e de força maior, alheios à vontade do Cine-Teatro de Estarreja, o concerto de Cuca Roseta agendado para dia 21 de junho será cancelado. Ana Moura é o nome que irá celebrar o 9º aniversário do equipamento, uma marca da cultura estarrejense no panorama local, regional e nacional, na mesma data, 21 de junho, à mesma hora, 21h30.

 

 

 

Com “Desfado”, título do 5º álbum de originais da fadista portuguesa reconhecida internacionalmente, Ana Moura apresenta-se no Cine-Teatro de Estarreja. Depois de em 2009 ter subido ao palco da principal sala de espetáculos estarrejense, depois de ter seduzido nomes como Prince, Rolling Stones, Caetano Veloso e Herbie Hancock, depois de arrecadar importantes galardões na área musical como o Prémio Amália, Globo de Ouro (Melhor Intérprete Individual, em 2010, e Melhor Música - “Desfado” -, em 2013) ou o Prémio Internacional 2013 na categoria de World Music do Sunday Times.

 

Ana Moura, dona de uma extraordinária carreira, dentro e fora de portas, dá um novo fôlego à saudade lusitana. Com “Desfado”, disco que chegou à tripla platina, a cantora mostra 17 faixas de frescura onde a tradição do fado assume a sua ousadia.

Quem adquiriu bilhetes para o concerto de Cuca Roseta poderá manter a compra, garantindo lugar no concerto de Ana Moura, ou solicitar a devolução do dinheiro junto da Bilheteira do CTE. O valor dos bilhetes para o concerto de Ana Moura mantém-se igual ao anteriormente anunciado para Cuca Roseta, isto é, 10€ e 8€ (com desconto para Cartão Sénior e Jovem Municipal).


SAB 21 JUN 21H30
Ana Moura*

Ana Moura voz
Ângelo Freire
 guitarra portuguesa
Pedro Soares
 viola de fado
André Moreira
 baixo e contrabaixo
João Gomes teclados
Mário Costa
 bateria e percussões
[MUSICA] Auditório 10€ / 8€ (Cartão Sénior e Jovem Municipal)
Entrada gratuita paraCartão Amigo (mediante convite)

*Concerto com babysitting

+

http://www.cineteatroestarreja.com
http://www.facebook.com/cinestarreja
http://twitter.com/CTE__



publicado por olhar para o mundo às 18:59 | link do post | comentar


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

Ana Moura - O primeiro Be...

Ana Moura esgota Coliseu ...

Ana Moura anuncia data ex...

Ana Moura Regressa ao 1....

Ana Moura - Digressão mu...

Santander Totta e Ana Mou...

AGIR - Manto de Água feat...

Ana Moura recebe tripla p...

Ana Moura Convidada de An...

Ana Moura - Reedição de ...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
"Estou cheio de arrependimento, cheio de dorese tu...
E é "Não dizem duas quando estão ao pé de ti"...
com o soquete p'lo artelho, um soquete é uma meia.
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds