Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

  Letra   Podem me chamar e me pedir e me rogar E podem mesmo falar mal, ficar de mal que não faz mal Podem preparar milhões de festas ao luar Que eu não vou ir, melhor nem pedir, que eu não vou ir, não quero ir E também podem me intrigar e até sorrir e até chorar E podem mesmo imaginar o que melhor lhes parecer Podem espalhar que estou cansado de viver E que é uma pena para quem me conheceu Eu sou mais você e eu Podem espalhar que estou cansado de viver E que é uma (...)
  Letra   Desencontro Desencontro Desconcerto Desacerto Puro assombro Desalento De um reverso Que eu acerto no teu ombro Que me ampara Sem demora Se o meu pranto se prolonga Se o meu canto Se elabora Recolhes sem um lamento Com o sorriso que é teu Os pedaços deste caos Do que sou, de quem sou eu E me cumpre desvendar Para que a minha dor se apague E o meu abraço se alongue Só com leveza te afague E mesmo que estejas longe Eu seja a estrela que brilha no fundo do teu olhar Por (...)
    Letra   Por este rio acima Deixando para trás A côncava funda Da casa do fumo Cheguei perto do sonho Flutuando nas águas Dos rios dos céus Escorre o gengibre e o mel Sedas porcelanas Pimenta e canela Recebendo ofertas De músicas suaves Em nossas orelhas leve como o ar A terra a navegar Meu bem como eu vou Por este rio acima Por este rio acima Os barcos vão pintados De muitas pinturas Descrevem varandas E os cabelos de Inês Desenham memórias Ao longo da água Bosques (...)
    Letra   É a saudade Que me transporta A um lugar de claridade Que me conforta Lembranças vagas De horas perfeitas Tão distantes Desfeitas Pois já não voltam Mas que me importa? Eu não me sinto só Tenho a saudade a meu lado A minha âncora O teu sorriso de sol Todos os pequenos gestos O sopro de um aguaceiro A grandeza dos espaços A partida, um regresso e os abraços E as lágrimas que se guardaram Os pés marcados na areia Um barco que se desprende E nas ondas serpenteia Uma estrela que se afasta
  Letra   Horizonte Ali se eleva o meu canto É às distâncias que grito Este delíro, este espanto Que em tantos dias eu sinto Pertenço aos montes longínquos É dali que eu quero ser Se não for por amar tanto De que me serve viver? Aqui me entrego Entre a Terra e o Céu Cumpro cantando Um destino que é meu E vou pensando Entre o Céu e a Terra Guardo, cantando, Um sonho, uma quimera Num oceano profundo Abandono as minhas mágoas Ando tão longe do mundo Vou levada pelas águas (...)
  Letra   ___ Homem do leme ___ Composição: Xutos & Pontapés Sozinho na noite um barco ruma para onde vai. Uma luz no escuro brilha a direito ofusca as demais. E mais que uma onda, mais que uma maré... Tentaram prendê-lo impor-lhe uma fé... Mas, vogando à vontade, rompendo a saudade, vai quem já nada teme, vai o homem do leme... E uma vontade de rir, nasce do fundo do ser. E uma vontade de ir, correr o mundo e partir, a vida é sempre a perder... No fundo do mar jaze (...)
    Letra     Anoitece  Nas vielas e nas esquinas  Nas escadas e nas colinas  Nas calçadas feitas à mão  No bater do meu coração  Mas não me canso de percorrer  A cidade em que vim nascer  Onde o Tejo vem adormecer  E é uma porta aberta para o mar  Um convite p'ra navegar  E que abraça quem quer chegar  Desde sempre assim foi  P'la manhãs  Do Castelo desço a Alfama  Labirinto de casas brancas  Enfeitadas com andorinhas  E que é o berço de tradições  (...)
As cantoras Ana Moura, Teresa Salgueiro e Cuca Roseta são alguns dos nomes em destaque nos “Concertos de Verão” do Teatro de Vila Real, que faz uma aposta na produção nacional em tempos de crise. Ana Moura dá ao arranque no sábado aos “Concertos de Verão – 10.º Festival de Músicas do Mundo, que decorre até 23 de agosto e dá a oportunidade de assistir gratuitamente a “grandes concertos”.   Rui Araújo, responsável pela programação do teatro municipal, disse hoje (...)
  Letra Olha está chovendo na roseira   Que só dá rosa mas não cheira   A frescura das gotas húmidas   Que é de Luisa   Que é de Paulinho   Que é de João   Que é de ninguém     Pétalas de rosa carregadas pelo vento   Um amor tão puro carregou meu pensamento     Olha um ticotico mora ao lado   E passeando no molhado   Adivinhou a primavera     Olha que chuva boa prazenteira   Que (...)
  letra   Mandei-lhe uma carta em papel perfumado e com letra bonita dizia ela tinha um sorriso luminoso tão triste e gaiato como o sol de Novembro brincando de artista nas acácias floridas na fímbria do mar   Sua pele macia era suma-uma sua pele macias cheirando a rosas seus seios laranja laranja do Loge eu mandei-lhe essa carta e ela disse que não Mandei-lhe um cartão que o amigo maninho tipografou 'por ti sofre o meu coração' num canto 'sim' noutro canto 'não' (...)
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email