Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Sei, sei que sai em certos jornais 
Em destaque nas folhas centrais. 
Sei de quem já tenha visto até 
Ao vivo no cabaré. 

Estou amarrado, sou refém, sonho molhado, 
Sonho acordado que não conto a ninguém. 

Mulheres nuas 
Todas nuas 
Mulheres nuas 

Sei que no cinema é igual 
Quando a própria actriz principal 
Volta e meia ousa mostrar o que Deus 
O que Deus mandou tapar 

Atarantado, estou além, sonho acordado 
Sonho molhado que não conto a ninguem 

Mulheres nuas 
Todas nuas 
Mulheres nuas 

Mulheres descaradas em pêlo que tiram retratos 
Cobertas de lírios, de plumas e alguns ornatos 

Provocam calores, loucuras e desacatos 
Tiram tudo, mas nunca os sapatos. 

Mulheres nuas 
Todas nuas 
Mulheres nuas 

Em que bastidor 
Em que folheti 
Em que projector 
Em que camarim 
Em que matiné 
Em qual pasquim 
Em que cabaré 
Mostram coisas assim? 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email