Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Como se fosse ontem
ou no Inverno passado
a mesma chuva miúda
o mesmo asfalto molhado

Como se não fosse nada
passando sem se notar
lá se foi outra alvorada
olhos cansados de olhar

Mas se tudo vale a pena
e a vida é feita destes nadas
destas noites de trabalho
destas estranhas alvoradas
desta fome que se instala
deste Sol que teima em nascer 
outra vez

Como deixaste o casaco
pendurado na escada
pensei que fosse um sinal
pensei que ainda voltavas 

Como se fosse ontem
chego a casa de manhã
a mesma sala quieta
o gato e a manta de lã

Mas se tudo vale a pena
e a vida é feita destes nadas
destas noites de trabalho
destas estranhas alvoradas
desta fome que se instala
deste Sol que teima em nascer 
outra vez

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email