Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Letra:

Não dá pra mentir, só dá pra dizer. 

Aquilo que eu sinto no momento é vicio,

este precipício não dá pra descer.

Sei que no inicio era beneficio,

mas agora vai, faz-te crescer. 

Torna-te um homem, volta pra ver.

E ve se aprovas, aquelas manobras

que tinhas em mente mais tarde fazer. 

Tu vês para crer.

Primeira visão, foi tudo em vão, mas antes viesse 

igual à reacção da primeira paixão,

é desilusão mas nunca se esquece.

Tu vês o futuro mas ele desvanece,

e aquilo que querias passou para outras vias.

Tu vês que fazias mas não acontece,

em ti não confias, e fazer magia vês que não podias

mas antes pudesses. 

Que a vida é conversa da treta, 

cenas normais não vou ser adulto de mais porque o meu cérebro faz caretas.

Bem que procuro numa esquina bons momentos mas em vão,

porque essa esquina é um mundo à parte e à parte do mundo eles não estão.

E ATÉ QUE APRENDO

SIGO E NÃO ME RENDO

CEGO E CONTRA O VENTO

PROCURO AS MINHAS FORÇAS PRA LUTAR

E O ALIMENTO

É AGIR COM CALMA E TEMPO

SE A VIDA É UM CUMPRIMENTO

NÃO FAÇO MAIS DO QUE CUMPRIMENTA-LA 

E aquele que daqui bazou e nos deixou à nora, ora..

Mais vale um olá atrasado do que aquele adeus que vem antes da hora, ora.

Sofremos de crise, 

se algum dia disse não perceber.

Não é burrice, não é que não perceba,

ás vezes não quero compreender.

Por isso é que eu olho e tu olhas pro lado, 

com ar de amuado se eu passo por ti. 

Por isso é que deus não te deu duas asas 

porque ele sabe que bazavas daqui.

Só quero mostrar-te e dar-te metade

daquilo que eu vi, na minha vivência.

Queres ter uma vida sem limites? 

Sem limites não é sem consciência.

Eu sei que é lixado ser livre na rua,

mesmo que essa rua não seja prisão.

Tinhas liberdade, foi-se a liberdade

quando tiras-te a liberdade ao teu irmão.

É o mesmo que queres fazer revolução,

sem teres ambição e mostrar rebeldia.

Mas se o governo diz para sorrir,

alinham-se todos pra fotografia.

À anos que eu penso naquilo que quero, 

porque é que o transformam naquilo que eu queria?

Se o meu pai trabalha, a minha mãe ralha,

porque o filho falha a pensar que podia. 

Se eu pudesse mudar talvez mudaria,

mas seria o Chapz.

Pessoas que decidi mandar em bora embora não quisesse.

Sou meio trapalhão, às vezes tropeço, e até que aguento.

SIGO E NÃO ME RENDO

CEGO E CONTRA O VENTO

PROCURO AS MINHAS FORÇAS PRA LUTAR

E O ALIMENTO

É AGIR COM CALMA E TEMPO

SE A VIDA É UM CUMPRIMENTO

NÃO FAÇO MAIS DO QUE CUMPRIMENTA-LA.

 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.