Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

Mafalda Veiga

A surpresa de Mafalda Veiga não é de estranhar, talvez seja a atribuição, mas no juri está Olga Pratts, uma das grandes pianistas portuguesas, amiga de Lopes-Graça e o jornalista Carlos Pinto Coelho. 

“É um prémio muito importante, um motivo de orgulho e uma alegria, sinto-me feliz”, disse a cantora e compositora.

Mafalda Veiga referiu-se ao autor de “Os Índios da Meia Praia” como “um dos nossos maiores compositores que é uma referência importantíssima para qualquer pessoa que escreve e compõe em português”.

“Para mim, sempre foi importante ouvi-lo e faz parte dos meus dias muitas vezes”, acrescentou.

A distinguida com o galardão que a Câmara da Amadora instituiu em 1988 afirmou que as canções que escreve “são mais quotidianas, falam dos portugueses no dia a dia”.

O Prémio José Afonso tem como objectivo “homenagear o autor de ‘Grândola Vila Morena’ e galardoar um álbum editado no ano anterior ao da atribuição do Prémio e cujos temas tenham como referência a Cultura e a História Portuguesa”, segundo nota da edilidade.

O galardão atribuído por unanimidade será entregue nos Recreios da Amadora no dia 25 de Novembro.

O júri foi presidido pelo vereador da Cultura, António Moreira, e constituído pela chefe da Divisão da Cultura da Câmara, Vanda Santos, a pianista Olga Pratts, o jornalista Carlos Pinto Coelho, falecido em dezembro passado, e o maestro António Victorino d’Almeida, que não participou na votação, noticiou a Lusa citando fonte camarária.

“Chão” foi produzido por Miguel Ferreira, António Pinto e Mafalda Veiga, que é autora (letra e música) de todos os temas do disco.

“Faz Parte”, “Imortais” e “Abraça-me Bem” são algumas das canções que integram o álbum.

Mafalda Veiga, 44 anos, estreou-se como autora em 1983 com a canção “Velho”, que incluiu no álbum “Pássaros do Sul”, e com a qual ganhou o Festival da Canção de Silves, em 1984.

Fausto, Vitorino, Dulce Pontes, Filipa Pais e Sérgio Godinho, Né Ladeiras e Gaiteiros de Lisboa foram alguns dos intérpretes distinguidos com o galardão da Câmara da Amadora em edições anteriores.

O último Prémio José Afonso atribuído, foi correspondente ao ano de 2008 ao álbum “Senhor Poeta - Um tributo a José Afonso”, dos Frei Fado D’El Rei.

 

Via HardMusica

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email