Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

Jogos com pianos marcam 31.ª edição do Festival Música em Leiria

Os cruzamentos entre tradição e modernismo e entre clássico e tecnologia marcam a edição deste ano do Festival Música em Leiria, que por estes dias aplica a fórmula a vários pianos.


Hoje e quinta-feira são os mais novos a experimentar os desafios preparados pelo festival, com o espetáculo "pi_ADD(a) forte".

 

A criação de Simão Costa junta música, dança e vídeo numa performance multimédia que esgotou hoje o Teatro Miguel Franco, em Leiria, e está prestes a fazer o mesmo com as duas sessões de quinta-feira, agendadas para as 10:30 e 14:30.

 

"Este espetáculo em particular é muito estimulante, cheio de surpresas a nível visual e sonoro", explica Miguel Sobral Cid, diretor artístico do festival.

 

Em palco, dois pianistas exploram um piano, aplicando várias tecnologias de mistura, enquanto, ao mesmo tempo, uma áudio-bailarina dá uma outra dimensão ao som.

 

"É muito criativo, um estímulo muito forte para as crianças que traz o que de melhor se faz na ‘arte dos sons', além de ser uma experiência muito próxima dos miúdos", sublinha o diretor artístico.

 

Noutro registo, os pianos voltam a ter protagonismo no festival no fim de semana, com propostas em que se cruzam programas e intérpretes inesperados.

 

Domingo, Jill Lawson e Luís Tender sobem ao palco do Teatro José Lúcio da Silva, em Leiria, para interpretar obras de Mozart/Busoni, Poulenc, Chostakovich, Milhaud e Rachmaninoff.

 

Melodias Rústicas Portuguesas, de Fernando Lopes Graça, serão tocadas no mesmo espaço, segunda-feira, por Bruno Belthoise e Christina Margotto, numa homenagem ao Portugal rural e tradicional, feita pelos dois pianistas.

 

Antes, sábado à noite, o festival leva à igreja da praia de S. Pedro de Moel, na Marinha Grande, música de Mozart e Haydn, interpretada por solistas da Orquestra Gulbenkian.

 

O festival Música em Leiria prossegue até 28 de junho, com espetáculos da Orquestra Gulbenkian (dia 13), dos coros e grupos do Orfeão de Leiria e convidados da Escola de Dança do Conservatório Nacional (dia 15), do Ludovice Ensemble (dia 16), da Orquestra Filarmonia das Beiras e dos coros e orquestras da Universidade e Conservatório Gulbenkian de Aveiro (dia 23), de Cláudio Marcotulli (dia 25) e de Carlos Bica e João Paulo Esteves da Silva (dia 28).

 

Retirado de Sapo Música

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email