Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Tanta cabeça no ar
Tanta loucura mas que frenesim
E eu aqui a assobiar
Nada me rala ou me é ruim

A vida é isto o que é que se pode fazer
Num dia ganho noutro fico a perder
Que bem que me sabe passear
Por entre a gente por todo este mar

Nem que por uma só vez
Desalinhar e a corrente romper
E ver que há vida no vaivém da maré
Mesmo para os que teimam em perder pé

Louco sou pois como tu somos dois
Só que um puxa para cá outro empurra para lá
E o mundo é só um há que aceitar
Quem o pinte de escuro ou cor lhe queira dar

Vem cá que te vou mostrar
Exemplo claro do que estou a dizer
Quando estiveres a sisma
Olha para o lado mas com olhos de ver
Há tanto mundo além da preocupação
A vida é uma só corre até mais não


Louco sou pois como tu somos dois
Só que um puxa para cá outro empurra para lá
E o mundo é só um há que aceitar
Quem o pinte de escuro ou cor lhe queira dar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email