Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 
Letra
 
Enquanto muito se inventa
Apontando para disparar
Enquanto muito se imita
Carregando para arrancar
Porque só sabe quem tenta
Porque só arde o que vem de ti
Porque só cede quem cega
Porque não finge quem é de si
E quando o teu sonho arder no temporal
Tenta-te descobrir
Tenta-te perceber
Guarda para lá do mar o que tentámos ser
Sei que há gente que nega
Sei que há gente sem direcção
Sei que há gente que ferra quando despe imitação
Mas é de ferro esta seta e há verdade noutro lugar
É eterno o poeta
E acredita quem navegar
E quando o teu sonho arder no temporal
Tenta-te descobrir
Tenta-te perceber
Guarda para lá do mar o que tentámos ser
Quando não se confia e quando o mundo nos cerca
Quando o olhar se desvia
Quando o deserto nos cerca
Canta o que te ergue
Que mãos dormentes não vão saber
Canta por quem te segue
Canta para quem te vê crescer
E quando o teu sonho arder no temporal
Tenta-te descobrir
Tenta-te perceber
Guarda para lá do mar o que tentámos ser
 
 
 
Letra gentilmente enviada pela Cristina T.
Muito obrigado
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.