Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

http://www.dorfeu.pt/i 
ÁGUEDA, 18 e 19 Maio 2013
 


Festival i


Hora a hora, o programa
non-stop do Festival i

DESDOBRÁVEL VERSÃO DIGITAL
http://issuu.com/dorfeu/docs/i2013

O Festival i tem a sua 5ª edição marcada para 18 e 19 de Maio, em pleno centro da cidade de Águeda. As artes performativas voltam a conquistar o público infantil e familiar nesta iniciativa d'Orfeu, cada vez mais enraízada na agenda cultural da região. A programação apresenta muita da criação artística nacional, com uma oferta cultural diversificada e para todos os gostos: música, teatro, dança, poesia e animação. O Festival i junta plateias de gerações na grande festa das artes em família!

SÁBADO 18 MAIO

14h30, Auditório Ana Paula Silva
Borbolino (d'Orfeu)
Um grilo que vai cantarolando e saltitando directamente das páginas do livro homónimo, da autoria de Odete Ferreira, para o Festival i. Um espectáculo de marionetas interpretado por Ricardo Falcão, que demonstra a amizade entre um grilo e uma criança e em como podemos ser diferentes, mas criar laços infinitos e íntimos.

15h15, Auditório do CEFAS
A Cores (Peripécia Teatro)
Porque as histórias também podem ser divertidamente coloridas, vamos agarrar em tintas de muitas cores para pincelar a fantasia de manchas, gotas e desenhos. Actores com fatos de pintores vão colorir o imaginário infantil, enquanto sons e canções ressoam entre frascos e latas de tinta. Um arco-íris em contos de (en)cantar!

16h30, Espaço d'Orfeu - tenda escura
Sonhar ao Longe (BAAL 17)
Adaptação do livro homónimo de Jorge Serafim, que conta a história de duas criaturas que procuram o cantinho ideal no Mundo, onde possam ser felizes e passar o resto das suas vidas. Mas talvez não estejam preparados e as peripécias são mais que muitas, sendo o gesto a principal fonte de comunicação.

17h15, Espaço d’Orfeu - pátio
Animatus Band (ARCEL)
Seja pelas ruas da cidade ou no nosso quintal, a animação está garantida por este colectivo de amigos que, com tantos instrumentos, nos vai pôr a mexer com músicas que todos conhecemos. Uma banda que promete animar, sem parar, o Festival i!

17h15, Espaço d'Orfeu - pátio
A Seguir És Tu (EPA)
O ambiente familiar do Festival i não fica completo sem animações pelo Espaço d’Orfeu, com pinturas faciais e modelagem de balões. Entre um espectáculo e outro, os alunos de Animação Sociocultural da Escola Profissional de Aveiro vão mimar a criançada com o seu talento.

17h30, Espaço d'Orfeu - latada
Conta-me Histórias (Salto no Escuro)
E se, de repente, todos os livros que são maltratados decidissem transformar-se em objectos e esconder as suas histórias? Como é que os iríamos conseguir ler? Nos objectos mais inesperados podemos encontrar as histórias mais fantásticas. Está tudo ao alcance da nossa imaginação!

17h30, Espaço d'Orfeu - tanque
Ateliê de Didgeridoo (Rodrigo Viterbo)
Já alguma vez imaginaram que é possível fazer música, como os aborígenes, com um tubo enorme de madeira? Neste ateliê vamos descobrir e experimentar os sons do Didgeridoo, um instrumento fascinante vindo da Austrália. Uma experiência de sopro!

18h30, Espaço d'Orfeu - tenda grande
Canta o Galo Gordo (Inês Pupo e Gonçalo Pratas)
As nossas primeiras experiências de infância podem ser marcantes para toda a vida: andar de bicicleta, aprender a nadar, o primeiro livro que lemos ou um dentinho que cai... No i, para fechar a tardada de sábado em festa, vamos cantar esses momentos ao som da música divertida de Canta o Galo Gordo.


DOMINGO 19 MAIO

11h15, Espaço d'Orfeu - tenda escura
O Gigante (Teatro do Montemuro)
Três personagens muito diferentes encontram-se no mesmo lugar: um avô sempre mal-disposto que tem de educar o seu neto traquina, à procura ainda da sua identidade, e uma jovem em busca de refúgio e de recomeço. Mas os afectos não conhecem diferenças e o respeito pelos outros e pela vida são a essência desta história.

14h30, Auditório Ana Paula Silva
A Poesia é Uma Pulga (André Gago)
A Poesia não é só para gente séria e grande. É divertida e para todas as idades! Saltitando de poema em poema, as palavras rapidamente se transformam em brinquedos, com diferentes formas e significados, levando-nos à descoberta de inúmeros poetas lusófonos e estrangeiros.

15h30, Auditório do CEFAS
Há Dias Assim (Teatro das Beiras)
Armindo quer viajar, mas Rita só pensa em trabalhar. O avô dedica carinhosamente os seus dias à neta e tenta convencê-la a viajarem juntos. Mas a neta dedica todo o seu tempo ao trabalho, com medo de perder o emprego. Um dia chega a casa e apercebe-se do que realmente perdeu: o seu avô decidiu viajar. Que fará Rita?

16h30, Adro da Igreja
Mala Fanfarra (d'Orfeu)
O que é uma fanfarra? E será que desapareceram ou ainda as podemos ouvir? É o que vamos descobrir numa mala mágica, cheia de instrumentos e histórias fantásticas. A mais recente criação d'Orfeu promete despertar o imaginário musical, para divertimento de miúdos e graúdos.

17h15, Espaço d'Orfeu - tanque
Ateliê de Didgeridoo (Rodrigo Viterbo)
Já alguma vez imaginaram que é possível fazer música, como os aborígenes, com um tubo enorme de madeira? Neste ateliê vamos descobrir e experimentar os sons do Didgeridoo, um instrumento fascinante vindo da Austrália. Uma experiência de sopro!

17h15, Espaço d'Orfeu - pátio
A Seguir És Tu (EPA)
O ambiente familiar do Festival i não fica completo sem animações pelo Espaço d’Orfeu, com pinturas faciais e modelagem de balões. Entre um espectáculo e outro, os alunos de Animação Sociocultural da Escola Profissional de Aveiro vão mimar a criançada com o seu talento.

17h15, Espaço d'Orfeu - latada
Amor Flor (Encerrado para Obras)
Benjamim é um jardineiro sonhador que cuida de todas as flores do grande jardim público da sua terra, até ao dia em que compram um sistema de rega automático e ele é despedido. Desorientado, sem saber o que fazer, a sua esperança está numa planta mágica, uma orquídea selvagem muito especial...

18h15, Espaço d'Orfeu - tenda grande
Baile das Histórias (PédeXumbo)
Neste baile, a palavra é cantada e dançada numa grande festa colectiva, capaz de fazer rodopiar os pés mais incrédulos. Entre danças de roda, histórias, lengalengas e cantilenas de ontem e de hoje, todas as gerações dão as mãos na grande roda do bailarico, onde cada um é convidado a escolher uma personagem. O baile vai começar!

http://www.dorfeu.pt/
http://dorfeu.blogspot.com/
http://www.facebook.com/dOrfeuAC


d’Orfeu Associação Cultural
Instituição Cultural de Utilidade Pública  |  Estatuto de Superior Interesse Cultural

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.