Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

Coletivo de artistas celebra a Revolta em Lisboa


Um grupo de artistas, produtores e profissionais do espetáculo formaram uma cooperativa espontânea para celebrar o 25 de Abril e “experimentar a liberdade” em quatro espaços diferentes, criando um programa a que chamaram Revolta.


A cooperativa de artistas “Há Revolta na Glória” informou hoje em comunicado que a iniciativa será composta por concertos, filmes, fado, slam, poesia, conversas, DJ e intervenções visuais.

 

O programa da denominada Revolta decorrerá no Ritz Clube e Passos de Fado, na Rua da Glória, e nos Quiosques Time Out e Maritaca, na Avenida da Liberdade, a partir das 19:30 de 24 de abril até às 04:00 do dia 25.

 

O coletivo de artistas refere que o bilhete é único, custa oito euros, e estará à venda no Ritz Clube a partir das 18:45 do dia 24, sendo que toda a programação nos quiosques é gratuita.

 

O grupo refere que a festa pretende reavivar a memória e fomentar “uma reflexão sobre a intervenção na sociedade atual”, sendo um exercício de cidadania.

 

Segundo o itinerário divulgado, a Revolta começa no Quiosque Time Out com conversas dedicadas aos temas da “Evolução pela arte” e “Arte na Revolução” moderadas por Luís Gouveia Monteiro (canal Q) e Manuel Halpern (Jornal de Letras, Artes e Ideias) com convidados de vários quadrantes culturais, como escritores e cineastas.

 

Às 21:00, no Quiosque Maritaca, serão exibidos filmes selecionados pelo Indie Lisboa, entidade parceira da iniciativa.

 

No restaurante Passos de Fado, a partir da mesma hora, a organização sugere que se assista a uma “saudável picardia entre fadistas e slammers”, com as atuações dos fadistas Duarte, Francisco Sobral, Gisela João e Hélder Moutinho e do coletivo Poetry Slam Lisboa, num momento “de pura liberdade de expressão”.

 

O Ritz Clube, também a partir das 21:00, acolhe a Revolta com concertos de Tiago Gomes & Tó Trips, Macacos do Chines, Kumpania Algazarra e Dj sets de Rock & Revolução, JPG from Daltonic Brothers, Hélio Morais e Joaquim Albergaria, e Davide Pinheiro, acompanhados por ilustração visual da VJ Squad.

 

A programação nos quiosques segue das 22:00 até às 02:00 do dia 25 com Dj sets de Dalilaah e Stereo Addiction no Time Out e música de Nataniel Melo e Cónego de Braga no Maritaca.

 

Na sala vermelha do Ritz, pela 01:00, começa o ‘live act’ de Miguel Torga, seguido de DJ sets de Modo Fractal e Ni Villa-Lobos até às 4:00, acompanhados por visuais da VJ Squad.

 

Retirado do Sapo Música

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email