Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

02 Mar, 2013

Palavras - Dona Lu

 

letra

 

Palavras que assolam e que no fundo
São palavras que já estão perdidas.
São contradições, confundidas,
Nascidas como da espuma do mar.
E que mergulham no meu ser a levitar
Num sentido que já não volta a parar...
E no fim de contas, só estamos nós, no fim de contas.
Escrevo o teu nome em todas as paredes,
E procuro-te em todos os meus caminhos.
De repente aquela sensação, é um vazio,
Em queda livre nos meus sentimentos.
Palavras sem sentido não serão escritas
Desenho e esboço todos os teus movimentos.
E no fim de contas, só estamos nós, no fim de contas.
Tu e eu, nós
Tu e eu, sós
Tu e eu num livro faz de conta.
Tu e eu, nós
Tu e eu, sós
Tu e eu nas palavras que não deu.
Brilhas cá dentro uma luz que ofuscou,
E que talvez já não consiga sair.
Será que se apagou? Será que se mudou?
E já não volta a brilhar no meu dia?
E a lua? Aquela que me inebria
E me convida nessa tua perdição...
E no fim de contas, só estamos nós, no fim de contas.
Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email