Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Ai contado ninguém acredita 
Quando eu vou na procissão 
Não há moça mais bonita 

Ai contado ninguém acredita 
Vão os santos pelo chão 
E eu no andor da santinha 

Que é milagre 
Diz quem sabe 
Eu não sei 
Mas até a virgem mãe 
Me gabou a casaquinha 

Que é milagre 
Diz quem sabe 
Eu não sei 
De tão bela até ganhei 
Um altar na capelinha 

Ó mas ainda não sou Deus 
Para reinar nos olhos teus 
Que veneram o Divino 

E eu tão bela e imaculada 
Só não sou idolatrada 
Por quem eu mais admiro 

Ai contado ninguém acredita 
Quando eu vou na procissão 
Até o menino assobia 

Ai contado ninguém acredita 
Os homens em multidão 
Fazem a mim romaria 

Que é milagre 
Diz quem sabe 
Eu não sei 
Se é das unhas que pintei 
Se é da luz que me alumia 

Que é milagre 
Diz quem sabe 
Eu não sei 
todos dizem que o meu bem 
Lhes dá mais sentido à vida 

Ó mas ainda não sou Deus 
Para reinar nos olhos teus 
Que veneram o Divino 

E eu tão bela e imaculada 
Só não sou idolatrada 
Por quem eu mais admiro

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.