Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

16 Fev, 2013

NBC - SEGUNDA PELE

 

 

Letra

 

És o meu vicio, és o meu vicio...
És o meu vicio, és o meu vicio...
Se por ventura algum dia eu tiver que dizer,
Que foste a maior alegria e que me deste prazer,
Se eu perdi amor à vida, então eu tenho-te a ti,
E descobri novamente a noção do verbo viver,
Se a minha vida pudesse ter uma banda sonora,
O dia e a hora seria como o bombo e a tarola,
(Tick tack, tick tack...)
Mãe acorda o menino que vai para a escola,
Não leva a mochila, só leva cassetes do Solaar,
E o leitor bem conhecido pelas as cassetes que enrola,
No comboio os amigos, esses só falam de bola,
Enquanto vou ouvindo can I borrow a dollar
Tiro a camisola, na amizade não há pistola,
O único dedo que meti no gatilho foi na viola,
No pátio de canções para tirar conclusões,
Se hoje faço o que gosto, é porque davas-me emoções,
Eu perdi alguns serões a falar com os meus botões,
Não ouvia opiniões, eu queria dar-te razões, para
andar de braço dado sem ninguém a dar sermões...

Refrão:
És o meu vício natural,
Desde o início bati mal,
Sempre que ouvisse o teu aviso o meu sorriso tinha sal
Não estou completo e até chorei sempre que ouvia a cantar marley,
És o meu sexo, dou-te o meu resto, dás-me mais healing que marvin gaye
oooohhh, ohhhhhhhh, ohhhhhhh

A vida parece risonha, mas eu tenho vergonha, não é
que eu me imponha,
Mas é pa quem sonha, é bem difícil ver,
São lutas constantes que te arrumam em instantes, não é
como dantes,
Ouvia homens a tentar de ti e eram todos elegantes,
Como todos os elementos armados de palavras boas e
amargas com todos os dedos,
Éramos todos diferentes, não eram todos iguais,
Mas se tu me compreendes, porque é que me decepcionas
mais?
Tenho sido paciente, ruim, a corda partiu,
A tua escolha é pertinente e já não dormes ao frio,
Dormes com homens que te pagam para falares de vazio,
porque o teu corpo atraiu, a mente não resistiu,
De ver o corpo cobriu, o que tínhamos combinado
tornou-se um pouco sombrio,
Mas se te faço um elogio é porque hoje assumidamente
por ti ainda crio,
O nosso barco partiu em direcções opostas, eu sei que
não gostas, eu quero respostas,
Que tu nunca dás, espero que seja uma fase, tu pra mim
és a base,
Amor platónico é eufórico, eu não vivo no quase!

Refrão:
És o meu vicio natural,
Desde o inicio bati mal,
Sempre que ouvisse o teu aviso o meu sorriso tinha sal
Não estou completo e até chorei sempre que ouvia a cantar marley,
És o meu sexo, dou-te o meu resto, dás-me mais healing que marvin gaye
oooohhh, ohhhhhhhh, ohhhhhhh

Ya, o encantamento passou por uma vertente madura,
Não me perdi na cultura, faço o que sinto na pura,
Quem me critica tem uma dor de cotovelo que dura,
Desde os tempos da mensagem, musica sem partitura,
Disse que não tem cura, quem ta comigo todos os dias,
Sabe que esta amargura que eu sofro pa sair do
sufoco,
Só basta mesmo um pouco da energia que me dás pa
abanar o meu corpo...
Com sete vidas não trocava nenhuma delas por ti,
Abri janelas, entrei nelas, coisas belas eu vi,
São sentinelas, quando falas porque zelas por mim?
E chamas elas aguarelas, passam pintam o fim...

Refrão:
És o meu vicio natural,
Desde o inicio bati mal,
Sempre que ouvisse o teu aviso o meu sorriso tinha sal
Não estou completo e até chorei sempre que ouvia a cantar marley,
És o meu sexo, dou-te o meu resto, dás-me mais healing que marvin gaye
oooohhh, ohhhhhhhh, ohhhhhhh
Yeah!
Turututu (ohhhhhhh)
Yeah!
Turututu (ohhhhhhh)
Yeah!
Turututu (ohhhhhhh)
Yeah!
Turututu (ohhhhhhh)

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email