Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

Letra

 

As Histórias que contavas lá da aldeia 
a bola no telhado da vizinha 
o branco no amarelo da eira 
e a calça sem bainha 

A varanda e a calça sem bainha 
a semana 
na baía a pesca à linha 
a vizinha, o que querias da montanha 

Que pensamento querias da montanha 
fugiste um dia p´ra Kilimanjaro 
seria o jeito sábio dum cocoana 
a falar sob um céu claro 

a marimba, a falar sob um céu claro 
a madeira, de pau preto um aparo 
a montanha 
vou de boleia em boleia 

Agora vou de boleia em boleia 
agora vou voltar a ser menino 
parar, ouvir silêncios sobre a areia 
visitar-te em S. Francisco 

Sobre a areia, visitar-te em S. Francisco 
lua cheia 
a subir tudo o que lembro 
a gavinha, numa noite de Dezembro 


Deixaste o sol na praia de Inhambane 
no cais da ponte o dia do vapor 
amigos que p´ra longe a pátria bane 
num retrato de esplendor 

Ventoinha, num retrato de esplendor 
cazuarina, quinino saga e calor 
a cantina 
com o sabor ,o leitor 

e fico com o sabor das leituras 
percorro a vossa esteira pelo mar 
com um baú de histórias de aventuras 
vou morrer em Zanzibar

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.