Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

Letra

 

Lisboa, velha cidade,
Cheia de encanto e beleza.
Sempre a sorrir tão formosa,
E no vestir sempre airosa.
O branco véu da saudade
Cobre o teu rosto linda princesa.

Olhai, senhores, esta Lisboa d'outras eras,
Dos cinco réis, das esperas e das toiradas, reais!
Das festas, das seculares procissões,
Dos populares pregões matinais,
Que já não voltam mais.

Lisboa, velha cidade,
Cheia de encanto e beleza.
Sempre a sorrir tão formosa,
E no vestir sempre airosa.
O branco véu da saudade
Cobre o teu rosto linda princesa.

Olhai, senhores, esta Lisboa d'outras eras,
Dos cinco réis, das esperas e das toiradas, reais.
Das festas, das seculares procissões,
Dos populares pregões matinais,
Que já não voltam mais.

INSTRUMENTAL

Das festas, das seculares procissões,
Dos populares pregões matinais,
Que já não voltam mais.




Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email