Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Letra

 

Quando um coração se cansa
De procurar aquele alguém
É hora de ensaiar a dança
Do baile dos sem-ninguém,
Do baile dos sem-ninguém

Vem-te aquecer ao lume
Dos que ardem por alguém
E fogem do amor e do ciúme
Pró baile dos sem-ninguém,
Pró baile dos sem-ninguém

Troca o passo no compasso
Valsa «falsa-fé»
Quem baila num embalo da solidão
Sabe que amanhã é tarde

Se me vires dançar comigo
Dança contigo também
Amigo não empata amigo
No baile dos sem-ninguém,
No baile dos sem-ninguém

Danço na esperança
Que gostes de mim também
E era a nossa derradeira dança
No baile dos sem-ninguém,
No baile dos sem-ninguém

Troca o passo no compasso
Valsa «falsa-fé»
Quem baila num embalo da solidão
Sabe que amanhã é tarde


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

1 comentário

Comentar post