Quinta-feira, 20 de Dezembro de 2012

 

 

letra

 

Tu és uma figura com estilo mais que
Figura de estilo não tens fissuras no brilho nem aguento eu senti-lo
Com a cintura desatino, com a traseira alucino
Com o olhar perco o domínio, com o falar eu desbobino
Perco o domínio quando tás, yo, não sei o que faço,
Embaraço, fico baço, fico mudo, fico escasso
Pouco claro das ideias, fico parvo sem espaço pra pensar
Perco o tom, perco o ritmo e o compasso
Não sei se me percebes, se entendes o que sinto
Se não falo não é desprezo, acredita não minto
Sou um profissional do flirt como um amador sem jeito
Venero essa aparência mas conserva algum respeito
Não é indiferença, é diferença dos pés à cabeça
Perco a inteligência, fico quase sem consciência
Porque esse físico é mais do que este aguenta
Ponho-te os olhos em cima e a tensão aumenta

Não percebes que eu não
Consigo esperar mais tempo em vão
O que é que sentes? Borboletas
O que é que sentes? Borboletas
Borboletas, Borboletas, Borboletas, Borboletas

Não percebes que eu não
Não quero perder mais tempo em vão
O que é que sentes? Borboletas
O que é que sentes? Borboletas
Borboletas, Borboletas, Borboletas, Borboletas

A Primavera instalada, vai avançada, até tardia
Oito e meia, com luz
Abundante, ainda é dia
No botão cinza da cidade surgiu cor, então vi-a
Entre pássaros, abelhas, flores, era uma fantasia
Na viagem é certo, numa paragem de metro
De mala e bagagem por perto
Quis falar, na garganta senti um aperto
Onde vais? De onde vens? Queres vir a um concerto?
Que tirada mal sacada, ainda bem que fiquei quieto
Mas pensei em convidar-te e levar-te numa nave
Para longe, para cima
Vem comigo, tenho a chave
Assim como um chavalo à espreita pela fechadura
Travessura, o teu lado fora do meu alcance é tortura
Tão perto e tão longe tás aqui neste lugar
Pela mente a flutuar, até quando vai durar?
Não sei, não vás, não quero voltar a mim
Quero sempre ficar assim, sem princípio nem fim, ouh!

Não percebes que eu não
Consigo esperar mais tempo em vão
O que é que sentes? Borboletas
O que é que sentes? Borboletas
Borboletas, Borboletas, Borboletas, Borboletas

Não percebes que eu não
Não quero perder mais tempo em vão
O que é que sentes? Borboletas
O que é que sentes? Borboletas
Borboletas, Borboletas, Borboletas, Borboletas

Já a tinha visto numa festa
Vistosa, inacessível, quis prosa, defensiva
E a minha investida era modesta.
Nunca fui um bom corista mas a veia de humorista bate
Digo um disparate para fazê-la rir e esconder o bicho-do-mato
Gargalhadas partilhadas pa entrar na intimidade dela
Concorrentes fazem cara chateada e eu não fico intimidado
Fica na secura enquanto o boy se cora, man ninguém me segura agora
Ela diz que não namora enquanto cora e eu na pura fico mais aliviado
Pra ela eu era novidade não era só estar ao lado com conversas
E fingir um ar interessado é forçado ela diz não sou dessas
Paparias, cangarias, com varias, avarias
Uma aventura dura dias e ela não cuba em covardias
Na ironia digo são carradas agarradas a minha pequena fama
E nunca são barradas e acabam amarradas a minha pequena cama
À espera que concluas que não giro com duas, giro contigo dama
Não tive tantas ex não me chantageies nem sei como um caranguejo ama
A party ainda bate ao barrote, o grupo dela quer ir para outro spot
Ela dá-me o número e eu anoto, dou-lhe o meu a espera que ela volte
Passam horas e eu não sei se ligue, não se devo, é muito cedo
Será que escrevo e digo que gosto dela, e gostava de avançar o nosso enredo
Ela antecipa-se e mandou-me um toque disse que ta cá fora vem depressa
E eu na maluquice saio em rebolisso, dou-lhe eu kiss e ela vice-versa
Minha visão ficou dispersa, mirei no muro duas silhuetas,
Bem carentes, bem caretas, o que é que sentes? Borboletas

Não percebes que eu não
Consigo esperar mais tempo em vão
O que é que sentes? Borboletas
O que é que sentes? Borboletas
Borboletas, Borboletas, Borboletas, Borboletas

Não percebes que eu não
Não quero perder mais tempo em vão
O que é que sentes? Borboletas
O que é que sentes? Borboletas
Borboletas, Borboletas, Borboletas, Borboletas


Obrigado Leandro



publicado por olhar para o mundo às 17:11 | link do post | comentar

2 comentários:
De Leandro Ferreira a 7 de Agosto de 2013 às 04:44
Tem aqui a letra

Tu és uma figura com estilo mais que
Figura de estilo não tens fissuras no brilho nem aguento eu senti-lo
Com a cintura desatino, com a traseira alucino
Com o olhar perco o domínio, com o falar eu desbobino
Perco o domínio quando tás, yo, não sei o que faço,
Embaraço, fico baço, fico mudo, fico escasso
Pouco claro das ideias, fico parvo sem espaço pra pensar
Perco o tom, perco o ritmo e o compasso
Não sei se me percebes, se entendes o que sinto
Se não falo não é desprezo, acredita não minto
Sou um profissional do flirt como um amador sem jeito
Venero essa aparência mas conserva algum respeito
Não é indiferença, é diferença dos pés à cabeça
Perco a inteligência, fico quase sem consciência
Porque esse físico é mais do que este aguenta
Ponho-te os olhos em cima e a tensão aumenta

Não percebes que eu não
Consigo esperar mais tempo em vão
O que é que sentes? Borboletas
O que é que sentes? Borboletas
Borboletas, Borboletas, Borboletas, Borboletas

Não percebes que eu não
Não quero perder mais tempo em vão
O que é que sentes? Borboletas
O que é que sentes? Borboletas
Borboletas, Borboletas, Borboletas, Borboletas

A Primavera instalada, vai avançada, até tardia
Oito e meia, com luz
Abundante, ainda é dia
No botão cinza da cidade surgiu cor, então vi-a
Entre pássaros, abelhas, flores, era uma fantasia
Na viagem é certo, numa paragem de metro
De mala e bagagem por perto
Quis falar, na garganta senti um aperto
Onde vais? De onde vens? Queres vir a um concerto?
Que tirada mal sacada, ainda bem que fiquei quieto
Mas pensei em convidar-te e levar-te numa nave
Para longe, para cima
Vem comigo, tenho a chave
Assim como um chavalo à espreita pela fechadura
Travessura, o teu lado fora do meu alcance é tortura
Tão perto e tão longe tás aqui neste lugar
Pela mente a flutuar, até quando vai durar?
Não sei, não vás, não quero voltar a mim
Quero sempre ficar assim, sem princípio nem fim, ouh!

Não percebes que eu não
Consigo esperar mais tempo em vão
O que é que sentes? Borboletas
O que é que sentes? Borboletas
Borboletas, Borboletas, Borboletas, Borboletas

Não percebes que eu não
Não quero perder mais tempo em vão
O que é que sentes? Borboletas
O que é que sentes? Borboletas
Borboletas, Borboletas, Borboletas, Borboletas

Já a tinha visto numa festa
Vistosa, inacessível, quis prosa, defensiva
E a minha investida era modesta.
Nunca fui um bom corista mas a veia de humorista bate
Digo um disparate para fazê-la rir e esconder o bicho-do-mato
Gargalhadas partilhadas pa entrar na intimidade dela
Concorrentes fazem cara chateada e eu não fico intimidado
Fica na secura enquanto o boy se cora, man ninguém me segura agora
Ela diz que não namora enquanto cora e eu na pura fico mais aliviado
Pra ela eu era novidade não era só estar ao lado com conversas
E fingir um ar interessado é forçado ela diz não sou dessas
Paparias, cangarias, com varias, avarias
Uma aventura dura dias e ela não cuba em covardias
Na ironia digo são carradas agarradas a minha pequena fama
E nunca são barradas e acabam amarradas a minha pequena cama
À espera que concluas que não giro com duas, giro contigo dama
Não tive tantas ex não me chantageies nem sei como um caranguejo ama
A party ainda bate ao barrote, o grupo dela quer ir para outro spot
Ela dá-me o número e eu anoto, dou-lhe o meu a espera que ela volte
Passam horas e eu não sei se ligue, não se devo, é muito cedo
Será que escrevo e digo que gosto dela, e gostava de avançar o nosso enredo
Ela antecipa-se e mandou-me um toque disse que ta cá fora vem depressa
E eu na maluquice saio em rebolisso, dou-lhe eu kiss e ela vice-versa
Minha visão ficou dispersa, mirei no muro duas silhuetas,
Bem carentes, bem caretas, o que é que sentes? Borboletas

Não percebes que eu não
Consigo esperar mais tempo em vão
O que é que sentes? Borboletas
O que é que sentes? Borboletas
Borboletas, Borboletas, Borboletas, Borboletas

Não percebes que eu não
Não quero perder mais tempo em vão
O que é que sentes? Borboletas
O que é que sentes? Borboletas
Borboletas, Borboletas, Borboletas, Borboletas


De olhar para o mundo a 26 de Agosto de 2013 às 14:16
Muito Obrigado

Já actualizei o POST


Comentar post

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email
mais sobre mim
posts recentes

O Blog Mudou de casa

Fado Insulano - José Mede...

Cantiga da terra - Zeca M...

"Aprendiz de Feiticeiro -...

Milhafre das Ilhas - Luis...

Sara Tavares - Ter Peito ...

Banho Maria - Não Há Amor...

Sara Tavares - Fitxadu ft...

JUNGLE EVA - TT SYNDICATE

João Granola estreia vide...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

tags

todas as tags

links
comentários recentes
"Estou cheio de arrependimento, cheio de dorese tu...
E é "Não dizem duas quando estão ao pé de ti"...
com o soquete p'lo artelho, um soquete é uma meia.
Pena estes rapazes não terem mais popularidade. A ...
Nome do autor da letra?Não se escreve?Falta de res...
A LETRA É ASSIM!!!E NÃO ASSADO!!!!MaMãe, tu estás ...
As partes que não consegui perceber estão com reti...
https://www.google.pt/amp/s/www.musixmatch.com/pt/...
Vou adicionar nos meus favoritos, sou brasileira, ...
" Para que o tremoço o almoço e o alvoroço demorem...
Posts mais comentados
blogs SAPO
subscrever feeds