Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

Norberto Lobo, Tigerman e Francisca Cortesão no Mexefest

 

Norberto Lobo, Tigerman e Francisca Cortesão no Mexefest

 A cidade de Lisboa estará em festa e com muito ritmo nos próximos dias 07 e 08 de Dezembro com o festival Vodafone Mexefest.

 

Entre os muitos artistas, alguns deles já apresentaram quais os convidados que irão também integrar os seus concertos.

 

Mais do que um espaço de descoberta, o Vodafone Mexefest tem assumido um papel de catalisador de sinergias, onde os artistas tendem a criar momentos únicos tanto na reprodução dos seus temas, como na experimentação de novas e espontâneas colaborações. 

Assim, depois do anúncio de que Miguel Araújo e Márcia se juntariam a Samuel Úria no festival, chega agora a confirmação de mais artistas convidados em diversos concertos do cartaz.

 

Uma das maiores revelações no que toca às vozes nacionais de jazz nos últimos anos, Elisa Rodrigues, entregará parte da sua música ao lado de Paulo Furtado, que subirá ao palco sob a sua capa de The Legendary Tigerman.


Elisa Rodrigues Elisa é capaz de tornar grandes clássicos em músicas suas e de reinventar músicas com uma versatilidade impressionante.

 

Do Barreiro até Lisboa, a Nicotine’s Orchestra de Nick Nicotine também promete encontros musicais inesperados, convidando Francisca Cortesão, dos Minta, a juntar-se à panóplia de sonoridades que guardaram para a margem norte do Tejo.


Na orquestra de Nick Nicotine não há violinos, nem violoncelos, nem pautas alinhadas. Na orquestra do homem do Barreiro, as sinfonias constroem-se com guitarras de acordes rasgados, teclados crus e claro, com letras arranhadas numa voz rouca e grave.

 

Já o nortenho Peixe respira nos intervalos da sua “Apneia”, com os prodigiosos Norberto Lobo e Pedro Gonçalves, dos Dead Combo, a fazerem-lhe companhia.


Depois de ter feito parte dos Ornatos Violeta e dos Pluto, Pedro Cardoso escolheu o ano de 2012 para afirmar o seu novo projecto musical, Peixe. 
Num mergulho onde a água doce e salgada andam a par e passo, Peixe abraça as guitarras, eléctrica e acústica, e dá uma nova dimensão ao seu som.

 

Este festival que esgotou na primeira edição [o ano passado], promete pôr Lisboa a cantar e a dançar pelas várias salas de espectáculo do centro da cidade, durante dois dias que, segundo a produtora Música no Coração "prometem ser intensos e frenéticos".

 

retirado do HardMúsica

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email