Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

letra

 

Vou pegar em mim, pôr-me a andar daqui, 
Faço mala e não me vês
Não queres ouvir, não quero falar, tudo o que eu digo é chinês
Foi tudo tão bom, tudo cor de rosa, beijei o chão que pisaste
Leva o coração, meu que já foi teu, o mesmo que despedaçaste

A guitarra vem, para me confortar, o seu toque é meu conselheiro
Dizes vais esquecer mas garanto eu; 
Esqueces tu mas eu vou primeiro
Vou subir à lua, deixar-me lá caladinho a ouvir as estrelas
Sei que cá em baixo há lágrimas mas não vou estar para vê-las

Ai ai ai, ai, ai, ai
Ela deixou-me e eu não sei o que fazer
Ai ai ai, ai, ai, ai
Ela deixou-me e eu assim não sei viver

Vais pedir perdão, 
Vou dizer que não mesmo que lá longe eu te queira
Ninguém vai saber, vou-me confessar à lua minha companheira
Sou quase alguém, sempre quase bem, 
Incompleto não vou mentir

Faltas tu em mim, erro é meu e teu, quem nos vai corrigir?
Vou pedir perdão, vou fugir daqui, dar o coração para adopção
Vou cantar para mim, 
Vou dançar sozinho essas músicas de solidão
Tudo vai passar, vou-me libertar, vou pensar em ti e sorrir
Vou ser como tu, vou olhar em frente, fazer a mala e partir

Ai ai ai, ai, ai, ai
Ela deixou-me e eu não sei o que fazer
Ai ai ai, ai, ai, ai
Ela deixou-me e eu assim não sei viver


Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.