Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

letra

 

No azul silento do céu 
Brilha uma estrela sozinha
Concerteza que é a minha
Tão sozinha como eu


Cansada de mendigar 
A esmola de um olhar teu
Fui meus olhos repousar
No azul silento do céu


No firmamento sem fim 
Que a mão de Deus encaminha
Talvez com pena de mim
Brilha uma estrela sozinha


A sua luz lembra bem 
A que dos teus olhos vinha
Mas a constância que tem
Concerteza que é a minha


Passo as noites a revê-la 
Na graça que Deus lhe deu
Ando presa a essa estrela
Tão sozinha como eu

 

Ando presa a essa estrela
Tão sozinha como eu

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.