Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 
Letra

Quando adormeces e fica um vazio
Quando me tocas o corpo quieto e frio
Mesmo que o sintas não dizes nada

 

Quando me abraças tudo estremece
Quando me beijas o escuro enlouquece
Tu não sentes nem sabes nada

 

Não dizes nada se não estou
Ficas calada se me vou
Tu não sabes nada de nada

 

Pouco te importa a quem me dou
Nunca lutaste por quem eu sou
Eu estava certo e tu errada

 

Quando me aqueces fico nos teus braços
Quando me esqueces eu perco os teus passos
Nem tu sentes mesmo nada

 

Quando o teu suspirar rompe o silencio
Quando te perdes por momentos
Tu não sabes mesmo nada, nada ....

 

Não dizes nada se não estou
Ficas calada se me vou
Tu não sabes nada de nada

 

Pouco te importa a quem me dou
Nunca lutaste por quem eu sou
Eu estava certo e tu errada

 

Quando te toco pela ultima vez
E o trem arranca depois das três
A hora, já estava marcada

 

Não dizes nada se não estou
Tu não sabes nada de nada

Pouco te importa a quem me dou


Eu estava certo e tu errada

Não dizes nada ficas calada

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email