Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

letra

 

Estou de passagem para a outra margem 
Tenho um Jesus numa cruz à minha imagem 
E o nervosismo dá em cinismo 
Ou em filosofia de autoclismo 

Perdi o sentido de humor 
Na sedentária vida ordinária 
Ou é do frio ou do calor 
Ou da precária conta bancária 

Medo 
Não tenho medo 

Bem-me-quer 
Malmequer 
Cantiga de um ladrão 

Anda cá 
Volta atrás 
Não vou dizer que não 

Pensas que isto é tudo invenção? 

Gente que mal desperta veste a cueca da imitação 
Gente que se apavora se chega a hora e não há canção 

Comes o fruto do ouro bruto 
Pensas que chove e que tu ficas enxuto 
Burro ou astuto 
Levas o tempo a dormir em pé 

Gente que sabe tudo e rouba ao mundo opiniões 
Gente que se faz grande e leva no sangue mil frustrações 

Sentas-te à mesa da tua presa 
Não tens dinheiro mas comes sobremesa 
Tens a certeza 
Que o mundo é filho de um pai sem fé

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email