Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

Rui Veloso e partilha de música na net:

 

O músico vê a diferença entre o IVA taxado nos livros e nos discos como um problema. "Eu subsisto à conta dos concertos, não dos direitos de autor", confessa.

 

A BLITZ falou com Rui Veloso a propósito do recente despacho emitido pelo Ministério Público, que considera lícito copiar e partilhar músicas na internet. O músico mostrou surpresa quanto ao despacho, que desconhecia mas considerou preocupante e relacionado com o atual cenário de Portugal. 

"Sou um bocado pirata. Eu acredito que a partilha seja possível mas também acredito que hoje em dia uma das maneiras de vender música é pela internet. Por outro lado, lembro-me que quando o mercado era mínimo em Portugal, e no mundo [não havia internet], todos nós copiávamos. Fazíamos cassetes para os amigos e não havia problema de maior. Chegar ao ponto em que somos violentamente pirateados, e não termos possibilidade de ganhar dinheiro, é preocupante". 

"Estive com um músico holandês que me contou que um disco na Holanda custa o mesmo que em Portugal. A questão é que o ordenado mínimo na Holanda são 1200 euros. Não nos podemos esquecer que um CD do Bernardo Sassetti, do Beethoven, ou mesmo meu, é taxado com 23% de IVA. E um livro como As Cinquenta Sombras de Grey tem IVA de 6%. Comprei o livro, enganei-me, li umas páginas e aquilo é das maiores merdas que li na vida. Há muitos downloads ilegais precisamente por isto". 

"Eu acho que onde o pessoal ganha dinheiro é nos concertos. Eu subsisto à conta dos concertos, não à conta dos direitos de autor. Os downloads ilegais têm relação direta com poder de compra, é claro. Depois criam-se hábitos". 


Noticia do Blitz

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email