Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

letra

 

De manhã, que medo, que me achasses feia! 
Acordei, tremendo, deitada n'areia 
Mas logo os teus olhos disseram que não, 
E o sol penetrou no meu coração.[Bis] 

Vi depois, numa rocha, uma cruz, 
E o teu barco negro dançava na luz 
Vi teu braço acenando, entre as velas já soltas 
Dizem as velhas da praia, que não voltas: 

São loucas! São loucas! 

Eu sei, meu amor, 
Que nem chegaste a partir, 
Pois tudo, em meu redor, 
Me diz qu'estás sempre comigo.[Bis] 

No vento que lança areia nos vidros; 
Na água que canta, no fogo mortiço; 
No calor do leito, nos bancos vazios; 
Dentro do meu peito, estás sempre comigo 

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email