Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

Antes do concerto em Paredes de Coura, os Ornatos estiveram a responder a questões dos leitores do PÚBLICOAntes do concerto em Paredes de Coura, os Ornatos estiveram a responder a questões dos leitores do PÚBLICO (Nelson Garrido)

 

Esgotados os bilhetes para as quatro datas nos coliseus de Lisboa e do Porto, os Ornatos Violeta decidiram acrescentar mais três concertos à sua agenda. A banda, que está de regresso aos palcos após um hiato de dez anos, anunciou nesta quinta-feira mais um espectáculo para cada um dos coliseus e ainda uma viagem imprevista, que os levará a tocar em Ponta Delgada.

 

O espectáculo naquela cidade de São Miguel, arquipélago do Açores, está marcado para 19 de Outubro, no Coliseu Micaelense. Isto significa que os autores de O Monstro Precisa de Amigos vão actuar primeiro em Ponta Delgada e só depois em Lisboa e no Porto.

Para o Coliseu dos Recreios, os Ornatos Violeta marcaram 27 de Outubro como data adicional. Este será o terceiro concerto seguido na capital, onde também actuarão a 25 e 26 do mesmo mês (espectáculos esgotados). Para o Coliseu do Porto, a nova data é 1 de Novembro. Também aqui se trata do terceiro concerto de enfiada, sendo que também já não há bilhetes para os que estão agendados para 30 e 31 de Outubro.

Os bilhetes para as novas datas nos coliseus de Lisboa e Porto serão postos à venda neste sábado, segundo o que anunciou a própria banda na sua página no Facebook. Quanto a Ponta Delgada, ainda não há informações sobre o dia em que serão postos à venda.

O regresso dos Ornatos Violeta aos palcos acontece numa altura em que a banda comemora os seus 20 anos, apesar de ter estado inactiva na última década. O primeiro destes concertos aconteceu no festival Paredes de Coura, onde os portuenses tocaram na íntegra o seu segundo e último álbum O Monstro Precisa de Amigos (1999). Cão! (1997), o primeiro, ficou de fora. Os fãs sabiam que ia ser assim, mas encheram na mesma o recinto do Tabuão

 

Noticia do Público

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email