Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

A Música Portuguesa

Em terras Em todas as fronteiras Seja bem vindo quem vier por bem Se alguém houver que não queira Trá-lo contigo também

 

 

Letra

 

E se as cordas que me prendem desenlaçam
E um abraço da eternidade para nunca mais
E o céu despe-me a cor
Eu paro, odeio o amor 
E as historia que vestem, o segundo em que tu cais 

Porque eu só quis que tu quisesses acordar… 
O que eu fiz foi para que tivesses um lugar 

E se as rotas que se cruzam se apagam com a voz
E nós não conseguimos celebrar ou relembrar de querer cantar 
E o olhar perde a intenção 
Eu paro, quero a tua mão 
E as quedas que curaram, a doença que é sonhar

Porque eu só quis que tu quisesses acordar 
O que eu fiz foi para que tivesses um lugar

Porque eu só quis que tu quisesses acordar…

E se as cordas que me prendem desenlaçam 
E um abraço da eternidade para nunca mais…

Quer ver a sua banda ou espectáculo divulgados aqui?,
envie um email para: olharparaomundo (arroba) sapo.pt
Se tem alguma letra que eu não tenha encontrado, pode enviar para o mesmo email

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.